quinta-feira, 15 de abril de 2021

Sudeste do Tocantins se abala com dois homicídios consecutivos e em cidades diferentes




Dois homicídios, ocorridos um dia após o outro, abalaram a região sudeste do estado do Tocantins, nesta semana, em cidades historicamente muito pacatas.

O primeiro assassinato ocorreu na cidade de Combinado (TO), na última terça-feira (13).

A ação violenta ocorreu por volta de uma hora da manhã, na Rua Mané Garrincha, no Setor Girassol, quando um desconhecido atirou contra a vítima, um adolescente de apenas 14 anos de idade. 

Policiais Militares foram informados pela equipe de plantão do Hospital Municipal local que havia dado entrada uma pessoa assassinada.

Ao se deslocar para o  hospital, os PMs descobriram que o rapaz, quase menino, tinha sido atingindo provavelmente por disparo de arma de fogo e que já havia chegado ao socorro sem sinais vitais. 

Testemunhas informaram que uma pessoa não identificada chegou à residência da vítima e efetuou um disparo do lado de fora e tentou arrombar a porta da sala. 

Temeroso, o adolescente, que que se encontrava na sala, saiu em direção ao quarto de seu pai para tentar se proteger. 

Mas a janela do quarto estava aberta e foi por ali onde o assassino acertou fatalmente a vítima, que morreu dentro de casa. 

Os tiros atingiram o peito da vítima. 

Segundo Caso

No dia seguinte, um segundo assassinato ocorreu, agora da cidade vizinha de  Lavanderia (TO).

Em principio, pode estar em estreita ligação ou em razão do primeiro assassinato, segundo informou uma fonte.

O assassinato agora abateu um jovem de 25 anos, no dia seguinte, ontem (14), por volta das 19h, na rua Antônio Nolasco, no centro de Lavandeira.
 
A mulher do homem morto informou aos policiais que seu marido havia sido assassinado por um homem desconhecido, de cor negra.

O algoz teria chegou à frente de sua casa, trajando uma jaqueta preta, calça preta e boné preto, pedindo uma garrafa pet para colocar gasolina.

Justificou que sua motocicleta havia acabado o combustível. 

Mas quando a vítima entrou na sua residência, acompanhado do homicida, foi surpreendido ao entregar a garrafa.

O autor sacou uma arma e efetuou dois disparos no peito da vitima, que tentou correr, mas caiu no chão, na rua em frente de casa.

Com a intenção de execução, o assassino efetuou ainda mais um disparo contra a cabeça da vitima e em seguida fugiu a pé.

A mulher da vítima também disse que após os dois primeiros tiros, ela saiu correndo do local, com medo de ser morta.

A polícia encontrou a vítima no local do assassinato, sem sinais vitais.

A perícia foi acionada e realizou os procedimentos, que identificou duas perfurações no peito e uma na cabeça.

Nos dois casos, não há pistas ou identificação dos assassinos. A Polícia Civil do Tocantins investiga essa onda de violência, numa região tão pacata do estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.