sexta-feira, 31 de julho de 2020

Corpo de mulher encontrado em área de mata próximo ao campus da UFT em Palmas é identificado


A Polícia Civil do Tocantins, por meio do Instituto de Identificação em parceria com o Instituto Médico Legal (IML), órgãos vinculados à Superintendência da Polícia Científica, identificou o corpo de uma mulher encontrado na manhã do último domingo (26) na região norte de Palmas, próximo à Universidade Federal do Tocantins.

O corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição e não apresentava documentos. 

O Instituto de Criminalística, por meio dos peritos oficiais, também esteve no local para realização da perícia criminal.

A vítima foi identificada como Daniela de Paula Tavares de Moraes, de 32 anos. 

A identificação foi realizada pelos papiloscopistas lotados no Núcleo Especializado de Identificação Necropapiloscópica pelo exame papiloscópico. 

A papiloscopista Maurícia Simas Queiroz Costa relata que foram necessárias 72 horas de trabalho constante para a recuperação do tecido tegumentar devido ao estado avançado de decomposição que se encontrava o corpo. 

Contudo, segundo ela, foi gratificante chegar a um resultado positivo ao final de todo o processo.

O laudo com as possíveis causas da morte foi enviado para a 1ª Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa – DHPP juntamente com o laudo necropapiloscópico de identificação da mulher. 

O caso está sendo investigado pela DHPP que trabalha para elucidação do crime.

Cadáver encontrado no domingo (26)

O cadáver, em estado avançado de decomposição, foi encontrado no domingo (26) em Palmas. 

Na oportunidade, de acordo com informações apuradas pela Agência Tocantins, o corpo aparentemente sendo de uma mulher, foi localizado por volta das 9h em uma área de mata ao lado de uma pista de MotoCross, próximo ao Campus da Universidade Federal do Tocantins – UFT.

O corpo foi localizado por uma pessoa que passava pelo local e sentiu o mau cheiro, ao entrar no mato, avistou o cadáver e acionou a Polícia Militar.

A Polícia Militar esteve no local e isolou a área para os trabalhos dos peritos da Polícia Técnica Científica. 

Segundo apurado pela reportagem, próximo ao corpo da vítima ainda não identificada de aproximadamente 24 anos, vários objetos usados para o consumo de drogas, além de um cachimbo para o uso de crack foi encontrado no bolso da roupa da jovem.

Há suspeita que a mulher tenha sido assassinada enquanto consumia drogas. Após o local ser periciado, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal – IML, onde passará por exames de necropsia que identificará às causas da morte.

Fonte: Agência Tocantins 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.