segunda-feira, 15 de junho de 2020

Pode isso, Arnaldo? Carro funerário transportava 300 kg de maconha em caixões. Motorista disse que era vítima de Covid-19


Essa foi de lascar.

Militares da Polícia Militar, em Jataí (GO), desbarataram uma nova maneira de se transportar maconha: dentro de caixões de defuntos, "vítimas de Covid". 

Durante uma abordagem de rotina na madrugada desta segunda-feira (15), militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) apreenderam, na BR-060, perto da cidade de Jataí, quase 300 kg de maconha. 

A droga estava escondida dentro de dois caixões, que eram transportados em um carro funerário.


O nervosismo do condutor, que tem 22 anos, foi o que chamou a atenção dos PMs.

Durante a abordagem, o ele disse que estava transportando vítimas de Covid-19 da cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, para Goiânia, e que por isso os caixões estavam lacrados e envolvidos com papel filme.



Como não apresentou a guia de transporte dos corpos, os militares resolveram abrir os caixões, ocasião em que encontraram, dentro deles, 300 tijolos de maconha. 

Junto com a droga, o condutor do carro funerário foi encaminhado para a Delegacia de Jataí, onde acabou autuado em flagrante por tráfico de drogas, delito que tem pena de cinco, até 15 anos de reclusão.

Com informações do Mais Goiás 





Durante uma abordagem de rotina na madrugada desta segunda-feira (15), militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) apreenderam, na BR-060, perto da cidade de Jataí, quase 300 kg de maconha. A droga estava escondida dentro de dois caixões, que eram transportados em um carro funerário.

O nervosismo do condutor, que tem 22 anos, foi o que chamou a atenção dos PMs. Durante a abordagem, o ele disse que estava transportando vítimas de Covid-19 da cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, para Goiânia, e que por isso os caixões estavam lacrados e envolvidos com papel filme.

Como não apresentou a guia de transporte dos corpos, os militares resolveram abrir os caixões, ocasião em que encontraram, dentro deles, 300 tijolos de maconha. Junto com a droga, o condutor do carro funerário foi encaminhado para a Delegacia de Jataí, onde acabou autuado em flagrante por tráfico de drogas, delito que tem pena de cinco, até 15 anos de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.