terça-feira, 8 de setembro de 2020

"Bié" se apresenta em delegacia e tem prisão preventiva decretada



A Polícia Civil de Goiás, em Campos Belos (GO), prendeu, nesta terça-feira (8), o produtor rural Roberto Ferreira Tavares, conhecido como Bié.

Ele é acusado de ter matado, com dois tiros na cabeça, o também produtor rural Sebastião de Souza Oliveira, conhecido por "Tião".

O homicídio ocorreu no último dia 3, quando a vítima consertava uma cerca em sua fazenda e foi surpreendido pelo autor dos disparos.

Com seu advogado, Bié se apresentou junto à autoridade policial de Campos Belos, por supostamente já ter passado o tempo do flagrante.

No entanto, a autoridade policial foi inteligente e ágil e já tinha solicitado, por intermédio do Ministério Público, a decretação de sua prisão preventiva junto ao Poder Judiciário.

O juiz responsável pelo caso, após abrir vista ao titular da ação penal (Ministério Público),  entendeu juridicamente plausível o encarceramento do acusado.

"O autor do homicídio, que já estava se preparando para sair de sua oitiva, na Delegacia, em uma manobra costumeira de advogados em apresentar seus clientes após fuga da situação de flagrância, foi surpreendido por decisão judicial de prisão preventiva recebida pelo e-mail da Delegacia", disse a autoridade policial.

Após o mandando de prisão ser cumprido, Bié passou por exame de corpo de delito e foi colocado em cárcere, à disposição da Justiça Criminal de Goiás. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.