segunda-feira, 15 de junho de 2020

Abuso sexual: Câmara Municipal de Flores de Goiás aceita denúncia e abre Comissão Processante contra o prefeito Jadiel Oliveira






É muito delicada a situação do prefeito de Flores de Goiás, nordeste do estado, Jadiel Oliveira.

Diversas vítimas de abuso sexual têm acusado o prefeito, inclusive duas moças filhas de um casal de caseiros que trabalhavam na fazenda do prefeito na década dos anos 2000.  

O prefeito, que também é diplomata e ex-embaixador do Brasil, também terá que enfrentar, além das acusações criminais, um julgamento político na Câmara de Vereadores do município, que abriu processo contra ele. 

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal decidiu receber a denúncia feita pelos vereadores Euclecio Rodrigues Lopes e Jaci Araújo Fiuza.

A votação foi realizada na manhã hoje (15), com somente um voto contrário (Vereador Marcelo).

O prefeito vai enfrentar na Câmara Municipal de Flores uma Comissão Processante, que ainda decidirá se afasta ou não, provisoriamente, Jadiel Oliveira do cargo.

A sessão foi marcada por manifestações de populares, em especial de diversas mulheres, demonstrando apoio às supostas vítimas de abusos.

Supostos abusos

No início de junho, duas mulheres resolveram denunciar o prefeito junto à Polícia Civil, na central de flagrantes de Formosa (GO). 

Uma das moças disse que tinha sido vítima do prefeito e que sofreu ataque aos 12 anos de idade.

Os diversos ataques sexuais ocorreram antes de 2010, qual sua mãe trabalha na fazenda do ex-prefeito, em Flores.

Tudo começou quando ele a teria levado para trabalhar como babá em São Paulo.

Após dois meses, ao voltar para Formosa, o agressor, em determina ocasião, tentou beijá-la e depois a levou para um motel da cidade.

Ele também teria ficado muito irado quando ela começou a namorar um rapaz da cidade.

Após isso, contou ela no depoimento aos policiais, houve várias intimidações por parte do prefeito que disse, inclusive, que se ela contasse o caso para os familiares, ninguém acreditaria na história dela.

A moça denunciante contou que sofreu ataques sexuais até quando pegava carona com o perfeito, quando ia da cidade para a fazenda visitar seus pais.

A irmã dela, aos 12 anos, também teria sofrido os mesmos tipos de abusos.

A jovem contou que resolveu procurar a delegacia para "contar tudo" por que ficou sabendo que o prefeito está sendo acusado de diversos outros crimes de abuso sexual, inclusive dentro da própria prefeitura.

O Blog procurou o prefeito para apresentar sua versão para os fatos.

O prefeito Jadiel Oliveira limitou-se a dizer que é "tudo mentira e que querem lhe prejudicar". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.