quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Sem consultas médicas em Campos Belos (GO), diz usuária do sistema público


Pacientes estão reclamando que não estão tendo a possibilidade de marcar consultas ou fazer exames na rede pública de Campos Belos (GO).

"Até hoje não foram retomados, após 21 dias da posse da nova gestão", reclamou uma usuária do sistema.

Pede-se ao novo secretário de saúde municipal que esclareça, o quanto antes, sobre a veracidade da informação e quando será normalizado o atendimento. 


5 comentários:

  1. Caro Dinomar eu penso que antes de postar vc devia procurar a outra parte, conferir a real situação e só então postar a notícia.

    ResponderExcluir
  2. Caro Dinomar eu penso que antes de publicar uma notícia pela metade, o senhor deveria procurar a outra parte e ouvir os dois lados. Pra depois publicar a notícia já com uma solução/resposta.

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com você Ana Lúcia até porque uma notícia vaga assim deixa a entender que isso está ocorrendo de maneira geral...sou recepcionista da unidade básica de saúde do Bem Bom e aqui desde o dia 04/01 estamos com atendimento médico normal de segunda a quinta-feira, sendo terça pela manhã visita domiciliar e na quarta-feira o dia reservado a gestantes e recém nascidos...temos inclusive atendido dentro da nossa agenda e encaixes pacientes das outras unidades que por ventura no dia não tem atendimento médico...enfim nossa equipe é consciente que sempre tem feito o máximo para atender a todos que nos procuram dentro das nossas possibilidades.

    ResponderExcluir
  4. O blog tá certo sim em postar, a noticia é vdd sim. Ontem mesmo procurei o complexo pra tentar fazer uns exames do meu filho com urgência e A mulher disse que não tinha material e que só voltaria em meados de Fevereiro. Como era urgência não tive como esperar tendo a pagar particular e sem poder 330 reais. Realmente é um descaso.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.