sexta-feira, 16 de abril de 2021

Nota de Pesar



Nota de pesar pelo falecimento de José Barbosa Teles

Com pesar, recebi a notícia do falecimento de José Barbosa Teles, o Zequinha Barbosa, ex-prefeito de Miranorte, ocorrido nessa quinta-feira, 15, vítima de complicações causadas pela Covid-19.

Além de político comprometido com o desenvolvimento de sua cidade e de melhores condições para os miranortenses, Zequinha Barbosa era empresário e deixa um legado de trabalho e luta por Miranorte e região.

Neste momento de dor e luto, rogo ao nosso eterno Deus que conceda o consolo, por meio de seu Santo Espírito, a sua esposa, Lúcia Maria Brito Mota Teles, seus filhos, demais familiares, amigos e a toda a comunidade de Miranorte. A todos, os meus sentimentos.

Mauro Carlesse
Governador do Estado do Tocantins

quinta-feira, 15 de abril de 2021

Sudeste do Tocantins se abala com dois homicídios consecutivos e em cidades diferentes




Dois homicídios, ocorridos um dia após o outro, abalaram a região sudeste do estado do Tocantins, nesta semana, em cidades historicamente muito pacatas.

O primeiro assassinato ocorreu na cidade de Combinado (TO), na última terça-feira (13).

A ação violenta ocorreu por volta de uma hora da manhã, na Rua Mané Garrincha, no Setor Girassol, quando um desconhecido atirou contra a vítima, um adolescente de apenas 14 anos de idade. 

Policiais Militares foram informados pela equipe de plantão do Hospital Municipal local que havia dado entrada uma pessoa assassinada.

Ao se deslocar para o  hospital, os PMs descobriram que o rapaz, quase menino, tinha sido atingindo provavelmente por disparo de arma de fogo e que já havia chegado ao socorro sem sinais vitais. 

Testemunhas informaram que uma pessoa não identificada chegou à residência da vítima e efetuou um disparo do lado de fora e tentou arrombar a porta da sala. 

Temeroso, o adolescente, que que se encontrava na sala, saiu em direção ao quarto de seu pai para tentar se proteger. 

Mas a janela do quarto estava aberta e foi por ali onde o assassino acertou fatalmente a vítima, que morreu dentro de casa. 

Os tiros atingiram o peito da vítima. 

Segundo Caso

No dia seguinte, um segundo assassinato ocorreu, agora da cidade vizinha de  Lavanderia (TO).

Em principio, pode estar em estreita ligação ou em razão do primeiro assassinato, segundo informou uma fonte.

O assassinato agora abateu um jovem de 25 anos, no dia seguinte, ontem (14), por volta das 19h, na rua Antônio Nolasco, no centro de Lavandeira.
 
A mulher do homem morto informou aos policiais que seu marido havia sido assassinado por um homem desconhecido, de cor negra.

O algoz teria chegou à frente de sua casa, trajando uma jaqueta preta, calça preta e boné preto, pedindo uma garrafa pet para colocar gasolina.

Justificou que sua motocicleta havia acabado o combustível. 

Mas quando a vítima entrou na sua residência, acompanhado do homicida, foi surpreendido ao entregar a garrafa.

O autor sacou uma arma e efetuou dois disparos no peito da vitima, que tentou correr, mas caiu no chão, na rua em frente de casa.

Com a intenção de execução, o assassino efetuou ainda mais um disparo contra a cabeça da vitima e em seguida fugiu a pé.

A mulher da vítima também disse que após os dois primeiros tiros, ela saiu correndo do local, com medo de ser morta.

A polícia encontrou a vítima no local do assassinato, sem sinais vitais.

A perícia foi acionada e realizou os procedimentos, que identificou duas perfurações no peito e uma na cabeça.

Nos dois casos, não há pistas ou identificação dos assassinos. A Polícia Civil do Tocantins investiga essa onda de violência, numa região tão pacata do estado.

Novidade em Campos Belos (GO): Sorveteria "Frutos de Goiás" é inaugurada na cidade, com seus saborosos picolés



Sou apaixonado pelos picolés da "Frutos de Goiás". 

São sabores que relembram nossa infância e as frutas preferidas da nossa região.

Agora essa novidade chega em Campos Belos (GO), no nordeste do estado. Uma franquia da Sorveteria Frutos de Goiás está sendo inaugurada agora, nesta quinta-feira (15), às 15h.

A sorveteria Frutos de Goiás tem um cardápio de mais de 90 sabores de picolés, com 90% de fruta e uma parte exótica, como araticum, buriti, cagaita, cajamanga, murici, taperebá, umbu, murici, taberebá, tamarino.

Ainda conta com outros diversos sabores entre eles, ninho com morango e ninho com abacaxi, ninho trufado, além do sorvete de açaí.

Além das frutas tradicionais, tem os especiais e zero açúcar, sem lactose. A Frutos de Goiás é uma rede de franquias que foi inaugurada em 2011 e além da matriz em Goiânia, já ganhou espaço em diversos estados brasileiros.

O objetivo da rede é difundir os sabores do cerrado brasileiro e levar saúde às pessoas, pois os produtos são 90% naturais, de fruta.

A cada picolé ou sorvete, é possível sentir os pedaços de frutas, sabor fiel que surpreende.

Os picolés de abacate, castanha de caju, coco queimado, groselha, melão, milho verde, tapioca, melancia entre outros são bem procurados. Mas as pessoas que experimentam os exóticos, como jaca, pequi, umbu, tornam-se fiéis a eles.

O endereço do sabor é na Av. Desembargador Rivadavia Licínio de Miranda, ao lado da Drogaria Saúde, no centro da cidade

Todos estão convidados a conhecer a nova sorveteria e saborear um dos melhores sorvetes do Brasil, com a segurança dos protocolos em relação ao covid-19.

Prefeitura de Campos Belos (GO) inicia operação tapa-buraco, bastante aguardada pelos usuários




A prefeitura de Campos Belos (GO), nordeste do estado, iniciou, agora em abril, logo após as chuvas darem trégua, a operação tapa-buraco, principalmente pelas vias do centro da cidade.

É a primeira operação tapa-buraco da administração de Pablo Geovanni. 

E precisava. 

Da última vez que visitamos a cidade, em fevereiro, a situação das ruas eram calamitosas.

Nesta quinta-feira (15), Pablo Giovanne fez vitorias nas obras.

"Acabei de fazer mais uma vistoria em uma obra que estamos fazendo em nossa cidade. São várias frentes de trabalho sendo conduzidas por mim e pelos secretários municipais.

Sabemos que ações de manutenção e prevenção são muito importantes, sobretudo nesse momento.

Mas o que a gente vai fazer é trabalhar dia e noite para levar aos quatro cantos de Campos Belos as soluções definitivas. É só o começo da nossa gestão e gente iniciou varias obras com um grande investimento", disse o prefeito.

São Paulo (SP): 4º Leilão Virtual Nelore Serilon T7oferta Nelore com genética selecionada



Produtores rurais de todo o país, em especial de Goiás, Tocantins e Bahia, têm uma grande oportunidade de comprar animais de alta evolução genética, de origem do estado de São Paulo.

O  evento ocorre no próximo dia 17, sábado, às 13h (horário de Brasília), a Fazenda Rancho D’Água (PR), realiza o 4º Leilão Virtual Nelore Serilon T7 e Parceiros. 

Serão ofertadas bezerras, novilhas de alto nível genético, prenhezes, aspirações das principais doadoras do plantel Serilon e parceiros, além de uma bateria de bezerros e garrotes com excelente conformação de carcaça e avaliação genética. Ao todo serão 180 cabeças.

