quarta-feira, 8 de abril de 2020

Em Campos Belos (GO), morte de Franciele surpreende a todos e deixa cidade perplexa e consternada




Por Jefferson Victor,

Morreu nesta segunda feira (06), Franciele Souza de Oliveira, 34 anos, filha do Vereador Baiano.

Franciele foi acometida por um câncer em final de 2017, fez tratamento continuado e ficou totalmente curada, inclusive trabalhava normalmente em sua atividade comercial ao lado do seu esposo Leandro.

Em fevereiro deste ano descobriu um nódulo no pescoço, o qual foi retirado de imediato através de uma intervenção cirúrgica, e seguia a rotina de tratamento agendado, não sentia absolutamente nada e imaginava que o pior já havia passado.

No começo de abril seguiu para Goiânia, esteve com o oncologista e fez diversos exames. Como o resultado sairia em alguns dias, resolveu retornar pra casa, e em seguida mandaria o resultado ao seu médico para avaliação.

Nas imediações de São Gabriel sentiu-se mal e chegando em Campos Belos foi direto para o hospital.


Chegou meio inconsciente e ficou internada em estado gravíssimo, vindo a falecer na manhã de segunda feira (06) por volta das 6h30.

No período de internação, foi impresso o resultado dos exames e para surpresas de todos, havia metástase atingindo todos os órgãos.

Ela estava bem e desenvolvia seu trabalho normalmente sem nenhum sintoma.

Segundo o único irmão dela, Flaubert Souza, os médicos disseram ser um caso de câncer agressivo e raríssimo, atingindo uma pessoa para cada grupo de milhão com essa doença.

Ainda de acordo com ele, ao chegar do primeiro tratamento, Franciele disse que “nós vamos viver um dia de cada vez, sem trauma e preocupação”, e em função desta postura, tatuou a palavra “Resiliência”, que significa no sentido figurado “capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças”.

Franciele era graduada em Pedagogia, mas não chegou a exercer a função. Trabalhou no comércio local e por muitos anos na prefeitura, onde atuava no departamento de compras.

Pessoa de sorriso fácil, Franciele tinha muitos amigos e encarou a doença com muita naturalidade, não aparentava sofrimento, não reclamava da vida, gostava de barzinho, de pecuária e comemorações em família.

A passagem precoce de Franciele causou um clima de consternação em toda a cidade e muita gente não pode despedir em função do isolamento social, mesmo assim era grande o número de parentes e amigos em seu curto velório.

A Câmara Municipal externou nota de pesar em nome de todos os vereadores, rendendo homenagens ao vereador Baiano, pai de Franciele.

Expressamos os nossos mais sinceros sentimentos à família enlutada, desejando que Deus conforte a cada um neste momento de muita dor.

O Sepultamento ocorreu as 16h do dia 06 no cemitério local.

“Remédio que cura não dá lucro, a doença dá”, palavras de um prêmio Nobel de Medicina. Não seria essa a razão para o câncer ainda não ter cura? Coronavirus logo terá.



2 comentários:

  1. A verdade é que eu sempre sentirei sua falta, não existirá um único dia em que não pensarei nas coisas que vivemos com saudade. Você foi minha grande amiga, irmã, companheira. Você era a base das coisas boas que aconteciam comigo e agora eu vou sentir sua falta todos os dias durante a minha vida, mas sempre lembrarei de ti com muito carinho amor.... Não importa quantos anos passem, eu sempre vou amar você, eu te amo mais do que consigo descrever. SABRINA LOHAINE

    ResponderExcluir
  2. Descansa em paz flor Linda que sua Estrela sempre vai brilhar saudades

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.