sábado, 1 de agosto de 2020

Ótima notícia: Com emenda da deputado Lêda Borges, clínica de hemodiálise de Campos Belos (GO) sai do papel e vai começar a funcionar





Antes de a pandemia da Covid-19 afetar brutalmente a sociedade mundial, familiares e pacientes que sofrem diariamente com doenças crônica renais, em Campos Belos (GO) e região, e precisam semanalmente filtrar o sangue em máquinas,  estavam numa árdua luta para a implantação de uma clínica de hemodiálise em Campos Belos (GO). 

Com apoio de produtores rurais, mais de 200 bezerros foram doados, um fundo foi criado, além de uma Associação dos Doentes Crônicos Renais do Município ter sido criada. 

A intenção da batalha era criar uma clínica de hemodiálise em Campos Belos, mesmo fora do guarda-chuva do Governo.

Porque a mais próxima está a mais de 300 km de distância, em Formosa (GO), obrigando os pacientes, todos já muitos frágeis e muitos deles idosos, a deslocarem-se neste percusso, ida e volta, cerca de três vezes por semana, apenas para filtrar o sangue e garantir a sobrevivência de seu próprio corpo.

A situação deplorável é um pesadelo sem fim para os pacientes, principalmente.

Depois da campanha, feita também por intermédio deste Blog, a Secretaria de Saúde do Município de Campos Belos caiu em campo e comprou a briga. 

Mas a iniciativa foi barrada pela burocracia estatal do estado de Goiás, que informou que o Nordeste do estado iria ganhar uma clínica de hemodiálise, garantida dentro da policlínica que seria inaugurada na cidade de Posse (GO), como de fato foi criada e já funciona.

Em visita a Campos Belos (GO) e ciente de que Posse (GO) não poderia atender Campos Belos, principalmente pela distância de 200 km em estrada de chão, o governador Ronaldo Caiado (PSDB) prometeu também uma policlínica para Campos Belos, já instalada com um centro de hemodiálise, a ser construída em março passado.

Com a pandemia do novo coronavírus, tudo mudou e a policlínica que seria feita em Campos Belos saiu de prioridade. 

Mas o pesadelo dos doentes renais crônicos continuou a atazanar a vida de todos, a cada dia pior e mais doloroso. 

Situação que não foi esquecida, principalmente pelo produtor rural e advogado José de Sousa Júnior, que chegou perder seu pai, José de Sousa,  também paciente renal, em meio à campanha pelo centro.

Nesta semana, ele, a vereadora Ivone do Touro, o vereador Márcio Valente e o secretário de Saúde de Campos Belos Guilherme Davi se reuniram e chegaram a uma decisão importantíssima e muito valorosa.

A pedido da vereadora Ivone do Touro, a deputada estadual Lêda Borges tinha designada uma emenda para o município de R$ 200.000,00 para aplicação na saúde.

Com a intermediação de Ivone do Touro, de Márcio Valente e de José Júnior, costurou-se um acordo em que esse valor foi deslocado para a compra de três máquinas de hemodiálise - cada uma custa cerca de R$ 50 mil -, de forma urgente, além de outros móveis, como cadeiras, mesas e armários.

Em contrapartida, o Secretário Guilherme Davi vai "doar" o prédio do antigo Posto de Saúde do Setor Cruzeiro, que fica dentro do complexo hospitalar da cidade.

O prédio será reformado e adaptado para se tornar um centro de hemodiálise provisório, até que a pandemia da Covid-19 chegue ao fim e a policlínica de Campos Belos se torne uma realidade. 

Até lá, os pacientes não precisarão sair da cidade para filtrar o sangue.

Melhor ainda, doentes de cidades vizinhas, de Goiás e do Tocantins, também serão atendidos pelo centro de hemodiálise provisório de Campos Belos.

Mas o secretário Guilherme quer abrir o centro, não apenas com as três máquinas, valor da emenda da deputada Lêda Borges.

A intenção é já abrir o espaço com seis máquinas e chegar em um total de 20, porque o espaço do antigo Posto Médico pode abrigá-las confortavelmente.

Por isso, essa força tarefa precisa de mais colaboração e mais emendas parlamentares, para se adquirir as demais máquinas.

Assim, aqueles correligionários de parlamentares federais e estaduais, de Goiás e Tocantins, sensíveis à causa, estão convidados a participar da força tarefa.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.