“Os animais que iremos ofertar nesse leilão, tem genética das melhores doadoras e dos principais reprodutores da raça Nelore. Fêmeas e Machos Super Precoces, com avaliação genética do PMGZ e com os critérios de seleção que adotamos em nosso plantel”, afirma Cássio Tottene, proprietário da Fazenda Rancho D’Água e Nelore Serilon.

Devido a quarentena consequente da pandemia da Covid-19, o leilão será virtual e transmitido pelo Canal Rural. O evento tem a chancela da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), que representa a raça bovina de corte de maior importância no país.

A leiloeira responsável será a Programa Leilões com assessoria da JCJ, Premier e Eficience.



Caiado inaugura, em Goiânia (GO), a sede do Programa Mais Crédito, unidade de atendimento voltada para micro e pequenos empreendedores

O empreendedor em busca de crédito para atravessar o período da pandemia de Covid-19 conta agora com atendimento presencial especializado no centro de Goiânia. 

Nesta quarta-feira (14/04), o governador Ronaldo Caiado inaugurou a sede do programa Mais Crédito, uma ação do Governo de Goiás por meio da Secretaria da Retomada. 

“Nós oferecemos R$ 112 milhões de empréstimos com taxa de juros zero, o maior aporte do país para essa categoria”, afirmou Caiado.

A estrutura está localizada na Avenida Anhanguera, nº 5.311, Setor Central. 

No local, autônomos, micro e pequenos empresários têm acesso a serviços gratuitos do Programa, como informações de linhas de crédito, consulta e negociação de débitos, consultoria financeira, auxílio para abertura de microempreendedor individual (MEI), câmara de conciliação, além de oficinas voltadas para empreendedorismo e negócios. 

“Nós queremos voltar a pessoa para a sua atividade. Para que ela continue gerando emprego,  renda e sustentando a sua família”, avaliou Caiado, ao lado do vice-governador, Lincoln Tejota. 

Além do maior aporte financeiro para micro e pequenos empresários do país, a sede do Programa Mais Crédito também traz outra inovação, que é a Câmara de Conciliação. 

“O Governo de Goiás está quebrando paradigmas. A recuperação financeira de pequenas empresas era algo impossível. Agora, com o ambiente de conciliação, o micro e o pequeno empresários podem expor suas dívidas, negociá-las e ser apoiada com crédito”, explicou o Secretário da Retomada, César Moura. 

O Mais Crédito é realizado pela Secretaria da Retomada, em parceria com a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), GoiásFomento, Sebrae, Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Goiás (Acieg) e plataforma de permutas multilaterais XporY. 

Segundo o secretário da Indústria e Comércio, José Vitti, o espaço é um suporte para quem foi duramente prejudicado pela pandemia de Covid-19 iniciar uma nova fase empresarial. 

“Nesse momento tão difícil o Governo de Goiás estende a mão aqueles que mais precisam”, avaliou Vitti. 

Por questões de segurança, os atendimentos presenciais na sede do Programa Mais Crédito estão sendo realizados com agendamento prévio, pelos telefones (62) 98305-6364 (WhatsApp), 0800-6467512 ou por e-mail (maiscreditogo@gmail.com). 

“Nós queremos manter a segurança da população durante a pandemia, mas também ajudá-la com crédito, consultoria e negociação de dívidas”, afirmou César Moura. 

Para quem preferir, os atendimentos virtuais seguem disponíveis pelo site https://retomada.go.gov.br/index.php/programas-e-projetos/mais-credito. 

De acordo com o governador,  os empréstimos são sem burocracia, no entanto, o empreendedor vai receber orientação financeira de como e onde melhor investir o dinheiro. “Isso tudo é um processo educativo, social e gerador de emprego e renda”, afirmou Caiado.

Peame

Além da inauguração no novo espaço, o governador fez as primeiras entregas das ordens de crédito do Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame), lançado no dia 16 de março como parte das medidas de apoio a micro e pequenos empresários para a concessão de linhas de crédito, com taxa de juro zero.  

“O mais importante não é apenas o crédito que foi dado, mas também a regularização da dívida daqueles que realmente estão com protesto em cartório, que querem fazer uma conciliação, ou que querem, mesmo não tendo o dinheiro para quitar o débito, fazer uma permuta e encontrar uma solução”, afirmou Caiado. 

Das mais de 7 mil solicitações já realizadas, a GoiásFomento já aprovou 541, o que corresponde a 84% das propostas analisadas. Isso representa em torno de R$ 12,8 milhões. 

“Essas linhas de emergência não têm juros e são mais facilitadas. Inclusive pessoas que estão negativadas têm a condição de pegar esse empréstimo”, explicou Vitti. 

O aporte financeiro também beneficia quem não tem avalista. “Ele pode contar com um fundo de aval do Estado que dá condições para o empresário ter acesso com menos burocracia”, orientou o secretário da Indústria e Comércio .

O Programa Estadual de Apoio ao Empreendedor (Peame) objetiva preservar os empregos e apoiar empresas e famílias em situação de vulnerabilidade, durante o período da pandemia da Covid-19. 

Foram liberados R$ 112 milhões para empréstimos com juro zero para micro e pequenos empresários que não demitirem funcionários, assim como para MEIs e profissionais autônomos. Todos usufruem de carência de seis meses e prazo de pagamento de até 36 meses, que varia de acordo com a categoria. 

Até o momento, já estão registradas 7.181 propostas junto à GoiásFomento. A maioria delas é de pessoas jurídicas (empresas), no total de 6.021 solicitações. Outras 1.160 são de pessoas físicas. Além das mais de 500 propostas já aprovadas, outras 3.046 estão em análise junto à agência de fomento. 

Também participaram da inauguração da sede do Programa Mais Crédito o presidente da Goiás Fomento, Rivael Aguiar; o diretor superintendente do Sebrae Goiás, Fernando de Paula Gomes Ferreira e o presidente da Acieg, Rubens Fileti.

Foto: Cristiano Borges e Júnior Guimarães

Fonte: Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

No Tocantins, estão abertas inscrições para o III Seminário de Educação nas Prisões e I Webnário Novo Tempo


Com o tema “Os desafios e as possibilidades de viabilizar as políticas de educação, trabalho e renda à pessoa presa”, o III Seminário de Educação nas Prisões e I Webnário Novo Tempo já estão com as inscrições abertas. 

Os eventos, promovidos pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça, serão realizados nos dias 18 e 19 de maio com transmissão via plataformas online.

A iniciativa, idealizada pela Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, tem como público alvo os profissionais que atuam na política de educação, trabalho e renda da pessoa privada de liberdade, pesquisadores da área, servidores do Sistema Penal, representantes dos Órgãos do Sistema de Justiça, bem como a comunidade acadêmica.

Segundo a gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso da Seciju, Renata Keli Marinho, tanto o Seminário quanto o Webnário visam cumprir ações previstas no Plano Estadual de Segurança Pública, promovendo a aproximação entre as forças de segurança pelo combate à criminalidade e pela promoção da cultura da paz. 

“Por meio dos eventos online também vamos apresentar à sociedade um panorama das políticas de educação, trabalho e renda nas prisões, com dados, desafios, possibilidades, boas práticas executadas no Tocantins e também fora daqui por meio dos expositores de outros estados”, disse.

“Outro objetivo é valorizar o servidor que atua no contexto prisional com a troca de experiências na apresentação dos panoramas, no debate sobre especificidades que envolvam a finalidade da pena, além da produção e integração de conhecimento com a rede parceira, uma vez que não é só o Policial Penal quem executa a pena após o ‘cumpra-se’ do juiz”, enfatizou a gerente.

