segunda-feira, 8 de março de 2021

Desesperador: Por falta de UTI em Goiás, pastor agonia em hospital de Campos Belos (GO) até morrer


O pastor Manoel da Hora, um dos mais carismáticos religiosos de Campos Belos (GO), nordeste do estado, morreu nesta segunda-feira (8), vítima da agressividade da Covid-19.

O pastor estava internado na unidade sentinela do município há mais de uma semana, após sentir os primeiros sintomas severos da doença, como falta de ar. 

Nos últimos quatro dias, seu estado de saúde piorou muito e foi preciso ser intubado, por não mais conseguir respirar por conta própria. 

A infecção tomou conta dos pulmões. 

Diante do quadro gravíssimo, foi solicitada, por intermédio da Regulação de Internações da Secretaria de Saúde de Goiás, uma vaga numa UTI, em qualquer cidade do estado. 

Não adiantou muito sua entrada na fila da Regulação. 

A explosão de Covid em Goiás lotou os hospitais e UTIs de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Águas Lindas, Luziânia, Formosa, dentre outras cidades. 

No sábado, o pastor foi intubado e o desespero aumentou consideravelmente. 

A família do pastor lutou bravamente para salvar a vida dele. 

Chegou a pedir, via Poder Judiciário, a disponibilidade de um leito devido à gravidade do caso. 

A decisão judicial foi atendida e  o juiz mandou a Saúde interná-lo em qualquer hospital. Mas em virtude da lotação das UTIs, os médicos não conseguiram a transferência. 

Este Blog entrou em contato com Goiânia, que nos atendeu e chegou a inseri-lo numa lista de prioridades. 

Pouco tempo retornou, com notícias muito ruins. "Está tudo lotado. Há pessoas aqui em Goiânia sendo atendidas intubadas nos corredores. 

Não é má vontade ou qualquer outra coisa. Não há vagas em UTIs e muito paciente está morrendo", contou um profissional da Regulação.

Muita gente, inclusive políticos, pediu e intercedeu junto a Goiânia pelo religioso.

Mas sem êxito. "Estamos nas mãos de Deus", contou Márcio Valente, que ficou até 5h da manhã de domingo em busca de uma vaga de UTI. 

"Aqui tem mais de 20 pedidos para esse pastor. Mas não podemos nada fazer. Não há UTIs", disse um profissional da Secretaria de Saúde de Goiás.

O pastor Manoel da Hora, infelizmente, não resistiu e morreu na manhã de hoje.

O corpo, em cortejo, seguiu direto da Sentinela para o cemitério, onde foi sepultado, às pressas, sem as merecidas celebrações fúnebres.

Internação da esposa

Com a Covid, tudo pode ficar pior. 

A esposa do pastor também foi infectada pela doença. Ela foi internada quase que simultaneamente com o marido. 

Seu estado também é grave e precisa de um leito numa UTI e parece sofrer o mesmo calvário.

Um áudio, gravado por uma das filhas do casal, pede desesperadamente por uma intervenção para, ao menos, poder salvar a sua mãe, em meio aos prantos pela perda do pai, de forma tão trágica.  

Ouça 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.