terça-feira, 16 de junho de 2020

Câmara de Vereadores de Campos Belos (GO) reprova, em 1º turno, aumento da alíquota da previdência dos servidores municipais para 14%


Não passou na noite desta terça-feira (16), na Câmara de Vereadores de Campos Belos (GO), nordeste do estado, o Projeto de Lei (PL) que aumentaria a alíquota da previdência dos servidores públicos do município. 

A alíquota, que iria subir para 14%, é o desconto previdenciário - para garantir uma futura aposentadoria.

A mudança faz parte de uma espécie de "reforma da previdência", proposta pelo prefeito Eduardo Terra. 

O PL agora vai a segunda turno, que ocorre nesta quarta-feira (17). 

O vereador Márcio Valente gravou um vídeo e postou na redes sociais, para marcar posição. 

Ele disse que ele e todos os vereadores votaram contra a proposição e amanhã novamente vai se posicionar novamente contrário ao aumento. 

O parlamentar afirma que o rombo da previdência local não deve ser jogado nas costas dos servidores.

"Afinal, quem desviou recursos da previdência do município foram os gestores passados.

Quando o Ninha foi prefeito e entregou a Sardinha, o mesmo mandou o projeto de parcelamento a Câmara para ser votado, na calada da noite", afirma o parlamentar.

Valente diz ainda que na época, nenhum vereador questionou o rombo nas contas do instituto de previdência local. 

"Não é justo mais uma carga em cima dos servidores. O prefeito terá de se adequar. 

Na condição de vereador e servidor, não vejo que o aumento seja uma solução", afirmou, de forma incisiva.

Todos os vereadores votaram contra o PL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.