O superintendente do Sistema Penal, Orleanes Alves, ressaltou que “o Webnário, especificamente, será uma oportunidade para que os participantes conheçam mais ainda o Programa Novo Tempo, que atende todas as Unidades Penais do Tocantins com projetos voltados à educação, trabalho e renda para a pessoa privada de liberdade, possibilitando a efetivação da reinserção social prevista na Lei de Execução Penal”, afirmou o gestor.

Programação


O III Seminário de Educação nas Prisões e I Webnário Novo Tempo iniciará às 14 horas no dia 18 de maio com exposição de painéis e de experiências práticas sobre a Política Pública no Sistema Prisional.

Os palestrantes estarão conectados pela plataforma Google Meet e os participantes poderão acompanhar o conteúdo pelo Youtube. 

O suporte tecnológico será fornecido pelo Núcleo de Tecnologia do Sistema Penal. Inscreva-se aqui.

Em Formosa (GO), paciente recebe alta da UTI após 49 dias de internação no HRF; uma luta hercúlea pela vida




Identificado desde cedo com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), de grau moderado, Igor Oliveira Santos, 26 anos, venceu uma das batalhas mais importantes de sua vida. 

Acometido pela Covid-19, o jovem passou 49 dias internado no Hospital Regional de Formosa (GO), sendo 45 na UTI.

Com problemas na fala e cadeirante, Igor viu-se por muitos dias longe da família e da rotina de casa, dois fatores que trazem segurança para as pessoas no espectro autista. No hospital, o esforço da equipe médica, com compreensão e acolhimento, foi fundamental para sua recuperação.

“Oferecemos o mesmo protocolo de atendimento e segurança a todos os pacientes que contraíram o coronavírus, porém uma das características do HRL é o tratamento humanizado e individual”, disse Vânia Fernandes, diretora executiva da unidade.

O aprendizado não foi apenas para Igor e a família. Sua passagem pela unidade hospitalar comoveu médicos, enfermeiras e técnicos de enfermagem. 

A necessidade de desenvolver uma escuta ativa e levar algumas atividades motoras de maneira mais lúdica foi um dos desafios no tratamento.

“Criei um vínculo lindo com o Igor por meio da linguagem não verbal. Sempre que fazíamos as vídeo chamadas para a sua família, ele me agradecia com um olhar terno”, disse Sayonara de Cássia G. Batista, psicóloga do HRF.

Segundo a mãe do paciente, Odília Oliveira dos Santos, 48 anos, até os 15 anos o filho andava e realizava algumas atividades de forma autônoma. Com o agravamento da sua condição, a fala e as atividades motoras, como caminhar e comer sozinho, foram comprometidas.

Á saída do HRF, Igor foi recebido com aplausos, balões e muita festa pela família e colaboradores da unidade hospitalar.

Recuperado do novo coronavírus e sem nenhuma sequela respiratória, o paciente continua seu tratamento supervisionado em casa. Diariamente, Odília recebe uma ligação da junta médica do Hospital Regional de Formosa para acompanhar o quadro clínico e a evolução do filho.

Além disso, ele vem retomando a força muscular com sessões de fisioterapia semanais. “Todos os funcionários do Hospital Regional de Formosa estão de parabéns. Meu filho foi muito bem atendido e recomendo o hospital para quem precisar”, afirmou Odília.

O que é autismo?


O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma síndrome e concentra-se especialmente em desordens neurológicas. Desta maneira, o transtorno pode se manifestar de diferentes formas e variar de indivíduo para indivíduo, com graus que vão de mais leves a mais graves.

Geralmente, o TEA apresenta três características que são identificadas: dificuldade de socialização, comportamento repetitivo ou restritivo e deficiência na comunicação verbal e não verbal.

Sobre o HRF

O Hospital Regional de Formosa foi estadualizado em abril de 2020. 

O processo teve início em agosto de 2019 e passou pela aprovação da Câmara dos Vereadores e da Assembleia Legislativa. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED assumiu a gestão, em junho, com o compromisso de ampliar o atendimento à população instalando 10 leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

As obras estão em andamento e durante o processo de regionalização a população continuará contando com os serviços de Pronto Socorro 24 horas, clínica médica, ortopedia e atendimento a gestantes. 

Passada a urgência da pandemia, o hospital com todas as melhorias na infraestrutura ficará para a região, ampliando as opções de atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

terça-feira, 13 de abril de 2021

Deu no G1: Cinco pessoas são presas após vídeo de criança segurando armas viralizar nas redes sociais, em Campos Belos (GO)







Cinco pessoas foram presas após um vídeo de uma criança de 8 anos segurando duas armas de fogo viralizar nas redes sociais, em Campos Belos de Goiás, no nordeste do estado. 

De acordo com a Polícia Civil, o menino foi ameaçado pelos criminosos a participar da gravação. A corporação informou ainda que a gravação era uma forma de os suspeitos ameaçarem traficantes rivais.

Apensar das cinco prisões na segunda-feira (13), a corporação informou que o principal suspeito de envolvimento na gravação e dono das armas que aparecem com a criança continuava foragido até as 12h30 desta terça-feira (14). 

A polícia afirmou que o homem tem mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio, expedido pela Justiça do Tocantins.

Como os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela corporação, o G1 não conseguiu localizar a defesa deles para que se pronunciasse sobre o caso.

As prisões aconteceram durante cumprimento de dois mandados de prisão e de busca e apreensão em quatro residências no Setor Bem Bom, o qual é citado pela criança no vídeo. 

A operação teve apoio da Polícia Civil do Tocantins.

São apurados os crimes de corrupção de menores, apologia ao crime, associação criminosa e entrega de arma para criança. Os presos também estão envolvidos com o tráfico de drogas, conforme a corporação.

De acordo com a polícia, cinco pessoas foram presas, sendo um outro homem também envolvido na gravação com a criança; um casal também envolvido na gravação, cuja mulher ainda foi detida em flagrante por tráfico de drogas e posse de um arma caseira; e a mãe do foragido e o seu companheiro também, mas por tráfico. 

Um bolsa com cerca de R$ 7 mil também foi apreendida na casa de um dos suspeitos.

Criança ameaçada

O delegado Carlos Eduardo, um dos responsáveis pelas investigações, informou que a criança disse em depoimento que havia sido ameaçada a gravar o vídeo, no qual aparece com uma arma calibre 32 e outra calibre 38, ao lado de outros quatro adultos. 

Um emoji tampava o rosto dele nas imagens divulgadas.

Conforme a Polícia Civil, o menino, que não tem relação de parentesco com os presos, foi encaminhado ao Conselho Tutelar junto com a mãe, que não tem nenhum envolvimento com o vídeo. 

Segundo o investigador, ela só tomou conhecimento da situação após ver as imagens circulando nas redes sociais.

Participaram da operação a Polícia Civil de Goiás, a Diretoria de Polícia do Interior e o Grupo de Operações Táticas Especiais do Tocantins. Os detidos foram encaminhados para o presídio de Campos Belos.

Sessentei, mas ainda não estou idoso






Chegar aos sessenta anos é um marco na vida de qualquer pessoa. 

É como se tivesse jogado o “primeiro tempo” de uma partida de futebol, e daí pra frente já cresce uma dúvida por quanto tempo mais se consegue ter fôlego para a “segunda etapa”.

Normalmente, as incertezas começam a aparecer. O condicionamento físico e a memória ficam bem mais comprometidos, geram maior insegurança para dirigir, atravessar rua, viajar sozinho e para completar: comorbidades.

Esse é o cenário para a maioria dos indivíduos, porém esses fatores variam muito de acordo como cada um se preparou para essa nova etapa. 

Uns são otimistas e enxergam aí uma chance de começar vida nova, para procurar aproveitar o muito que ainda lhe resta, enquanto outros são entreguistas e só pensam em administrar doenças e falar da proximidade do fim da vida.

