sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Enfermeira bolsonarista morre de reinfecção da COVID-19 após recusar vacina



Priscila era funcionária do Complexo Hospitalar Manoel Andre (CHAMA) e já havia sido infectada uma vez. 

Por isso, achou que não pegaria a doença novamente e, seguindo o raciocínio do presidente, tinha dúvidas quanto à eficácia da vacina chinesa. 

O hospital demitiu a enfermeira por ela se recusar a tomar a vacina e, na semana passada, ela pegou a doença novamente. 

Com complicações do novo coronavírus, Priscila morreu nessa quarta-feira (24/2), deixando um filho de 2 anos.

A reportagem tentou contato com o Hospital em que Priscila trabalhava, mas não teve resposta até o momento.

Além da vacina, ela também compartilhava outros vídeos e imagens envolvendo o nome do presidente. 

"Atirar a pedra é fácil, conveniente! Difícil é encarar uma guerra desta! FORÇA SENHOR PRESIDENTE! O tempo mostrará", escreveu em uma das publicações. Até mesmo em assuntos polêmicos, como o aborto.

Fonte: Estado de Minas

Um comentário:

  1. Seria bom pesquisar antes de postar uma matéria...ela não era enfermeira

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.