quinta-feira, 23 de abril de 2020

Em Lavandeira (TO), idosa completa 70 anos e ganha festa virtual




 Lavandeira, 23 de abril de 2020.

Caríssimo blogueiro,

A nossa realidade atual devido à pandemia dispensa comentários e esclarecimentos, uma vez que inúmeras pessoas no mundo inteiro viram a forma de viver mudar abruptamente... 

As nossas prioridades de outrora deram lugar as estratégias de contenção ao vírus que por onde passa deixa suas marcas muitas vezes sombrias e irreparáveis.

E quando percebi que somente na data da última segunda-feira (20/04/2020) minha mãe completaria 70 anos - uma bênção inenarrável - comecei a pensar como poderia impedir que o coronavírus roubasse a cena.

Então depois de muito refletir, veio-me a notória constatação de que virtualmente as pessoas poderiam estar aqui para juntos comemorarmos essa data única e muito especial para nós, que somos privilegiados em conhecer a senhora Maria de Lurdes Vieira de Sena que tem uma história de vida marcada por muitos obstáculos superados, o que nos faz reconhecê-la como uma mulher de fibra e de resiliência elogiável.

Contudo, numa cidade interiorana com parte dos amigos e familiares morando em sítios e chácaras, por alguns minutos pensei que não seria possível, entretanto, decidi tentar mesmo assim faltando 48h para o grande dia.

Comecei a acionar os mais privilegiados tecnologicamente - pessoas com sinal de celular e internet - e propagar a minha pretensão, só não conseguia imaginar que chegaria a esse resultado.

Os áudios e os vídeos começaram a chegar... Filhos, netos, irmãos, sobrinhos, cunhados, afilhados e amigos adentraram a nossa sala com transmissão do computador para a TV e assim pessoas que estavam longe ou até mesmo perto, mas que não podiam se reunir para comemorar os tão sonhados 70 anos da minha mãezinha, estavam ali reunidos virtualmente para abraçá-la.

E num passe de mágica - nem tanto né, a tecnologia primeiro nos surrou muito pra depois dar certo - setenta amigos e familiares de Aurora-TO, Brasília-DF, Goiânia- GO, Gurupi-TO, Itália, Lavandeira-TO, Portugal e de Rondonópolis-MT felicitaram-a de maneira inusitada, surpreendente e emocionante.

Até agora minha mãe não conseguiu entender como nos dias atuais "é possível fazer uma coisa dessa" - palavras delas. Só que isso é o que menos importa... O que realmente importa é a nossa capacidade de nos reinventar em tempos inimagináveis como o de agora.

Essa estratégia só serviu para mostrar que mesmo em tempos de distanciamento social, os verbos amar, cuidar e zelar continuam sendo conjugados... 

E nós, amigos e familiares, que aprendemos justamente com ela a importância desses verbos, só poderíamos mesmo nos desdobrar e vencer enes barreiras para que seu dia fosse especial.

Foi uma noite linda, com planejamento jamais pensado, se não fosse o enfrentamento a essa pandemia. 

E depois de vivenciar esse momento ímpar resolvi contar essa história através do seu blog para evidenciar que mesmo em tempos difíceis podemos fazer descobertas incríveis. 

E mais do que isso, estabelecer a seguinte máxima para todas as pessoas que nesse contexto estão distanciados por zelo e precaução. O coronavírus é contagioso. O amor também é.

Analia Vieira Neta




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.