Eu chego aos sessenta com uma idade mental bem inferior à física. Sou otimista, procuro estar sempre com a mente ativa, me envolvo com problemas da coletividade e para isto uso as redes sociais para me manifestar, e com isto, tenho muitos seguidores que sempre me incentivam e dão combustível para seguir em frente.

Nunca tive vida fácil, descendente de família pobre, desde os seis anos de idade comecei a trabalhar devido as condições daquele tempo. Tinha que rachar a lenha, pisar milho pro cuscuz, pisar arroz, além de pegar água para encher o tambor em uma única torneira na cidade de Taguatinga, hoje Tocantins naquele tempo Goiás, cidade em que nasci e morei em duas oportunidades ainda criança.

Sempre lutei pela minha subsistência. Tive bons empregos, trabalhei por conta própria e ainda hoje estou em plena atividade, me sinto ainda jovem e tenho fôlego para jogar essa “segunda etapa” e espero não “sair de campo” por tão cedo.

Para muitos, sessenta é a melhor idade. Eu aprendi que o tempo é apenas uma sequência. Toda etapa da vida é boa, basta ser otimista e encarar todos os momentos como os melhores da sua existência.

A palavra “idoso” assusta, principalmente em um país em que o Estatuto é tão desrespeitado. Países civilizados tratam seus velhinhos com carinho devido, são preferenciais, com assistencialismo adequado, aposentadoria digna, as pessoas levantam pra dar lugar em ônibus e trens, ajudam a atravessar uma avenida, respeitam prioridade em filas.

Chegar aos sessenta não é fácil. Imaginar nesse trajeto quantos obstáculos tivemos que vencer, quantos perigos nos rondaram e tivemos que sobreviver a eles. 

Passamos por período de Ditadura, pacotes econômicos desastrosos, governantes incompetentes, desastres naturais e, por fim, uma pandemia por aqui mal conduzida e que tirou a vida de 355 mil pessoas, muitos deles ainda jovens e que não poderão comemorar a idade em que cheguei agora.

Sou casado, tenho uma família que me faz feliz, esposa, filhos, netos, irmãos, tias e uma série de amigos que conquistei ao longo dos tempos, e hoje sei que estão felizes com a minha jornada.

Ao atingir essa marca, quero em primeiro lugar agradecer a Deus por ter me dado a chance de chegar até aqui, e tenho fé que ele me levará bem mais adiante, que eu ainda possa beneficiar das coisas boas que a vida ainda tem para me oferecer.

Então, comemorando, posso bradar: sessentei!!!

Comentário do blogueiro 

Hoje o nosso querido Jefferson Victor completa 60 anos de idade, bem vividos, por sinal.

Victor é nosso principal colaborador aqui no Blog, próximo a completar 10 anos de labuta junto às telas e aos anseios sociais. 

Ao longo desse período, deu para conhecer um pouco de sua personalidade. Ele é daqueles caras honesto, duro, mas sensível ao mesmo tempo, principalmente com as coisas humanas, inteligente e acima de tudo muito bem relacionado.

Para além disso, tem uma visão muito apurada sobre justiça social, como bem revela seus textos e sua luta diária pela paz social e pelo bem comum.

Neste seu dia especial, agradeço-lhe imensamente por sua parceria e amizade. Muita luz no seu caminho, saúde e prosperidade, junto à sua digníssima família. 

Como você bem diz "o tempo é apenas uma sequência. Toda etapa da vida é boa, basta ser otimista e encarar todos os momentos como os melhores da sua existência." 

Em Cavalcante (GO), Kalungas barram entrada de búfalos de fazendeiro em sítio histórico

O Site de notícias Metrópoles publicou que Kalungas barraram a entrada de búfalos de fazendeiro em sítio histórico.

De acordo com a publicação, integrantes da Comunidade do Engenho II, no território quilombola de Cavalcante (GO), impediram a entrada de 21 búfalos de um fazendeiro dentro do Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga, na sexta-feira (9/4).

O regimento interno da comunidade proíbe a presença dos animais dentro do território, devido ao impacto ambiental que eles causam, destruindo nascentes e beiras de córregos, derrubando cercas e comendo plantações.

O fazendeiro dono dos animais é Marcos Rodrigues da Cunha, conhecido como Marcos Búfalo. Ele é proprietário da Fazenda Choco, que fica dentro do território kalunga, mas que consta na lista das áreas a serem desapropriadas, desde que foi feita a demarcação do sítio histórico dos quilombolas.

Com o atraso do processo e pagamento da desapropriação, que se arrasta há décadas no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o fazendeiro decidiu retornar com os animais para o local, o que gerou a reação da comunidade.

“De repente, ele voltou para a região, e já voltou com os búfalos, mas o nosso regimento impede. A situação não está boa com esse fazendeiro e a gente percebe que ele está abrindo a porta para a volta de outros fazendeiros para a região. 

Além de o território ser sagrado, aqui é o que temos para viver. Se sairmos, vamos para onde?”, questiona o presidente da Associação Quilombo Kalunga (AQK), Jorge Moreira de Oliveira.

A reação dos quilombolas ocorreu na sexta-feira, quando a primeira remessa de búfalos já havia sido transportada para dentro do território. 

Quando perceberam que mais um grupo de animais estava sendo levado, com 21 cabeças, eles barraram e conversaram com o vaqueiro que fazia o serviço, também integrante da comunidade.

Depois de muito diálogo, conseguiram falar por telefone com o dono da fazenda, que não reside no local. Segundo os moradores da comunidade, o tom foi ríspido e ele não quis se prolongar na conversa. 

O Metrópoles não conseguiu contato com o representante do fazendeiro. O espaço segue aberto.

Solução temporária

Os animais foram levados para um pasto temporário, já dentro do território quilombola, mas fora da propriedade onde ficam as comunidades do Choco (Buriti e Forno). Não restou opção ao vaqueiro que fazia o transporte dos animais a não ser atender a demanda dos moradores do grupo, do qual ele faz parte.

O caso, no entanto, segue inconcluso e sem solução. A AQK enviou um ofício para o secretário de Meio Ambiente de Cavalcante, Rodrigo Batista, solicitando providências para impedir a entrada dos búfalos no território e ressaltando as regras internas, descritas em regimento.

“Embora tal Regimento Interno não tenha força de norma para terceiros à comunidade Kalunga, é importante dizer que tal regra foi inserida dentro do texto normativo visando a preservação do modo de criação e produção de forma milenar dentro do Sítio Histórico Kalunga”, pontuou a Associação.

O território Kalunga tem cerca de 252 mil hectares, que se expandem por Cavalcante, Teresina de Goiás e Monte Alegre. 

Apesar de parecer extenso, Jorge Moreira explica que existem muitas montanhas e áreas secas.

“Quando você olha a dimensão, é grande, mas quando retira as montanhas e áreas secas, sem água, diminui muito. A moral da história é que as áreas que têm água e terra para que os kalungas possam produzir da forma que eles sabem e dentro do costume deles estão, a maioria, nas mãos dos fazendeiros”, afirma.

Fonte  e texto: Metrópoles

2.269 pessoas morreram no Tocantins por Covid



Nesta segunda-feira (12), o Tocantins contabilizou 290 novos casos confirmados da Covid-19, sendo 47 das últimas 24h. 

O restante é de exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Dos 290 novos casos, 270 foram detectados por RT-PCR, 3 por sorologia e 17 por teste rápido.

Atualmente, o Tocantins contabiliza 450.531 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 148.347 casos confirmados. 

Destes, 128.572 pacientes estão recuperados, 17.506 pacientes seguem em isolamento domiciliar ou hospitalar e 2.269 pacientes foram a óbito.

