sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Bandidos de farda: falta de valores é ruim, muito ruim



PMs são presos acusados de sequestrar e tentar vender bandido para facção rival

Cinco PMs foram presos acusados de sequestrar o traficante Jhonatan de Assis Barros da Silva, conhecido como Mete Bala, e tentar vendê-lo a criminosos de uma facção rival. 

A negociação foi realizada por uma chamada de vídeo. Em novembro do ano passado, o bandido foi capturado numa pousada em Rio das Ostras, só que ao invés de levá-lo até a delegacia, os policiais conduziram o criminoso para uma região deserta, onde ofereceram 20 mil reais, pela cabeça de Jhonatan.

Os policiais também foram acusados de torturar o criminoso, isso porque após o fim da ligação, os PMs asfixiaram o traficante com um saco plástico e deram início a uma agressão com golpes com cabo de fuzil, além de um pedaço de madeira, segundo depoimento de Jhonatan à Corregedoria. 

Na ocasião foi proposto pelos agentes, a liberação mediante pagamento de R$ 10 mil. 

Após o episódio, o traficante procurou a Corregedoria da PM e denunciou os policiais.

Os agentes tiveram a prisão decretada no mês de agosto deste ano. O cabo Rudson Luiz Cabral Peixoto se entregou na última segunda-feira (31/08). 

Já o sargento Leandro Silva de Abreu e os cabos Thiago Ferreira de Azevedo, Eneas Jeferson Ribeiro Albuquerque e Juliano Carneiro de Souza foram presos nesta quarta-feira (02). 

Na época do crime, todos eram lotados no 32º BPM (Macaé). A prisão foi decretada pela juíza Ana Paula Pena Barros, da Auditoria Militar do Tribunal de Justiça.
Com informações da Rádio Tupi 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.