sábado, 6 de fevereiro de 2021

Caiado critica decisão da UEG em excluir cidades do vestibular, entre elas Posse (GO) e Campos Belos (GO)


O governador Ronaldo Caiado (DEM) declarou, em uma transmissão ao vivo realizada em suas redes sociais nesta sexta-feira, 5, que não pode responder pelo fechamento de vagas na Universidade Estadual de Goiás (UEG) em alguns campi da entidade. 

No entanto, se mostrou contrário a exclusão algumas unidades na realização de vestibular deste ano.

A UEG anunciou a abertura de inscrições para o vestibular do primeiro semestre de 2021 em 21 cidades goianas. 

Contudo, alguns municípios que abrigam unidades da instituição de ensino, como os de Minaçu, Campos Belos, Posse e Goianésia, não foram contemplados com a abertura de vagas.

Em sua live, Caiado explicou que a responsabilidade pelo gerenciamento das vagas na UEG não compete diretamente ao governado, mas sim à gestão interna da própria instituição. 

“A universidade, por constituição, tem autonomia administrativa, financeira e curricular. 

O secretário Adriano Rocha Lima, que acompanhou as reuniões, pediu para que fizessem a prova em todos os campus universitários, mas não foi essa a decisão do reitor e do conselho. Isso é responsabilidade do reitor e do Conselho Superior da universidade”, explicou o governador de Goiás.

Um comentário:

  1. ME POUPE GOVERNADOR! VOSSA SENHORIA FALOU AOS QUATRO CANTOS DO ESTADO: QUEM AGREDISSE, ESPANCASSE OU QUEM BATEU EM MULHER E FOI CONDENADO NÃO PARTICIPA DO SEU GOVERNO. AGORA DÁ UMA DE PILATOS EM RELAÇÃO A UEG, 2022 ESTÁ PRÓXIMO.

    ATT EDIJALDO

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.