domingo, 15 de março de 2020

Suspeita de Coronavirus na UPA de Campos Belos (GO) é boato


É boato a informação disseminada neste domingo (15), em diversas redes sociais, de que haveria um caso de suspeita de coronavirus na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Campos Belos, nordeste de Goiás. 

O boato maldoso dizia que a informação teria partido da Polícia Militar. Ainda há pouco o comando da PM em Campos Belos negou a informação e disse ser tudo inverídico.

O comando da PM em Campos Belos soltou uma nota para "matar" o boato na origem:

"Consta a indicação em redes sociais de moradores desta urbe, que a Polícia Militar informou sobre um caso de CoronaVírus na cidade no dia 15/03/2020.

O Comandante da 42 Companhia Independente da Polícia Militar vêm a público informar que se trata de um boato pernicioso, de uma "fake news", orquestrada por algum indivíduo que se alegra com o caos e a desordem, que acredita que o sofrimento da população irá lhe trazer benefício.

Qualquer caso de saúde pública neste município é tratado apenas pelo secretário de saúde de Campos Belos, que é profissional com a expertise necessária para atuar nessa demanda

Estamos a disposição. Contém Conosco.

Major PM Berquo

Comandante da 42 CIPM."

Prefeitura ainda não tomou atitudes

Desde ontem (14) que o blog cobra da Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Campos Belos (GO) quais as medidas, no âmbito municipal, que estão sendo tomadas para prevenir a disseminação do coronavirus na localidade.

As aulas das escolas municipais serão suspensas? 


Como funcionará o expediente dos órgãos públicos locais? 

Quais as ações de comunicação que a prefeitura está tomando?

Mas até a tarde deste domingo nenhuma ação tinha sido divulgada pelos Poderes Municipais.

Um comentário:

  1. Isso não é boato, isso é vdd eu estava lá e vi as duas pessoas q estavam com suspeita foram até para sala de isolamento

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.