terça-feira, 18 de agosto de 2020

Em nota, Pró-Saúde informa que não participou da concorrência para o gerenciamento da Policlínica de Posse (GO)


A Pró-Saúde informa que não participou da concorrência para o gerenciamento de Policlínicas (Posse-GO) Regionais no Estado de Goiás. 

No período citado no texto, a entidade já assessorava unidades privadas no Estado, tornando mais restrita à sua atuação em projetos públicos naquele momento.

Sobre o Hospital de Urgências da Região Sudoeste (HURSO), todas as prestações de contas da unidade, no período de gestão da Pró-Saúde, foram entregues ao TCE-GO, no prazo determinado. 

Alguns formatos dessa entrega, no entanto, estão sendo discutidos judicialmente, haja vista os entraves que o referido Tribunal vem causando à entidade para o não recebimento da aludida prestação de contas.

É importante ressaltar que, ao contrário do mencionado, a entidade nunca firmou contratos ou prestou serviços para a Junta Comercial Goiana (Juceg), Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).


Por fim, em relação a operação promovida pela Polícia Federal, a Pró-Saúde informa que, desde 2017, tem colaborado de forma irrestrita com as investigações e vem adotando ações para o fortalecimento de sua integridade institucional.

Já Publicamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.