sábado, 27 de junho de 2020

Em Campos Belos (GO), rapaz leva primo para embosca. Vítima foi assaltada e teve R$ 1500,00 levados por encapuzados


Um assalto inusitado em Campos Belos (GO), nordeste do estado, na Chapada dos Veadeiros, fez a Polícia Militar descobrir um plano traiçoeiro. 

Um jovem simplesmente levou um primo para uma emboscada, onde foram assaltados em lugar ermo, escuro e sem asfalto. 

Era por volta das 19h do último dia 24 (quarta-feira), quando um senhor e um rapaz chegaram à base da Polícia Militar da cidade. 

Ambos alegavam ter acabado de serem vítimas de um assalto a mão armada. 

O rapaz, de siglas LLB, supostamente vítima do assalto junto com seu primo, identificado como DBR, contou aos PMs que foi procurado por este último há três dias, manifestando interesse em possuir uma motocicleta.

Ele estava com R$ 1.500 para comprar o veículo e estaria negociando naquele dia com um rapaz. 

Mas quando ambos estavam indo ver a motocicleta, foram assaltados nas proximidades de um motel, no Setor Dom Alano, em Campos Belos. 

O jovem contou à Polícia Militar que o fato ocorreu numa rua sem pavimentação e sem iluminação, e que os dois ladrões apareceram armados e procurando pelos R$ 1.500.

Ainda de acordo com a suposta vítima, os dois assaltantes estavam encapuzados.

Mas o rapaz demonstrava nervosismo desproporcional aos fatos e as narrativas controversas despertaram desconfiança dos militares com a história contada pelo rapaz.

Em nova indagação sobre os pontos obscuros da narrativa, o jovem demonstrou ainda estar mais nervoso e diante do "aperto", LLB resolveu revelar a verdade dos fatos.

O jovem, que passou de vítima a cúmplice do assaltou, disse que estava passando por dificuldades financeiras, quando seu primo o procurou com a intenção de comprar uma moto.

"Vi ali uma oportunidade de ganhar um dinheiro rápido. Então chamei dois irmãos da minha namorada para simular um assalto. Então combinamos o local e como seria realizado", confessou. 

A ideia dele era levar o primo DBR no seu próprio carro (carro do jovem LLB) até o local da emboscada, onde seus dois cunhados estavam armados e na emboscada. Disse também que DBR não conseguiu reconhecer os assaltantes, visto que ambos estavam com o rosto coberto e de arma em punho. 

Com a narrativa, os militares foram ao local indicado por LLB onde os dois autores estariam. Os dois cunhados assaltantes, ao avistarem as equipes policiais, fugiram pulando o muro e deixando para traz parte do dinheiro, somado no valor de R$ 450,00.

Os militares buscaram então pelo restante dos valores, que não foram encontrados. Um motor de uma motocicleta, com numeração raspada, foi apreendido.

E ainda, o veículo foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil,  juntamente com os demais objetos usado na prática do crime.

Uma camisa verde, encontrada na casa onde os dois fujões se encontravam após o roubo, foi reconhecida pela vítima real do assalto.

No local também foi encontrado um simulacro de arma de fogo, ao lado da camisa. 

O pior de tudo é que os autores já estão cumprindo pena criminal, no regime semiaberto, e foram liberados de dormi na prisão em razão de estarem supostamente correndo risco de pegar a Covid-19. 

Junto com os objetos, à Delegacia foi apresentado o mentor e participe da empreitada criminosa, LLB.

O carro dele utilizado na prática criminosa também foi apreendido e apresentava numeração dos chassis suprimida e divergentes nos vidros. 

Até o final da edição deste texto, os dois fujões ainda não tinham sido presos pelas autoridades policiais de Campos Belos (GO). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.