quinta-feira, 21 de maio de 2020

Dos 18 casos confirmados do novo coronavírus em Campos Belos (GO), dois são médicos da UPA


O município de Campos Belos, no extremo Nordeste de Goiás, faz divisa com a Bahia e o Tocantins, tem cerca de 20 mil habitantes e já soma 18 casos confirmados de Covid-19. 

Deste total, 16 podem ter relação com o primeiro registro do município, um idoso de mais de 70 anos, que testou positivo depois de ficar 23 dias internado em uma ala de pneumologia do Hugo, segundo o secretário municipal de saúde de Campos Belos, Guilherme Davi da Silva.

O paciente retornou do hospital estadual de Goiânia sem diagnóstico de coronavírus e com a recomendação de oxigênio domiciliar. 

Depois de quatro dias em casa, apresentou piora no estado de saúde e foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, mas não resistiu e morreu.

Após o óbito, foi feita a coleta para o teste, que teve o resultado divulgado alguns dias depois: positivo. 

Nos dias seguintes, seis médicos da UPA que realizaram o atendimento também foram diagnosticados com Covid-19, além de familiares da vítima.

“Através deste primeiro contato, tive 16 pessoas infectadas”, relata o secretário Guilherme Davi. A principal suspeita é que o paciente de mais de 70 anos se contaminou no Hugo.

“Não tem outra explicação. Como me chega um paciente de pneumologia no município, que não tinha nenhum contato, nenhum caso confirmado, ele vai a óbito e após o óbito na confirmação do Lacen (laboratório estadual) sabe que é Covid?”, questiona o gestor.

Depois desta situação, a cidade passou a ser mais criteriosa com pacientes que chegam de hospitais de Goiânia. Agora, todos recebem visita da vigilância epidemiológica municipal e são monitorados.

Com informações de O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.