segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Complicou de vez: Hospital de Dianópolis (TO) chega ao quinto dia sem médico para atender pacientes de nove cidades



O Hospital Regional de Dianópolis, na região sudeste do Tocantins, continua sem plantonista para atender os pacientes nesta segunda-feira (31). A única médica do hospital foi afastada após testar positivo para coronavírus. 

Só que isso ocorreu no último dia 27 e até agora nenhum profissional foi enviado para cobrir a escala.

Uma servidora que trabalha na unidade e não quis se identificar, informou que os pacientes estão tendo que percorrer pelo menos 300 quilômetros para conseguir atendimento médico.

"Tivemos vários pacientes graves. Nestes cinco dias foram 15 transferências para o hospital de Porto Nacional, que é a 300 quilômetros daqui, e para Palmas que é a 350 quilômetros. 

Alguns foram sem equipe de enfermagem acompanhando", contou a servidora, que pediu para não ser identificada.

Em julho deste ano a unidade também ficou cinco dias sem médicos. A Justiça mandou o Estado contratar mais profissionais. 

A unidade tem 10 médicos contratados, mas cinco estavam de licença e outros quatro atendiam apenas especialidades.

Além de atender Dianópolis, o hospital é referência para mais oito cidades da região sudeste do Tocantins:


Dianópolis - 22.424 moradores

Taguatinga - 16.825 moradores

Ponte Alta do Bom Jesus - 4.591 moradores

Novo Jardim - 2.745 moradores

Porto Alegre do Tocantins - 3.170 moradores

Almas - 6.979 moradores

Taipas do Tocantins - 2.166 moradores

Rio da Conceição - 2.171 moradores

Conceição do Tocantins - 4.087 moradores

Com texto do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.