domingo, 14 de fevereiro de 2021

Finalmente: Goinfra executa sinalização da GO-118, entre Alto Paraíso e Teresina de Goiás




O trecho de 66 quilômetros, entre Alto Paraíso e Teresina de Goiás, no Nordeste do Estado, é ponto estratégico para o turismo goiano e estava, desde a reconstrução da rodovia, sem sinalização.

Por diversas vezes, este Blog denunciou a falta da sinalização, por óbvio, o término de reforma da estrada, feita há mais de 6 anos.  

Será que o governo pagou tudo e ficou no prejuízo? indagamos à  época.

Agora a Goinfa fez a sinalização horizontal, que tem faixas mais largas de 15 centímetros nos bordos e eixos da rodovia, além de placas e tachas confeccionadas com materiais ultrarrefletivos. 

O Governo do estado também projeta passagem de fauna em toda extensão.

A próxima etapa será um contrato específico para a passagem da fauna em toda extensão e, assim, tornar o trânsito seguro para motoristas e animais.

A sinalização custou R$ 852,9 mil. 

A pergunta que não quer calar continua: será que o governo do estado pagou duas vezes pelo serviço?

A iniciativa faz parte do Programa Goiás em Movimento – Eixo Sinalização, que tem um planejamento especial para frentes de serviços fundamentais para o crescimento econômico do Estado, que gerem riquezas e empregos de forma regionalizada.

“A sinalização deste trecho no Nordeste Goiano é a marca do governador Ronaldo Caiado, que é a de resgatar serviços e obras que estavam parados há anos e agora foram retomados”, afirma o presidente da Goinfra, Pedro Sales.

“A prioridade da agência para este e para o próximo ano é a pavimentação, recuperação e sinalização da malha viária no Estado”, pontua.

Por fim, ele relembra que há frentes de serviços em diversos pontos do Estado e cita a sinalização na GO-309, no Sul do Estado, e na GO-414, na Região Metropolitana de Goiânia.

Com dados da ASCOM – GOINFRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.