quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Polêmica à vista: Porta dos Fundos lançou hoje seu Especial de Natal. Críticos e humoristas misturam Bíblia, Jesus, Bolsonaro e política



O fim de ano chegou com mais uma polêmica dos críticos e humoristas do canal Portas do Fundo, no Youtube. 

A trupe traz todos os anos o Especial de Natal, tendo sempre como figura principal Jesus. 

E todos ano os episódios veem carregados de muitas reclamações dos religiosos, principalmente pela falta de respeito às figuras bíblicas. 

Neste ano, o especial vem com o documentário "Teocracia em Vertigem", em 50 minutos de tela.

Entre as sátiras, diz que Caifás mandou salgar o mar morto para desvalorizar a região e comprar terras mais baratas para plantar soja. 

Numa das cenas, Caifás chega a tatuar o nome de Barrabás no braço, uma alusão ao deputado que tatuou o nome de Temer no peito, durante o impeachment de Dilma Rousself.

A propósito, o julgamento de Jesus é mostrado como se fosse o julgamento do impeachment e mistura Jesus com Bolsonaro.

Até um apresentador de TV, o "Jerusalém Alerta" - um programa policial da espécie de Sikeira Junior da Palestina - mostra o santo sudário como fundo de tela.

Durante a "crucificação",  o "Jerusalém Alerta" traz Barrabás como convidado especial do programa, que apresenta o tema "condução de cruz coercitiva".

Comentários e polêmicas não faltam.

Até agora à noite o vídeo já tinha cerca de 400 mil views. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.