sexta-feira, 23 de outubro de 2020

"Arma falhou na hora do tiro", disse delegado, sobre a tentativa de assassinato do prefeito de São Domingos (GO)



Um ex-vereador foi preso em flagrante suspeito de tentar matar, a tiros, o prefeito de São Domingos e candidato à reeleição, Cleiton Martins (PL), na tarde desta sexta-feira (23). 

Segundo a Polícia Civil, ao tentar executar a vítima, Herculanito Lima acabou sendo imobilizado até a chegada da Polícia Militar. A motivação ainda é investigada.

Ao tentar evitar os disparos, o prefeito entrou em luta corporal com o ex-vereador. Eles trocaram socos, acabaram se ferindo e precisaram de atendimento médico.

Cleiton Martins disse a que Herculanito Lima foi até o encontro dele para "tratar de assunto referente à política". Eles tiveram um desentendimento rápido até que o ex-vereador sacou a arma.

"Quando o disparo não saiu, para não dar espaço para ele municiar a arma novamente, eu parti para cima dele para tomar a arma, escapuliu o braço dele e bateu com a arma na minha cabeça".

Martins afirmou ainda que um dia antes, também por desavenças políticas, Herculanito já o havia ameaçado indiretamente. 

"Ontem [quinta-feira, 22], ele falou para o meu vice que iria atirar em mim", afirmou.

De acordo com a polícia, Herculanito negou as acusações. A reportagem não conseguiu localizar a defesa dele até a publicação desta reportagem.

O delegado responsável pelo caso, Alexandre Câmara, disse que quando o suspeito tentou fazer o primeiro disparo, a arma falhou. 

Quando estavam atracados, alguns tiros foram dados, mas nenhum dos dois foram atingidos.

"Uma testemunha ocular me narrou que o autor se aproximou do prefeito dizendo que queria conversar com ele e o prefeito pediu para aguardar. 

Ato contínuo, ele sacou um revólver efetuou um disparo na direção do prefeito. A arma falhou, o prefeito foi para cima dele para tentar tomar a arma e eles entraram em luta corporal", disse a reportagem.

"Durante essa luta, houve a tentativa de mais dois ou três disparos, eles não têm certeza diante do nervosismo da situação. 

Um popular conseguiu segurar o autor, e o prefeito tomou a arma dele e acionou a polícia. Aguardaram e foram conduzidos a delegacia", completou.


Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.