quarta-feira, 29 de abril de 2020

Filha de Sikêra Jr diz que notícia sobre estado crítico do pai é fantasiosa


Viralizou nas redes sociais a notícia divulgada pelo jornalista Ronaldo Tiradentes, em seu programa de rádio de que o apresentador, Sikêra Jr, do ‘Alerta Nacional‘, da RedeTV!, está com os dois pulmões comprometidos por causa do novo coronavírus (Covid-19).

O apresentador está afastado de seu programa, o ‘Alerta Nacional’, desde o último dia 22, quando passou mal ao vivo e precisou ser substituído por uma repórter da emissora. 

O teste rápido para coronavírus feito pelo apresentador deu negativo na última quinta-feira (23), agora ele aguardar resultado da contraprova para ser liberado a voltar ao trabalho. Tiradentes, afirmou, no entanto, que Sikêra recebeu o diagnóstico dos exames ontem (28) com resultado positivo.

Após repercussão, a assessoria de imprensa de Sikêra Jr, negou que a informação seja verdadeira e afirmou que ele está em casa se recuperando.

De acordo com a filha do apesentador, Larissa Ludovico Siqueira, que desabafou em uma sequência de Stories publicados em seu perfil no Instagram, Sikêra Jr está em casa e a informação divulgada por Tiradentes é fantasiosa.

“Não basta eu estar com meu pai em casa, doente, se recuperando, como já falei inúmeras vezes para vocês aqui. Fica o tempo todo saindo alguma notícia, as pessoas ficam desesperadas acreditando que meu pai está no hospital, que está internado, que está com o pulmão comprometido. Isso não é real, isso é fantasioso, e é uma fantasia das piores”, declarou a jovem.

Larissa, no entanto, não negou que o pai está doente. “A fantasia, a mentira, as notícias falsas são que ele está no hospital, que ele está internado, que ele está em estado crítico, que ele está na UTI. Isso é mentira! Ele não está, ele está em casa, ele está se cuidando em casa”, explicou.

Com  texto do Jornal A Crítica 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.