sábado, 19 de dezembro de 2020

Na mosca: Dono de empresa investigada por pesquisas fraudadas é preso em Goiânia


Durante a última campanha política para prefeito e vereadores, este Blog alertou para o alto número de pesquisas eleitorais divulgadas com dados divergentes e que estariam contaminando a cabeça do eleitor e, pior, atrapalhando o processo democrático. 

Os fatos revelavam ,escancaradamente, na cara da Justiça, que havia algo de errado. E não deu outra.

Neste sábado, o Dono da Ipop (Empresas e Negócios), investigada em Goiás por fraude em pesquisas eleitorais, Márcio Rogério Pereira Gomes, foi preso preventivamente.

A precisão ocorreu após ele ser alvo de denúncia criminal pelo Ministério Público Eleitoral. 

A decisão é do juiz Pedro Henrique Guarda Dias, que também acatou denúncia contra os prefeitos de Alvorada do Norte, Iolanda Holiceni, Buritinópolis, Ana Paula Soares, Damianópolis, Gilmar José Ferreira, e Mambaí, Joaquim Barbosa.

A esposa de Márcio, Lúcia Fernandes Pacheco Pires, e a enteada Priscila Pacheco Pires também foram alvos de denúncias criminais. 

Todos devem responder por produção e divulgação de pesquisas fraudulentas, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa. 

Os prefeitos dos municípios citados são suspeitos de terem contratado os levantamentos feitos para beneficiá-los na disputa eleitoral.

Márcio foi preso, porque a Justiça entendeu que esse seria o único jeito de “proteger os interesses cautelares da garantia da ordem pública, da aplicação da lei penal e da conveniência da instrução criminal”. 

De acordo com a investigação, o proprietário da Ipop cobrava dinheiro de prefeituráveis durante as eleições deste ano para divulgar pesquisas falsas em que esses postulantes apareceriam na liderança. 

Segundo o jornal O Popular, a empresa realizou 349 pesquisas em 191 municípios de Goiás em 2020.

“Ele foi preso de manhã em Goiânia e vai responder ao processo criminal detido”, explicou o promotor responsável pelo caso, Douglas Chegury. 

A defesa de Joaquim Barbosa disse que ainda não havia recebido a denúncia. A reportagem ainda tenta contato com os demais.

A defesa de Ana Paula também disse que ainda não recebeu a denúncia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.