sexta-feira, 29 de maio de 2020

Campos Belos (GO) agora tem 20 casos confirmados de Covid-19; notificações passam de 100 pacientes




O município de Campos Belos (GO), nordeste do estado, registrou mais um caso de Covid-19, de ontem (28) para hoje (29), e a quantidade de contaminados com a doença chega a 20 pessoas na cidade.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Município na tarde de hoje,  que afirmou também que a quantidade de notificações de pessoas suspeitas de estarem supostamente acometidas com o novo coronavírus chegou a 104 pacientes.

Ainda de acordo com a Secretaria, dessas notificações, 76 casos foram descartados e oito ainda continuam à espera de resultados laboratoriais.

Dos 20 contaminados, 16 estão recuperados, um morreu e três ainda estão em isolamento. Uma enfermeira contaminada chegou a ir para a UTI, em Goiânia. 

Nenhum deles, com exceção da vítima fatal e paciente 01, precisou ser internado por complicações da doença. 

Um desses contaminados chegou a dar muito trabalho, pois não obedeceu às ordens de ficar em casa para não espalhar o vírus pela comunidade e precisou que o Poder Judiciário expedisse uma determinação de recolhimento, cumprida pelas forças de segurança. 

Mesmo sabendo que estava doente, o rapaz andava perambulando como nada tivesse acontecido, em localidades de Campos Belos e Monte Alegre de Goiás. 

Campos Belos foi o primeiro município do nordeste de Goiás - a região mais pobre do estado e com baixíssimo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), a registrar casos da doença, logo no início de maio. 

Depois, Teresina de Goiás e São João da Aliança também registraram ocorrências da Covid. 

Uma das pessoas acometidas em São João não resistiu às complicações e morreu. A outra precisou de internação em Brasília.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.