segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Nos 14 anos da Lei Maria da Penha, mulher é agredida pelo irmão, a madeirada, por não aceitar vender propriedade dos pais


A violência contra a mulher continua em alta na região nordeste de Goiás, o que coincide com os 14 anos da Lei Maria da Penha.

A brutalidade masculina contra o sexo oposto independe até se o agressor e vítimas são irmãos de sangue. 

Nesta semana, uma mulher, moradora do Projeto de Assentamento Silvio Rodrigues, comunicou à Polícia em Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros, que o irmão dela, um usuário de entorpecentes, tenta a todo custo conseguir dinheiro com os pais para manter o vício.

O irmão, disse a moça, ainda tenta fazer com que os pais vendam a propriedade que possuem, notadamente para torrar a grana dos idosos com drogas.

Em razão disso, na última quarta-feira, houve uma discussão grave entre a vítima e o autor, momento em que o rapaz se apossou de um machado e ameaçou danificar a motocicleta da vítima.

Ainda de acordo com a moça, depois, ele se apoderou de um pedaço de madeira e passou a agredi-la fisicamente, causando vários ferimentos.

O autor apenas parou de agredi-la quando o pai de ambos interviu na situação. 

Antes de fugir, o homem ameaçou a irmão com duas facas. A vítima foi obrigada a requerer medidas protetivas de urgência.

Fonte: Foca Lá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.