terça-feira, 26 de maio de 2020

Vídeo do Dia: enfermeiro que contaminou três pessoas com Covid-19 em Aurora do Tocantins grava vídeo e ataca editor do Blog


O enfermeiro de Campos Belos (GO), nordeste do estado, que atendeu ao idoso,  morto por Covid-19 na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade no início de maio, e depois viajou para sua cidade natal, Aurora do Tocantins, onde contaminou mais três pessoas, sendo um deles o próprio pai, gravou um vídeo atacando e ofendendo este jornalista, editor deste canal de comunicação.

No vídeo, ele chora e diz que não sabia que estava contaminado quando viajou e nem que o idoso tinha morrido. 

Por isso, diz no vídeo que o Blog errou, mentiu e publicou fake news, atingindo sua honra e até o colocando em perigo de vida ao publicar as informações.

É importante lembrar que todas as contaminações pela Covid-19 em Aurora do Tocantins foram confirmadas por exames.

E ainda, todas as informações foram confirmadas pela Secretaria de Saúde do município. 

Há também um áudio do próprio enfermeiro, que disse está contaminado, pedindo para todos que tiveram contato com ele naquele fim de semana para fazer os exames imediatamente. 

Na oportunidade das publicações, respeitando o enfermeiro e inferindo-se que ele não tivera má fé em passar a Covid à diante, este Blog não divulgou seu nome, sua idade, a cidade onde ele morava e nem o áudio feito por ele. 

Em áudios ouvidos por este jornalista, um homem da cidade que participou do evento chega a citar todas as pessoas que estavam na confraternização e que tiveram contato com o enfermeiro. 

Outro áudio informava que já há pessoas com dor de cabeça e com outros sintomas. 

Não publicamos os áudios ou citamos as pessoas que estavam na "confraternização", por pura impossibilidade de comprovação e também para não causar mau maior.

No entanto, nesta semana, o enfermeiro foi às redes sociais, em vídeo, usou de palavras injuriosas e difamatórias para desqualificar este jornalista, como se as informações fossem inverídicas e inventadas. 

Temos perguntas a fazê-lo: 

por que um enfermeiro, que está na linha de frente de combate uma pandemia agressiva como a Covid-19, mesmo sabendo dos atos oficiais do estado de Goiás e do município de Campos Belos de restrição e isolamento, saiu do atendimento hospitalar e foi direto visitar sua família em outra cidade? 

Desconhecia os atos normativos? 

Por que quebrou as regras de isolamento social determinadas legalmente?

Por que assumiu o risco em viajar para sua terra natal, tendo inclusive um pai idoso, cardíaco e que foi contaminado pela Covid?

Afirma o enfermeiro que foi ameaçado de morte por pessoas da comunidade. 

Como as pessoas sabiam quem era ele, se este meio de comunicação não divulgou seu nome, idade ou qualquer qualificadora de identificação?

Quem o ameaçou? 

Fez a denúncia junto à Polícia Civil do Tocantins na data oportuna ou está usando para admoestar este Blog? 

Se achou que foi ofendido pela publicação, que nem ao menos continha seu nome, porque não procurou o Poder Judiciário para resolver a querela? 

Por que, ao invés disso, resolveu se expor e preferiu gravar um vídeo com inúmeras ofensas e crimes contra a honra?

Assumiu o risco ?


Na boa, este enfermeiro deveria era estar respondendo ao menos por um dos quatro crimes do Código Penal, que punem atitudes relacionadas ao desrespeito à determinação de isolamento, medida aplicada a pacientes diagnosticados com coronavírus (COVID-19).

O artigo 267, prevê como conduta criminosa o ato de causar epidemia, disseminando agentes patogênicos(vírus, germes, bactérias, entre outros).

A pena prevista é de 10 a 15 anos de reclusão.  Caso a epidemia causada resulte em morte, a pena é aplicada em dobro.

Se a pessoas causou a epidemia sem intenção, ou seja, de maneira culposa, a pena é mais branda, 1 a 2 anos de detenção ou 2 a 4, se houver morte.

No artigo 268, a conduta considerada como ilícita é a violação de determinação do poder público, que tenha finalidade de evitar entrada ou propagação de doença contagiosa, tais como isolamento ou quarentena.

Quem desrespeitar as medidas sanitárias impostas pode ser condenado a uma pena de 1 mês a 1 ano de reclusão além de multa.

No mesmo diploma legal, artigo 131, consta a previsão do crime de perigo de contágio de doença grave.

Todavia, para configurar a conduta criminosa é necessário que a pessoa pratique ato de contaminação de maneira intencional, ou seja, com a finalidade/vontade de passar a doença para outras pessoas. A pena é de 1 a 4 anos de reclusão e multa.

Outro crime que pode ser atribuído é o descrito no artigo 132.

A conduta recriminada nesta norma é a exposição da vida ou saúde de outra pessoa a perigo. 

Algo que pode acontecer caso o infectado com COVID-19, ciente de sua condição, descumpra a determinação de isolamento ou outras medidas impostas para evitar a propagação da doença.

Tudo está tipificado.

Crime contra a honra

Ainda não falamos dos crimes contra a honra, todos bem provados neste vídeo:

A calúnia, o primeiro crime do rol dos crimes contra a honra, está disposto no artigo 138 do Código Penal, que diz: caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime.

A difamação está disposto no artigo 139 do Código Penal, que diz: difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação.

No artigo 140 do Código Penal dispõe que: injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou decoro. Por exemplo: Chamar uma pessoa de burra e incapaz nas atividades profissionais. A Injúria é basicamente um “xingamento”.


Decisão

Ontem tinha resolvido não publicar o vídeo, principalmente para evitar mais exposição do enfermeiro, mas como ele insiste em propagá-lo cada vez mais redes sociais, vamos dar total transparência ao caso.

A seguir, estão os links de todas as matérias publicas neste site sobre o episódio de contaminação pela Covid-19 na pequena cidade de Aurora do Tocantins.

3 comentários:

  1. e dinomar acredito que vc nao queira credibilidade no seu blog, e sim chamar atenção de poucos rsrs

    ResponderExcluir
  2. Pior que a verdade dói.Tem que noticiar mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns diante do cenário q estamos vivendo toda precaução é pouca.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.