sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Enel Distribuição Goiás e Governo Estadual entregam energização do Povoado São Domingos, em Cavalcante (GO)


A Enel Distribuição Goiás está transformando a realidade de comunidades goianas que aguardam a chegada da energia elétrica há décadas. 

Na última terça-feira (8), às 14h, a companhia entregou as obras para energização de 130 famílias da zona rural de Cavalcante, no povoado de São Domingos. 

A entrega foi realizada durante evento promovido pelo Governo do Estado, juntamente com a Saneago, e contou com a presença do Governador e da Primeira-Dama de Goiás, Ronaldo Caiado e Gracinha Caiado, e do diretor-presidente da distribuidora, José Luis Salas, além de autoridades locais.

Para levar a energia aos moradores, a empresa instalou 600 postes e construiu cerca de 33 quilômetros de novas redes de distribuição. 

As conexões das residências à rede estão sendo feitas gradativamente ao longo do mês de dezembro. 

As obras são resultado de um investimento de R$ 2,5 milhões e fazem parte do Programa de Universalização de Acesso à Energia Elétrica, do Governo Federal.

Está é a quarta inauguração de conexões rurais feita pela Enel em parceria com o Governo de Goiás em menos de seis meses. 

As primeiras foram em Formosa (260 famílias), Flores de Goiás (800 famílias) e em povoados Kalunga de Cavalcante (170 famílias). 

“Estamos cumprindo nosso compromisso de ampliar o acesso à energia elétrica em Goiás e alinhados com o objetivo do Governo de oferecer a esses assentamentos condições para que possam produzir e gerar riqueza para o Estado”, ressalta José Luis Salas.

Complementando as ações da empresa na região, a Enel anunciou o sorteio de geladeiras para os moradores do São Domingos no próximo ano, quando os moradores já usufruirão da energia e terão unidades consumidoras da companhia. 

Serão 80 geladeiras do programa Enel Compartilha Eficiência.

A Enel Distribuição Goiás tem compromisso de levar energia elétrica para mais de 21 mil residências de áreas rurais em todo o Estado de Goiás até 2022. Somente neste ano, mais de 5 mil clientes serão beneficiados, metade deles na região Norte do Estado.

Desde que assumiu a distribuição de energia elétrica em Goiás, a companhia triplicou a média anual de novas conexões rurais, se comparado ao período de controle estatal. Desde 2017, já foram realizadas cerca de 8 mil novas conexões rurais.

Além das conexões convencionais, em locais onde a rede não consegue chegar por conta do desafio logístico, a distribuidora está investindo em tecnologia renovável e instalando painéis solares. 

Ao todo, 199 famílias quilombolas que vivem em áreas muito afastadas já receberam esses sistemas. Além dos painéis, essas famílias recebem, no ato da ligação, kits com três lâmpadas de LED e duas tomadas, e, posteriormente, geladeiras. 

Todas as famílias são orientadas presencialmente por equipes da Enel, além de receberem uma cartilha explicando o funcionamento do sistema solar fotovoltaico, bem como os cuidados necessários com a segurança e dicas de economia de energia.

A distribuidora também está desenvolvendo uma pesquisa socioeconômica com as comunidades beneficiadas pelo programa Luz para Todos, com o objetivo de compreender melhor o perfil e as necessidades dos clientes. 

A pesquisa de campo já foi iniciada, respeitando todas as exigências de segurança em período de pandemia, e contempla mais de mil entrevistas no total. 

Durante as entrevistas, os pesquisadores aproveitam o contato e prestam informações sobre os benefícios da luz elétrica, dando dicas sobre economia de energia.

Sobre a Enel Distribuição Goiás

A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². 

A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.