segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Regionais de Campos Belos (GO) e Posse (GO) recebem doses da vacina de Oxford


Chegaram a Goiás no início da tarde deste domingo (24) 65,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca do lote de 2 milhões de unidades importadas pelo governo brasileiro da Índia. 

O imunizante foi distribuído ainda neste domingo para todas as regionais de saúde do estado após o lote ser conferido pelo secretário de Saúde, Ismael Alexandrino. 

As regionais de Campos Belos e Posse o transporte receberam via avião, devido à distância da capital.

Por decisão do Ministério da Saúde, todas as doses serão destinadas a profissionais que atuam na área de saúde, em unidades públicas ou privadas. “De médicos a profissionais de limpeza”, conforme enfatizou o governador Ronaldo Caiado (DEM).

O chefe do Executivo goiano acompanhou no Complexo Regulador Estadual da Secretaria Estadual de Saúde (SES) o início da remessa das vacinas para o interior de Goiás. 

Em entrevista explicou que, embora aguardasse 140 mil doses, o Ministério da Saúde fez uma nova reformulação da estratégia do Plano Nacional de Imunização para que este lote de vacinas chegasse em primeiro lugar ao pessoal da saúde. 

Desta vez, em Goiás, idosos não serão atendidos porque essa prioridade ficará somente com Manaus (AM) onde a situação da pandemia de Covid-19 é ainda mais grave.

Informe técnico do MS e da SES publicado no site do órgão goiano mostra que a remessa de vacinas da Oxford/Astrazeneca é exclusivamente para vacinação de trabalhadores de saúde das instituições de saúde, seguindo a ordem de prioridade: 

1) – hospitais; 

2) Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergências (Siate); 

3) Unidades Básicas de Saúde (UBSs); 

4) Consultórios/Laboratórios. 

“Quanto aos hospitais, os primeiros que devem ser considerados são aqueles exclusivos e dedicados a atendimentos Covid-19. 

Na sequência, os hospitais gerais que não são dedicados e exclusivos aos casos de coronavírus”, diz a nota, ressaltando que a ordem de prioridade se aplica a hospitais públicos, filantrópicos e privados.

O governador lembrou que as 65.500 doses de vacinas da Oxford/AstraZeneca serão utilizadas em Goiás na totalidade porque a segunda dose será aplicada somente daqui a três meses. 

Ronaldo Caiado disse que recebeu garantia da Fiocruz, que vai fabricar o imunizante no Brasil, de que neste período insumos serão adquiridos na China e haverá tempo suficiente para a fabricação de novas doses. 

O intervalo para a aplicação da segunda dose da Coronavac é de 14 a 28 dias.

Fonte: Governo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.