Os dados contidos no boletim são consolidados com resultados de exames realizados no Lacen e notificações recebidas dos municípios até as 23h59 do último dia.

O Estado possui uma plataforma onde todos podem acompanhar os números da Covid-19 no Tocantins: http://integra.saude.to.gov.br/covid19

Polícia Civil intensifica investigações sobre crime de pistolagem ocorrido em Paraíso do Tocantins. Mortes entre R$ 30 e 300 mil reais


A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (6ª DEIC), de Paraíso do Tocantins, intensificou a investigação que busca esclarecer completamente as circunstâncias de um crime de homicídio, seguido de duas tentativas de homicídio ocorridos na noite do último dia 8 de fevereiro, em Paraíso (GO).

A ação vitimou fatalmente um empresário e deixou gravemente ferido um de seus enteados.

Na ocasião, segundo a Polícia Civil, um homem, armado chegou em uma residência, localizada no setor Nova Fronteira e passou a efetuar disparos com uma pistola contra o empresário que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito, mesmo tendo sido socorrido. 

Dois enteados da vítima tentaram intervir em socorro ao padrasto, mas também foram alvos de disparos efetuados pelo atirador, sendo que um dos jovens, de 22 anos, se encontra em estado grave em um hospital de Palmas.

Conduzida pelo delegado-chefe da 6ª DEIC, Hismael Athos, as investigações tiveram início imediatamente após os graves crimes, sendo que dentro de pouco tempo, os policiais civis da Unidade Especializada conseguiram identificar a autoria dos fatos. 

“Inicialmente, conseguimos apurar que foi uma execução, um crime encomendado, uma vez que identificamos o autor como sendo um matador de aluguel, um pistoleiro que age, nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo e também no Tocantins”, frisa a autoridade policial.

A prisão do suspeito foi em Brasília, por meio de trabalho investigativo incessante, as equipes da 6ª DEIC conseguiram localizar o paradeiro do indivíduo de 39 anos, e através de uma ação coordenada com as polícias civil e militar de Goiás e Brasília, conseguiu capturar o investigado no dia 21 de março de 2021 na cidade de Ceilândia – DF.

Motivação

Com o aprofundamento das investigações, a Polícia Civil conseguiu descobrir que o crime teria sido encomendado, uma vez que o homem morto estaria tendo um relacionamento extraconjugal com uma mulher casada de outro estado.

Tabela de preços

Ainda durante os trabalhos investigativos, os policiais civis da 6ª Deic descobriram que o suposto pistoleiro atuava como matador de aluguel há vários anos e tinha até uma tabela de preços que variavam entre R$ 30 e 300 mil reais. 

“Trata-se de um indivíduo de extrema periculosidade e que agia em alguns estados, incluindo o Tocantins, e era contratado para assassinar pessoas, mediante pagamento de determinadas quantias em dinheiro”, frisa.

Indiciamento

Com a conclusão do inquérito policial, o indivíduo, que ainda se encontra preso em Brasília, mas será recambiado ao Tocantins, foi indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e duas tentativas de homicídio.  

“Com o aprofundamento das investigações, pretendemos descobrir se houve a participação de outras pessoas no crime e, principalmente, quem foi o mandante do assassinato”, reitera o delegado Hismael Athos.

A autoridade policial também esclarece que novas evidências trazidas ao inquérito serão fundamentais para desvendar toda a dinâmica dos fatos e, assim, identificar o envolvimento de outras pessoas no caso.

Fonte: PCTO


TJGO desiste do projeto de desinstalação de 24 comarcas com baixa movimentação processual, entre elas Iaciara (GO) e Flores (GO)


O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Carlos Alberto França, determinou a extinção dos procedimentos e arquivamento dos autos que tratavam da desinstalação de 24 comarcas em Goiás. 

A decisão, assinada nesta segunda-feira (12), põe fim aos trâmites administrativos que debatiam o referido tema, o que, segundo o presidente, “é muito impactante para a sociedade das respectivas comarcas/cidades.”

Os estudos e levantamentos sobre a concretização ou não de desinstalação envolviam as comarcas de Barro Alto, Cachoeira Dourada, Carmo do Rio Verde, Corumbaíba, Fazenda Nova, Flores de Goiás, Formoso, Goiandira, Iaciara, Itapirapuã, Joviânia, Mara Rosa, Montes Claros de Goiás, Montividiu, Mossâmedes, Orizona, Panamá, Paranaiguara, Sanclerlândia, São Simão, Serranópolis, Taquaral, Uruana e Varjão.

A decisão

A desinstalação de uma comarca corresponde à extinção da mesma, pois equivale a dizer que aquela comarca deixa de existir como unidade judiciária autônoma e passa a ser distrito judiciário de outra comarca mais próxima. 

De acordo com o presidente do TJGO, dentre as 24 comarcas que vinham sendo objetos dos estudos, “várias foram instaladas há muitos anos e todas têm grande importância para a sociedade local.” 

Carlos França ainda pondera que todas foram criadas por preencherem os requisitos previstos no Código de Organização Judiciária do Estado de Goiás, Lei nº 8.129/88.

Em sua análise, o presidente Carlos França contextualiza o período de excepcional gravidade em razão da pandemia da Covid-19, com seus efeitos nefastos não somente pelas perdas humanas, mas também com os reflexos sociais e econômicos. 

Para França, diante do cenário devastador, “o Poder Judiciário deve estar presente, trabalhando para amenizar os efeitos dessa pandemia junto à sociedade.” 

E continua: “a razoabilidade e a sensibilidade devem pautar decisões administrativas em momento tão difícil para todos, mormente para as classes menos favorecidas da população, revelando-se pouco recomendáveis providências no sentido de desinstalar/extinguir comarcas.”

O chefe do Poder Judiciário goiano acredita que esse é momento para que os agentes políticos dediquem seu trabalho, tempo e energia para atender às necessidades e amenizar os problemas da população de todo o Estado, inclusive, com a esperada vacinação. 

Ainda, Carlos França reconhece que o funcionamento do fórum nas comarcas, “com a atuação constante do juiz de Direito, dos servidores do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e dos órgãos de segurança pública, além da atuação presente da advocacia privada, resulta em sensação de segurança e de pertencimento para a comunidade local.”

Por fim, o presidente do TJGO considera que a destinação de parte do orçamento do Poder Judiciário na manutenção das referidas comarcas, que não têm um número elevado de demandas processuais,” não pode ser o único critério adotado para motivar o ato de desinstalação daquelas unidades judiciárias, pois deve ser considerado o custo da manutenção de uma comarca como investimento do Estado, em razão dos importantes serviços prestados pela estrutura do Poder Judiciário à população.”

Participação da sociedade

O grupo de estudos que vinha discutindo o tema envolvendo a desinstalação de comarcas de baixo movimento processual contou com a participação de representantes da Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás, da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), dos sindicatos dos servidores (Sindjustiça) e dos oficiais de justiça (Sindojus-GO) e de servidores do Poder Judiciário goiano. 

A Presidência do TJGO realizou várias reuniões com representantes da sociedade, como deputados federais, deputados estaduais, prefeitos, vereadores, membros do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB/GO) e integrantes da sociedade civil organizada. 

Fonte: TJGO

Arraias (TO): em reunião com fazendeiros, comandante da PM traça metas contra a criminalidade rural

Nesta segunda-feira (120, o Comandante da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar, major PM Leonardo Amorim Teixeira, se reuniu com fazendeiros do município de Arraias (TO), sudeste do estado, para buscar soluções frente aos problemas de segurança enfrentados pelos produtores rurais.

