sábado, 2 de janeiro de 2021

Em seu discurso de posse, vice-prefeito Juranda disse-se indignado por Eduardo Terra não ter pago servidores da Saúde


Nesta sexta-feira (1), em seu discurso de posse, o vice-prefeito de Campos Belos (GO), Juranda Santos (PP), disse-se indignado.

Ele deixou de ler o discurso formal e partiu para uma oratória política, para denunciar que o ex-prefeito da cidade, Eduardo Terra, não tinha honrado com o compromisso de pagamento dos servidores da saúde do município, referente ao mês de dezembro. 

Juranda informou que o ex-prefeito foi a uma rádio local fazer uma prestação de contas e falou à comunidade que teria deixado cerca de R$ 1,5 milhão em caixa do tesouro municipal.

"Como deixou esse dinheiro em caixa e não pagou esses devotados servidores?", questionou o vice-prefeito. 

"Faltou responsabilidade por parte  de Eduardo Terra. Não respeitou o ser humano, homens e mulheres da saúde. Quero pedir desculpas a vocês, vim chateado. Na quinta-feira à noite, descobrimos que a folha de pagamento dos servidores da saúde de Campos Belos não foi paga. Virou ano sem receber os salários". 

Juranda disse ainda que nesta pandemia esses servidores essenciais estão na linha de frente.  

"Estão lá limpando chão, cuidando dos doentes; médico de plantação dia e noite. E para não receber seus salários. Isso é um absurdo. Eles também têm família, precisam comer, precisam cuidar deles próprios. São seres humanos como nós".

Ainda de acordo com o vice-prefeito, ele pesquisou e em Goiás Campos Belos está entre as poucas cidades do estado a não honrar com o pagamento da folha do pessoal da saúde. 

"Na próxima segunda-feira, o problema será resolvido. Os servidores da saúde não podem ficar desamparados". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.