quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Respingos, apenas. Goiás pode ter chuva fraca no início da próxima semana



Para os goianos que, com o tempo seco, olham todos os dias para o céu na esperança de ver nuvens carregadas, uma boa notícia: com a perda de força da massa de ar quente, que deve ocorrer na sexta-feira, 18, Goiás poderá ter chuva já no início da próxima semana, entre segunda e terça-feira. 

Porém, é preciso conter a animação: o volume de água esperado é mínimo e não deve resolver o problema do tempo seco e da série de queimadas no estado.

O gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim, explica a origem das alterações meteorológicas. 

Segundo Amorim, uma frente fria que segue em direção à região Sudeste do país deve “respingar” em Goiás, trazendo umidade e nebulosidade para o estado.

“A partir do dia 18, na sexta-feira, o bloqueio atmosférico que mantém essa massa de ar quente e seco vai começar a perder força. 

Ele perdendo força, há uma frente fria que estará subindo e com isso vai arrastar umidade”, detalha.Com isso, de acordo com o gerente do Cimehgo, deve haver áreas de instabilidade no Centro-sul de Goiás com possibilidade de chuvas fracas. 

A região engloba municípios como Senador Canedo, Aparecida de Goiânia e parte de Goiânia.

Entretanto, Amorim enfatiza que as chuvas causadas pela proximidade da frente fria terão volume inferior a 5mm e não devem solucionar problemas como o tempo seco e as queimadas que têm sido registradas no estado.

Conforme o gerente, chuvas com grande volume e intensidade deverão chegar somente em meados do mês de outubro.

Com texto do Mais Goiás 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.