Uma das maiores preocupações dos fazendeiros é com a insegurança nas propriedades, diante da ameaça constante de prejuízos por furtos de animais, maquinaria, dentre outros.

Após ouvir os participantes, o comandante falou da relevância da zona rural para o desenvolvimento econômico local e importância da parceria dos fazendeiros com a Polícia Militar, para realizarem ações efetivas contra a criminalidade.

O comandante assegurou que a PM intensificará o patrulhamento rural a partir dessa data e propôs a criação de uma Patrulha Rural para atender especificamente o homem do campo.

Várias estratégias foram traçadas para combater os crimes na zona rural e os fazendeiros demonstraram entusiasmo com o convite para a reunião.

Forças policiais apreendem grande carregamento de cigarros contrabandeados





A Polícia Militar de Goiás, em operação integrada com a Polícia Federal (PF), Polícia Militar do Mato Grosso (PMMT) e Polícia Militar do Mato Grosso do Sul (PMMS), apreendeu no último sábado (10/04) um carregamento com 800 mil carteiras de cigarros. 

Os produtos, contrabandeados do Paraguai, foram interceptados no momento em que eram trazidos para Goiânia. A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 5 milhões ao crime organizado.  

A ação foi desencadeada pelo Comando de Operações de Divisas (COD/PMGO) e teve início após troca de informações entre as equipes de inteligência das forças de segurança pública. 

“O objetivo foi interceptar um comboio de caminhões, que estariam sendo utilizados para o transporte e contrabando de cigarros”, informou o Capitão do COD, Renyson Castanheira.

Segundo as informações apuradas, os produtos pertenciam a uma organização criminosa, que utilizava a malha rodoviária dos três Estados do centro-oeste. 

Os cigarros tinham como destino final a capital goiana, onde seriam comercializados. Após diligências, os veículos foram localizados no município de Aragarças, na região Oeste de Goiás.  

Um dos condutores, de 29 anos, foi preso em flagrante. “Ele é sul-mato-grossense e era o motorista de uma das carretas”, pontuou. O outro condutor fugiu durante a ação policial e segue sendo procurado. 

Os dois veículos foram apreendidos. “Haverá a possível sanção de perdimento dos veículos, em favor da União, através da Receita Federal”, completou o capitão da PMGO. 

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Barra do Garças (MT). 

Ao todo, 60 policiais atuaram na operação. 

Entre as unidades que participaram, estão equipes do COD/PMGO, Comando de Policiamento Especializado (CPE/PMGO), 22º Batalhão (PMGO), Batalhão de Rotam (PMGO), Força Tática do Araguaia (FTA/PMMT), Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv/ PMMS) e Polícia Federal. 

Fonte: Governo

Caiado e primeira-dama, Gracinha Caiado, lançam edital para cinco mil bolsas do Programa Universitário do Bem

O Governador Ronaldo Caiado e a presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, lançam nesta terça-feira (13/04), às 9h, o primeiro edital de seleção para o Programa Universitário do Bem (ProBem). 

O evento será realizado no Salão Dona Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas.  

Ao todo, cinco mil bolsas serão disponibilizadas para estudantes universitários em situação de vulnerabilidade social de todos os 246 municípios goianos. 

Os interessados poderão acessar o edital no site da OVG para conhecer as regras do programa.

Para concorrer ao benefício, é necessário que o estudante esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e possua vaga na Instituição de Ensino Superior (IES).

Após cerca de 15 dias do fim do lockdown, casos de Covid voltam a pipocar em Campos Belos (GO)

 


Após cerca de 15 dias do fim do "lockdown" em Campos Belos, que chegou a zerar, por um dia, as contaminações por Covid-19, os casos voltaram a pipocar.

Segundo o ativista Jefferson Victor, que acompanha com lupa os casos na cidade, esta segunda-feira (12) se apresentou com seis novos casos, 36 ativos e uma subida no número de suspeitos para 22. 

"Não é ser pessimista, mas até o final da semana esses números podem duplicar.

 Não custava nada manter algumas coisas fechadas no feriadão. Parece que esse povo que pressiona perdeu a noção do perigo", diz o ativista. 

Primo do ex vice-prefeito Juranda, Márcio Santos morre em Campos Belos (GO), vítima de afogamento


Passado quase um mês da morte abrupta do vice-prefeito de Campos Belos (GO), Juranda Santos, a família volta a perder mais um de seus integrantes.

Marcio José dos Santos, o "Cozim", de 43 anos, morreu afogado na tarde deste domingo (11).

Ele era cabelereiro e matinha um pequeno bar na rodovia GO-118, próximo à ponte, nas imediações do terminal rodoviário.

Segundo a família, Cozim estava numa barragem na fazenda Touro, no município de Campos Belos (GO).

Em dado momento, ele resolveu dar um mergulho, mas, não se sabe o motivo, afogou-se e acabou morrendo no local.

Testemunhas ainda suspeitaram de um possível ataque cardíaco, como o que ocorreu com o vice-prefeito Juranda. Mas segundo a família, o laudo do IML constatou a morte por afogamento.

Marcio José, que também é primo deste jornalista, deixa dois filhos, de 18 e de 17 anos. 

O sepultamento ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira, de forma rápida e com poucas pessoas presentes no velório, em virtude dos protocolos de enfrentamento à Covid-19.

À família, em especial irmãos, filhos e sobrinhos, nossos mais sinceros votos de pesar.

segunda-feira, 12 de abril de 2021

Vídeo constrangendo criança de 8 anos empunhado dois revolveres foi um dos motivos da operação conjunta em Campos Belos (GO)


A Delegacia de Campos Belos (GO), nordeste do estado, em conjunto com as Delegacias de Posse (GO), Cavalcante (GO), Taguatinga (TO) e o GOTE (TO) deflagraram a operação "tempestade", ocorrida na manhã de hoje (12), no setor Bem Bom e outras áreas da comunidade. 

Em alusão ao ditado popular "quem planta vento, colhe tempestade", a ação policial vislumbrou sufocar uma associação criminosa que vem atuando no Nordeste Goiano e Sudeste do Tocantins.

Um vídeo chegou a circular em redes sociais, mostrando uma criança de apenas 8 aninhos, segurando dois revólveres a mando de um homicida.

Na cena, a criança é obrigada a falar a frase "brota no Bem-Bom, que vai ser só rajadão " (sic). 

Com forte trabalho de inteligência, os integrantes da força tarefa avançou sobre os locais onde o vídeo teria sido produzido, bem como na residência de um homicida.

O homem já era alvo de mandado judicial no Estado do Tocantins.

Na oportunidade, a Policia Civil do Estado do Tocantins, por trabalhar em conjunto no combate ao tráfico de entorpecentes e homicídio com a Delegacia de Campos Belos, manifestou interesse em apoiar a operação, que foi deflagrada nesta segunda-feira.

Somados os recursos operacionais que a Regional de Posse enviou, a segurança publica seguiu logo cedo para o Setor Bem Bom, local da realização do vídeo e deu cumprimento a 5 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão.

Nas buscas e apreensões realizadas, embora os mandantes do vídeo tenham fugido, foram autuadas 4 pessoas em flagrantes por tráfico de entorpecentes e posse de arma de fogo de uso permitido.

Segundo um dos delegados envolvidos na ação, com a operação, a Segurança Pública da região se impõe sobre a criminalidade do Setor Bem Bom de Campos Belos, e, "demonstra que toda vez que os Órgãos da Persecução Penal forem desafiados com frases utilizando criança na criminalidade, terão uma resposta estatal superior".

Covid: Morre aos 80 anos, seu Pedrinho, um dos homens mais religiosos de Campos Belos (GO)




Morreu, na última quinta-feira (8), aos 80 anos, o lavrador e professor Pedro José dos Santos, o Seu Pedrinho, um dos homens mais religiosos de Campos Belos (GO). 

