quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Nova reunião discute modernização do sistema prisional de Goiás




Por meio do programa Goiás de Resultados, representantes de várias secretarias estaduais avaliam, trocam informações e experiências para alinhar projetos arquitetônicos com projeção de gastos para a construção de um modelo carcerário eficiente, econômico e reintegrador

A situação carcerária em Goiás mudou para melhor, desde o início da gestão do governador Ronaldo Caiado. 

De lá para cá, estão sendo desenvolvidos projetos – com acompanhamento da vice-governadoria, por meio do programa Goiás de Resultados -, para superar problemas históricos do sistema. 

O objetivo está sendo no sentido de concentrar os esforços de várias secretarias estaduais para a implantação de um novo modelo que vai dinamizar e resignificar o sistema prisional, qualificando vagas, reduzindo gastos, oferecendo possibilidades de trabalho e estudos e aumentando as chances de reintegração de detentos.

Para tanto, foi realizada mais uma reunião na vice-governadoria, nessa terça-feira (16), para o alinhamento de projetos arquitetônicos à estimativa orçamentária para modernizar as penitenciárias. 

"Trabalhamos com a meta traçada pelo governador Ronaldo Caiado e apoiada pelo vice-governador Lincoln Tejota de impactar diretamente na área da segurança pública, qualificando os serviços, desonerando o Estado, eliminando o faccionamento entre os detentos e proporcionando reabilitação por meio da educação e do trabalho", explicou Madson Ribeiro, membro do Comitê Gestor do programa Goiás de Resultados e mediador do debate.

Reintegração

O vice-governador Lincoln Tejota é um defensor da transformação do sistema carcerário em Goiás. 

“Nosso estado vai colocar em prática um modelo inovador, atendendo ao anseio da população de reduzir custos com os encarcerados, ao mesmo tempo em que eles devolvem algum tipo de trabalho para a sociedade, como uma forma de acerto de contas. 

Isso satisfaz o cidadão e reintegra o detento, que tem menos chances de reincidência”, opinou o vice-governador.

Pela Goiás Parcerias, participaram o presidente Diego Soares e a diretora técnica, Patrícia Oliveira. 

A Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) marcou presença com a superintendente de Gestão Integrada, Ana Carolina Resende Abrahão, a gerente de projetos Alline Scaglia, a arquiteta Juliana Leles e o assessor técnico Major Alex Neves. 

A Secretaria Geral da Governadoria (SGG) foi representada pelo subsecretário Leonardo Saad, superintendente de Prioridades Governamentais, Danielle Gomes, e a gerente de Monitoramento de Projetos Sociais, Daiany de Oliveira Santos. 

O Instituto Mauro Borges (IMB) marcou presença com o diretor executivo Guilherme Resende. 

O Major Silvio Antônio Luciano Júnior também representou o programa Goiás de Resultados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.