quarta-feira, 15 de julho de 2020

Resposta: Polícia prende suspeitos de matar homem que viralizou na web por velar sozinho a mãe. A família é natural de São Domingos (GO)


Polícia Civil prendeu dois suspeitos de matar José Ricardo Fernandes Ribeiro, de 44 anos, natural de São Domingos, no nordeste goiano. 

O homem teve parte do corpo queimado. 

A vítima ficou conhecida há cerca de um ano, após publicar uma selfie mostrando que teve de velar e enterrar a mãe sozinho.

Segundo a Polícia Civil, informações sobre a prisão dos investigados, a motivação e circunstâncias do crime devem ser apresentadas ao fim da manhã desta quarta-feira (15).

Parentes dele pediram "que seja feita justiça" pela morte do familiar, mas preferiu não ter a identidade divulgada justamente por temer acabar sendo alvo de algum crime.

José Ricardo morreu no domingo (12), menos de dois dias após ter parte do corpo queimado durante incêndio na casa onde morava, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

O crime foi registrado, a princípio, como latrocínio - que é o roubo seguido de morte -, já que foram roubados da casa dele celular, carteira e um aparelho de televisão.

Consta no boletim de ocorrências que a vítima recebera cerca de R$ 30 mil de uma vaquinha online feita para ajudá-lo com despesas médicas, já que tinha uma doença renal crônica e precisava fazer hemodiálise três vezes na semana.

Até 8h desta manhã, não havia sido divulgado o que de fato aconteceu com o dinheiro – se foi roubado ou se segue na conta da vítima, impedido de movimentação durante a investigação, por exemplo.

Incêndio

A quitinete em que a vítima morava foi atingida pelas chamas na última sexta-feira (10). 

Dono do imóvel que José Ricardo alugava há cerca de oito meses, o comerciante Saulo Pereira, de 37 anos, explicou que alguns moradores relataram ter visto “visitas” na casa da vítima no dia do incêndio.

“O filho de três anos de uma vizinha que viu a fumaça primeiro. Ele avisou, e as pessoas se mobilizaram e chamaram os bombeiros. Tiveram que arrombar a porta para tirar ele de lá. Os bombeiros chegaram às 13h50 e levaram ele”, detalhou.

José Ricardo foi levado ao Hospital de Urgências Governador Otávio Laje de Siqueira (Hugol), em Goiânia, onde morreu menos de dois dias depois, na madrugada de domingo. Ele deixa um filho adolescente.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.