Natural de Monte Alegre de Goiás, onde nasceu em 1940, Seu Pedrinho estava fazendo um tratamento para câncer de próstata, mas, neste interim, foi contaminado pela Covid-19 e morreu em virtude da doença. 

Segundo uma das filhas, em 2020, ele e a mulher, Dona Nenzinha, ficaram um ano isolados na chácara onde viviam, no município, privado muitas vezes de conviver com os filhos, parentes e amigos.

Mas no início deste ano, descobriu um câncer de próstata e à família vieram pesadelos do passado.

Quase em desespero, a família decidiu por transferi-lo para Brasília, onde poderia fazer um tratamento mais adequado. 

"Nesse meio termo, minha mãe passou mal. Assim ela também ficou hospitalizada por mais de 20 dias no Hospital de Base, em Brasília", contou a filha Sônia.

Com a notícia ruim sobre sua mulher, Seu Pedrinho ficou extremamente triste e mal se alimentava. 

Foi nesse período que saiu a vacina contra a Covid-19 para idade dele, na faixa dos 80 anos. 

"Mas ele recusou a tomar a vacinar por amor à minha mãe, que ainda não tinha idade para vacinar. Dizia que só iria se vacinar junto com a mulher, quando chegasse a sua idade.

Tristemente, foi bem neste período, da forte segunda onda da Covid no Brasil, com a extremamente agressiva variante de Manaus, que ele se contaminou.

Nesse período de idas e vindas dos hospitais,  todas as pessoas da casa de uma das irmãs foram contaminadas pela Covid-19, inclusive Seu Pedrinho. 

"Meu pai, muito fraco teve que ser internado no Hospital Regional de Formosa, que começou bem a responder aos medicamentos".

Ele estava muito bem com o passar dos dias. Mas abruptamente sua saúde degringolou, seu se quadro agravou muito e ele precisou de uma UTI.

No último dia 4 de abril a família conseguiu um hospital particular com UTI, em Goiânia, para onde ele foi levado. 

Com estado gravíssimo, logo foi intubado. Uma força tarefa foi feita para conseguir uma UTI pelo SUS e no dia 8 de abril foi encontrada uma vaga no Hospital das Clínicas, em Goiânia. 

Mas ele não resistiu e morreu no dia seguinte, para enorme tristeza da família, dos amigos e da comunidade religiosa católica de Campos Belos.  

Um devoto do evangelho 

Seu Pedrinho nasceu em Monte Alegre numa época muito difícil, bem no meio do tubuloso Governo Vargas. 

Filho de pais católicos e lavradores, teve muito dificuldade para estudar, pois só havia, muito mal, escolas nas cidades. 

Mas com muita perseverança e suor, conseguiu estudar e terminar o ensino fundamental e sua vida deu um salto. 

De lavrador, passou a ser professor, depois fiscal, fotógrafo e exerceu inúmeras outras atividades em Campos Belos, período também em que encontrou a sua grande paixão: Dona Flordelina.

Para além da dedicação à família, uma de suas mais saborosas atividades, era dedicar-se ao evangelho.

Sua vida foi dedicada à família e à Igreja Católica. Seu amor pelo evangelho, a igreja e sagrada comunhão era incondicional. 

Na igreja Nossa Senhora da Conceição, em Campos Belos, participou de grandes eventos como o ECC, no qual muitas vezes foi palestrante, além da participação em várias pastorais.

Na paróquia de Santo Antônio, de Monte Alegre (GO), ele também deixou o seu legado.

Lá foi por mais de 13 anos coordenador da capela Bom Jesus do Araçá, onde exerceu o papel de catequista, ministro da palavra e ministro da Sagrada Comunhão.

"Sua paixão pela igreja era tão grande que ele queria levar para todos a palavra de Deus. Foi assim que se dedicou ainda mais, fez um curso de teologia bíblico montou uma mini biblioteca, no qual possuía mais de 150 livros. 

Em março de 2018, ele criou o grupo "A Palavra Liberta", no qual foram dedicados seus estudos. No ano 2016 comemorou com família e amigos bodas de ouro 50 anos de puro amor", emociona-se Sônia.
 
Com Dona Flordelina (Nenzinha) teve oito filhos; é avô de 18 netos e bisavô de cinco bisnetos.

Triste realidade 

Há mais de um ano, quando começaram a pipocar os reais dados da pandemia da Covid-19 na Europa, começamos a publicar diariamente informações sobre a doença, que ainda não era uma realidade no Brasil e alertas constantes para o seu poder de destruição e sofrimento. 

Meu temor, como já escrevi, era a doença chegar no Brasil, que nunca saiu de suas crises e dizimasse o nosso povo. 

Temia, à época, já vislumbrando, a partida precoce de muitos conterrâneos, cheio de história e de vida, muitos deles idosos e um baú de conhecimento. E o temor virou realidade. 

Infelizmente a Covid também chegou na casa de Seu Pedrinho e o levou, mesmo com a batalha incansável de filhos e netos para salvá-lo.

A todos, os nossos sinceros sentimento de pesar e que Deus conforte o coração de todos os seus entes. 

Polícia Civil do Tocantins apoia operação Campos Belos (GO) da Polícia Civil de Goiás para prender homicidas e traficantes


A Polícia Civil do Tocantins apoiou na manhã desta segunda-feira (12) a Operação Campos Belos, deflagrada pela Polícia Civil de Goiás contra  crimes de homicídio e tráfico de drogas em Campos Belos no município.

Coordenada pelos delegados da Delegacia de Polícia de Campos, Carlos Eduardo, Lucas Sabag e José Humberto da Silva, a ação teve o suporte da delegada Melícia Resende Ganzaroli de Ávila, diretora de Polícia do Interior (DPI), do delegado-chefe da 103ª Delegacia de Polícia Civil de Taguatinga Márcio Duarte Teixeira, e do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e buscou cumprir dois mandados de prisão e cinco de busca e apreensão.

Segundo o delegado Márcio Duarte, dos mandados de prisão, apenas um foi cumprido, estando relacionado a crime de tráfico de drogas praticado em Campos Belos. 

O outro mandado de prisão relativo ao crime de homicídio praticado em Taguatinga ainda não foi cumprido, mas as diligências prosseguem para que o indivíduo foragido possa ser preso e conduzido até a autoridade policial. 

O homicídio, conforme o Delegado ocorreu em Taguatinga no dia 10 de janeiro de 2021 e, segundo as investigações, está vinculado ao crime organizado e foi praticado em decorrência de briga por território entre facções criminosas que atuam no Tocantins.

Ainda sobre os resultados da operação Campos Belos, o delegado Márcio Duarte ressaltou que durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão por tráfico de drogas foram presas cinco pessoas, sendo três homens e duas mulheres. 

Todas elas e mais o homem preso em virtude do mandado de prisão foram conduzidos até a autoridade policial para as devidas providências.

Sobre a ação desta segunda-feira, a diretora da DPI, delegada Melícia Resende Ganzaroli de Ávila, a operação em integração das polícias está num novo patamar, além de estadual, toma rumos interestaduais, já que o combate ao crime demanda a união de esforços, e, essa política cooperativa é marca da atual gestão da Secretaria da Segurança Pública do Tocantins.

domingo, 11 de abril de 2021

Opinião e a perseguição de crentes e católicos, que se dizem cristão, contra jornalista





No último dia 6 de abril publiquei um post Opinião, que não é matéria jornalística ou notícia, com o título: "Passa da hora do Ministério Público responsabilizar pastores e outros religiosos por fiéis contaminados e mortos".

