sábado, 2 de maio de 2020

Gravíssimo: vizinho é preso em flagrante ao estuprar criança em Campos Belos (GO)



A cidade de Campos Belos (GO) voltou a registrar um grave crime de estupro de vulnerável, vítima de um vizinho da família. 

O horrendo crime ocorreu na tarde da última terça-feira (28), quando uma equipe da Polícia Militar da cidade foi acionada pelo Centro de Operações (COPOM) para atendimento da ocorrência.

Segundo a polícia, a mãe da criança solicitou a presença das autoridades públicas. Contou que estava dormindo e foi acordada com o choro do filho.

Disse que o menino brincava na casa da família e ela dormiu enquanto assistia TV, logo após o almoço. Depois foi acordada com os gritos da criança e saiu correndo em socorro. Ela flagrou o vizinho dela, que acabara de violentar a criança, introduzido seu órgão sexual no vulnerável. 

A mãe contou também que  ao verificar o corpo da criança, constatou que havia sinais de sangramento e imediatamente acionou a PM.

Ainda de acordo com os policiais,  quando a equipe de militares chegou à residência do suposto autor, na casa de frente à da família, foi informada de que ele estava dormindo em um colchão,  no local indicado pela criança como sendo o da realização da violência.

O acusado, segundo os militares, apresentava sinais de estar bêbado. 

Na busca pessoal realizada, foi encontrado em seu bolso um vidro aparentemente de medicamento, uma camisinha, sem uso aparente, e um isqueiro. 

Perguntado sobre o que tinha ocorrido, o acusado negou ter abusado da criança, mas a mãe afirmou que a criança vítima a chamou e disse “ ele está mexendo comigo”.

O Conselho Tutelar de Campos Belos foi acionado imediatamente, que acompanhou o andamento da ocorrência.

Segundo a informação da PM, todas as partes envolvidas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil, onde o acusado foi autuado em flagrante pela prática do crime de estupro de vulnerável.

O crime está previsto do Código Penal sob a nomenclatura "estupro de vulnerável". 


Seu teor é o seguinte: "Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos: Pena – reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos.

Texto retificado em 03/5/20, às 00h09 (trocado padrasto por vizinho)

As informações são do 13º CRPM

Um comentário:

  1. História distorcida,quando publicar algo que seja a verdade, deixar pessoas inocentes correndo riscos de vida por mentira em postagem no qual não está dentro da verdade,por favor trate saber da verdade para postar.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.