quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Pinga da terra e volante: batida entre três veículos mata ex-vereador de Combinado (TO); acidente ocorreu próximo a Arraias (TO)



Um grave acidente na noite desta terça-feira (11) matou o ex-vereador da cidade de Combinado (TO), sudeste do estado, Ronaldo Timóteo. 

Três carros sem envolveram no acidente, que ocorreu por volta das 21h, na rodovia TO-050, entre as cidades de Campos Belos (GO) e Arraias (TO).

Segundo as informações, Ronaldo Timóteo estava abordo de uma caminhonete S/10, quando parou no acostamento para trocar um pneu furado.

Um segundo veículo, um Voayage 1.6/vw, cor preta, também parou para ajudar o ex-parlamentar. 

Minutos depois, uma montana/GM, cor preta, ano 2008/2009, chocou-se violentamente contra ambos os carros estacionados no acostamento.

Logo após a colisão, a Polícia Militar de Arraias (TO) foi acionada, via Copom, que notificou sobre o acidente nas proximidades do km 427.

Os militares se depararam com a terrível cena. Ronaldo Timóteo, que tinha apenas 36 anos, estava caído no chão, inconsciente e com fratura exposta na perna esquerda e também fraturas não expostas no braço direito.

O local do acidente foi isolado pelo militares, que depois solicitou apoio de uma ambulância.

Todos os feridos foram levados para o Hospital Regional de Arraias, contudo, segundo o médico de plantão, o estado de saúde de 
Ronaldo Timóteo era grave e por esse motivo teria que ser encaminhado para um hospital de maior porte, em Porto Nacional ou Palmas.

Já os condutores dos outros veículos apresentavam corte na cabeça e escoriações pelo corpo, sendo medicados e permanecendo em observação até o dia de hoje.

Em rápida investigação, as autoridades descobriram que o motorista da Montana estava com elevados sinais de ter consumido bebida alcoólica.

"Ele relatou à Guarnição que havia ingerido bebida alcoólica, “Pinga da Terra” na cidade de Campos Belos (GO), deslocando para a cidade de Arraias (TO), que ao retornar para Campos Belos veio a chocar-se com os carros que estava parado nas margens da rodovia", informa o relatório.

Ambos os motoristas atropelados foram arremessados para fora da rodovia. Com o impacto, o Voyage foi parar em uma ribanceira, causando sérias avarias no carro, assim como ficou o Montana.

Já a caminhonete teve apelas leves avarias. Mas o seu proprietário perdeu a vida, porque não resistiu aos gravíssimos ferimentos do atropelamento.

O caso foi comunicado à Delegacia de Arraias e o delegado Welson Antônio da Rocha ratificou a prisão do motorista da Montana, em flagrante delito com base Código Brasileiro de Trânsito. 

Segundo este normativo, responde pelo crime quem praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor. 

 A pena é privativa de liberdade é de reclusão de 2 a 5 anos, sem prejuízo das outras penas previstas, se o agente conduz o veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência, e se do crime resultar lesão corporal de natureza grave ou gravíssima.

O caso agora está nas mãos da Justiça criminal do Tocantins.

A morte prematura Ronaldo Timóteo deixou a cidade de Combinado (TO) em choque. Ele foi vereador e candidato a vice-prefeito da então prefeita Mariinha em 2016.

Agora em 2020 era pré-candidato a vice-prefeito em uma das chapas que estava se formando para as próximas eleições. 

Timóteo também era proprietário de um abatedouro de frango e uma fábrica de iogurte natural em Combinado (TO).

3 comentários:

  1. Perdemos um grande amigo. A cidade perdeu um visionário e um sonhador.

    ResponderExcluir
  2. Muito triste !menos de dois meses perder duas pessoas da família!
    Descanse em paz primo! Que senhor possa confortar sua esposa.E que a justiça seja feita.bebida não combina com volante , mas uma vida perdida pela falta de responsabilidade do ser humano.

    ResponderExcluir
  3. Só uma correção! O condutor do Voyage não parou para prestar socorro e sim foi acionado por Ronaldo via telefone, se trata do concunhado dele, Valdir, vigilante na UFT Campos de Arraias, o mesmo foi até o local do acidente, trouxe Ronaldo até Arraias, onde conseguiram um pneu e voltaram para o local onde a S10 estava estacionada, a fim de efetuarem a troca do pneu. Já haviam finalizado essa troca, estavam guardando o material utilizado no interior da capota do veículo, quando foram atropelados e arremessados longe. Tudo indica que o primeiro impacto tenha sido em Ronaldo que por sinal veio a óbito a seguir em função disso. Mas vale ressaltar que Valdir teve cortes na cabeça que levou pontos e teve o ligamento do braço rompido. Não foram ferimentos tão leves assim. Mas graças a Deus está vivo, Ronaldo não teve a mesma sorte. Cabe ressaltar que eles estavam a mais de três metros da pista, que o condutor da Montana não estava habilitado a dirigir e que por pouco eram dois pais de famílias mortos por causa da irresponsabilidade dele.
    Espero ter esclarecido o que faltava.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.