Em suma, eu quis dizer que qualquer evento público com potencial de aglomeração, tem que ser fechado nesta pandemia da Covid. Não há prejuízos.

Fieis podem orar ou rezar em casa. É minha opinião. E aqueles líderes religiosos que preferem dinheiro à segurança dos fieis têm que responder na mesma medida de sua irresponsabilidade.

No post, eu digo que "A ciência já confirmou que o novo coronavírus tem o poder de ficar em suspensão no ar, principalmente em ambientes fechados e sem ventilação, como é o caso de templos religiosos e igrejas, em sua maioria.

Uma só pessoa contaminada é capaz de contaminar outras tantas nesses ambientes, mesmo distantes um dos outros indivíduos e cumprindo os rigores do distanciamento social.

Mesmo com essa comprovação da ciência, milhares de religiosos, Brasil a fora, têm pouco se lixado com a saúde dos seus fiéis.

Pelo contrário, pelo recebimento do dízimos, fazem questão de manter as portas abertas. Um absurdo." Essa foi a minha opinião. 

Percebam que não há quaisquer palavras chulas, palavrões, xingamentos ou ataques a igreja ou religiões ou religiosos. 

É uma mera opinião de alguém que vê a situação de um lado diferente.

Ocorre que há uma verdadeira perseguição contra este Jornalista, pelo simples posicionamento, que o reitero.

Muitos dos comentários são de crentes evangélicos e outros de católicos carismáticos, quem em comum entre eles é que não há o mínimo de comportamento cristão.

"Já está na hora da população denunciar esse lixo que se chama”blog” que só saber postar fake news! Sabemos que todo jornalista meia tigela vive disso msm, FAKE NEWS. Mais já está feio para este blog que não para com essas matérias de merda", vociferou Yanka Dágila.

"Ao invés de criticar as "Igrejas" ou seja os cristãos que são os que mais seguem as leis e que oram por todos faz um post de ajuda aos necessitados, tenho certeza que se for procurar acha muita gente precisando de ajuda, faça valer a pena melhor do que procurar intriga com os cristão que não faz nada contra vc.

Se caso nao pode ajudar então não atrapalha. Obrigada de nada", publicou Franciele Oliveira.

Outras pessoas, como Geanne Firmino, publicaram na mesma linha: "Que postagem mais chula Dinomar Miranda Por conta de um que erra, culpar todos?!. Para quem é estudado como você, me admiro tamanha falta de sabedoria, empatia e respeito colocando uma "matéria" assim no Blog Dinomar Miranda tão tendenciosa."

"Quantos de vocês já foram ver a realidade da igreja em Campos Belos e Região? Essa matéria é pautada no bando de esquerdista. Rouba tua liberdade. Rouba tua confissão de Fé pública. Manda em você. Plano "perfeito", disse Jorge Henrique.

"Deixei de seguir esse blog não esperava isso! Não é só a igreja que está contaminando e nem todos pastores são mal caráter! Tem o vaso de honra e o vaso de desonra! Tem os que realmente crer e obedece a Deus ainda existe o bem! Não é só os mal não!", disse Gabriela Barcelos.

Ele deixou de seguir e continua a publicar comentários nas esteira dos xingamentos.

Já o leitor Luiz Cezar foi categórico: "Depois que chamo esse jornaleco de lixo ficam com raiva. Pior que a Globo lixo falar que o choro é livre pra pessoas que estão passando fome por irresponsabilidade de governos e prefeitos vagabundos ajudada por jornalecos e blog igual a esse.

Olha como direciona a palavra as pessoas de 3 idade. Toma vergonha em falar assim. Velhinho é as suas ideias e conclusões de lixo. Respeita as religiões, velho e seu passado. E cuidado seu futuro pode nas mãos dos coisa ruim. Respeita as religiões. Toma vergonha," bradou.

Neide Vieira, pessoa que conheço desde menino, à qual tenho um enorme carinho e apreço, foi na mesma pancada, em consonância com os colegas de igreja.

"Esse já perdeu a credibilidade a muito tempo ".

Felizmente, muitos sensatos saíram em nossa defesa, como Ariel Sousa, que disse "Essa pressão que os evangélicos estão fazendo é ridícula e desnecessária. 

Assim como qualquer outro espaço que aglomera pessoas, as igrejas também se torna um ambiente de disseminação do vírus. 

A morte de crentes, e até de pastores por Covid já devia ter mandado um sinal para essa gente que ninguém está blindado, e que a simples fé em Deus não vai te salvar se você estiver aglomerando. O pior de tudo é que não é somente esses crentes irresponsáveis que irão sofrer as consequências da sua estupidez, é toda a sociedade."

Já Jean Carlos  escreveu: "Nao sei aonde padre pastores ajudou. Os padres os pastores ta desesperado querendo dinheiro pedindo por ministério público liberar os cultos e missa. Igreja vive de doações em dinheiro."

"Amigos tem alguns líderes religiosos que erraram gravemente em causar aglomerações, não só religiosos, mas políticos e muito mais pessoas de grande popularidade, porém é oque eu sempre disse aqui, fecha alguns estabelecimentos, porém ônibus, metrôs, supermercados e estações não disseminam nenhum vírus! 

O melhor exemplo é ônibus e metrôs são ambientes fechados que facilita e muito a propagação do vírus, há e o autor dessa matéria deixou claro que em ambientes fechados o vírus circula com mais facilidade, enfim desculpem-me, mas faltou e muito, bom senso!", fechou Alisson Damasceno.

Felizmente também sei defender-me. Porque o bônus de se expor em um site como este tem o seu ônus.

Pois é Neide. Qualquer pessoa, inclusive os jornalistas, tem o direito de ter opinião e expressá-la. No meu entendimento, qualquer evento público com potencial de aglomeração, tem que ser fechado. Não há prejuízos. Fieis podem orar ou rezar em casa. É minha opinião. E aqueles líderes que preferem dinheiro à segurança dos fieis têm que responder na mesma medida de sua irresponsabilidade. 

O problema é que para as pessoas, como a maioria dos comentários que vejo aqui, só veem um lado, o seu lado. Ou seja, o lado dos crentes, dos católicos, de quem quer ir à Igreja. 

Mas a sociedade é mais complexa do que vocês pensam e principalmente num momento difícil como este. Para além disso, estou estupefato com os comentários, principalmente de pessoas que se dizem de bem, religiosas: são comentários chulos, agressivos, mau educados e desrespeitosos. 

Opinião não tem nada a ver em ser contra ou a favor de religião. Sinceramente, tenho vergonha até em ler esses comentários. Vergonha alheia. 

Deveria ter, ao menos, um pouco de respeito ao ser humano, se não respeitam um profissional, um jornalista ou uma mera pessoa que pensa diferente. 

Quanto mais vivo, mais incrédulo fico com o nível de civilidade do ser humano, e especial da sociedade brasileira.

Percebam que os ataques vêm na mesma linha que Bolsonaro faz aos jornalistas. Ataques diários e de incitação contra os profissionais. Votei no presidente, mas pense num voto arrependido. Pena que não há um "desvoto" ( licença poética para uma palavra que não existe). 

Relembro que, no Brasil, a liberdade de expressão é garantida por lei no Art. 5º que relata, “[...] IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença. [...]” (BRASIL, 1988). 

Discutir e abordar diversos assuntos livremente são direitos fundamentais para um país democrático, porém não absoluto.

A liberdade de expressão, no entanto, algumas vezes é usada de maneira errônea e acaba praticando o desrespeito, a falta de ética e a invasão do espaço do outro.

Mais comportamento cristão e respeito às opiniões e às pessoas São essenciais, principalmente aos crentes e carismáticos.