terça-feira, 2 de março de 2021

Morre dona Zefa, do Hotel Paulista. Mais uma vítima da Covid em Campos Belos (GO)




Por Jefferson Victor,

Morreu na madrugada desta terça-feira (02), em Goiânia, dona Josefina Zanardo, 80 anos, mais conhecida como dona Zefa do Hotel Paulista, localizado na Vila Baiana, em Campos Belos (GO). 

Dona Zefa foi acometida pela Covid 19, ficou internada por um período de 3 dias em Campos Belos, e, devido à gravidade do seu quadro, foi encaminhada em estado grave para Goiânia onde permaneceu em uma UTI por outros 3 dias.

Ontem (1), o médico responsável ligou para a família informando que seus órgãos estavam paralisando e os aparelhos a mantinha viva, mas já sem nenhuma esperança.

Há cerca de 30 dias dona Zefa perdeu um de seus filhos, Joel, que morava em Formosa (GO), por consequência desta mesma doença.

Isso a deixou muito abalada, já que eram muito ligados.

Dona Zefa era de Birigui, no Estado de São Paulo. 

Acompanhando o esposo, mudou-se para Campos Belos em 1975 e em 1977 ingressou no ramo de hotelaria, construiu seu estabelecimento, o Hotel Paulista, no qual trabalhou por 35 anos.

Ela teve 4 filhos, 10 netos e 6 bisnetos, dentre eles o saudoso Keko, um adolescente que amava jogar futebol, era craque, vaidoso, sempre andava arrumadinho, cabelo bem penteado, tinha um grande círculo de amigos.

Ele foi vitimado por um acidente fatal próximo à antiga ponte do Rio Bezerra, no dia 06 de setembro de 1983, por ocasião dos festejos da Padroeira de Arraias, hoje Tocantins.

Aline Garcia, sua neta fez o seguinte comentário sobre a dona Zefa: 

“minha avó realmente foi uma mulher forte, veio de São Paulo para Campos Belos com filhos, sobrinhos e a sogra, passou por muita luta, mas com trabalho duro conseguiu criar sua família, erguer seu comercio. 

Dona Zefa do hotel como era conhecida na comunidade, sempre muito honesta, uma matriarca carinhosa. Viveu para servir a Deus na sua fé e trabalhar no seu hotel”.

“Ela merece nossa homenagem, sempre olhei pra minha avó e a vi como uma mulher na qual eu me espelhava. Forte, batalhadora, dona de uma moral impecável, honesta, integra isso tudo sem deixar sua doçura e cuidado, sábia e grande exemplo de fé”, Danielle Vieira, uma outra neta. 

Dentro do grupo Memórias de Campos Belos, já podemos antecipar nossa homenagem à dona Zefa, por ser uma das primeiras empreendedoras no ramo de hotéis.

Ela deu a sua contribuição para o desenvolvimento da cidade, realmente chegou em uma época em que poucos se arriscavam, devido à precariedade do lugar.

Estradas mal conservadas, desprovida de tudo, médicos, telefone, televisão, isto sem contar laser, que não existia e até a comunicação daquela época era feita por rádio amadores.

É mais uma guerreira que deixa o seu nome registrado na história como uma desbravadora, uma guerreira que tem uma linda história de vida, um exemplo a ser seguido.

Queremos aqui externar os nossos mais sinceros sentimento à família enlutada, que Deus conforte o coração de cada um neste momento de dor.

Em função do protocolo para mortos por covid, não haverá velório, a chegada do corpo está prevista para as 18h e a família fara um cortejo de carro até o cemitério local.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.