quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

De cortar o coração: homem mata Tatu Canastra e é preso no Pará. Animal está na lista de extinção



Um desocupado (só pode) foi preso pelo IBAMA no Pará ao ser flagrado carregando em sua moto um gigante do cerrado, o tatu canastra.

O indecente criminoso matou o dócil animal com um golpe na cabeça e depois amarrou o bicho na garupa de uma motocicleta, que também foi apreendida. 

A imagem da apreensão corre pelas redes sociais e não há como precisar a data do flagrante. 

Tamanha imbecilidade merece uma reprimenda do Estado muito maior do que as pequenas multas por crime ambiental. 

Que a triste imagem sirva de exemplo para quem ainda insiste em caçar animais silvestres. 

Animal ameaçado de extinção 

O tatu-canastra (Priodontes maximus), também conhecido como tatuaçu, é uma espécie de tatu de grandes dimensões, encontrado na maior parte da América do Sul cisandina. Tais tatus chegam a medir mais de 1 metro de comprimento. 

Têm o corpo coberto por poucos pelos e patas anteriores dotadas de garras enormes, que auxiliam na escavação de buracos. Estão vulneráveis à extinção devido à caça para obtenção de carne e pelo desmatamento do seu habitat. Os animais capturados pelo tráfico de animais silvestres sofrem uma alta taxa de mortalidade durante o transporte. O tatu-canastra é também chamado de tatu-carreta. 

Tanto sua designação sistemática (maximus) como seu sufixo indígena (açu) ressaltam o fato de ser o maior dos tatus vivos, podendo medir 1 metro de comprimento, com mais de 50 centímetro de cauda e pesando 90 quilogramas. Seu corpo, quase totalmente desprovido de pelos, apresenta alguns fios duros, esparsos, que aparecem entre as placas do seu revestimento. 

As patas enormes são armadas de unhas possantes, sobretudo as anteriores, cuja unha central mede 20 centímetros de comprimento. Fossador notável, faz grandes luras para se alojar. Revolvendo o solo, consegue alimento entre insetos, larvas, vermes, aranhas e cobras. Apesar de acusado de causar prejuízo às plantações, a finalidade de suas escavações é a obtenção de vermes, embora possa, com isso, danificar os legumes.


5 comentários:

  1. De cortar o coração mesmo, é vermos matas inteiras sendo destruídas e consequentemente milhares de animais silvestres que ali habitam, tudo em nome do "progresso". E não vemos grande alarde na pequena ou grande mídia. Agora um animal abatido por um nativo é motivo de todo um alvoroço por parte dos hipócritas "politicamente corretos".

    ResponderExcluir
  2. E imbecil que matou o animal tava passando fome ?????

    ResponderExcluir
  3. Fico sem palavras pra dizer alguma coisa. Os fatos falam por si. Uma imagem vale mais do que mil palavras.

    ResponderExcluir
  4. Que seja aplicada uma pena forte para que outros imbecis como ele não cometam o mesmo crime!

    ResponderExcluir
  5. Concordo em partes do que você disse Tarcisio, porém um erro jamais justifica o outro. Não cabe a mim julgar ninguém, mas também não cabe a você defender uma criminoso, a não ser que seja um também. Se cuida!

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.