quarta-feira, 11 de março de 2020

Morre "Fiin", um dos mais antigos funcionários do Hospital Municipal de Campos Belos(Go)





Por Jefferson Victor,


Morreu nesta segunda feira (9), em Goiânia, Valdecino José Franca 71 anos, mais conhecido como Fiin, grande contador de histórias, pessoa querida pela comunidade de Campos Belos (GO).

Ele deixa esposa, dona Maria das Candeias Torres Badia e três filhos, Alessandra Franca, Adriana Franca, Alex Franca e dois netos.

Era irmão de Eleonora, Sidelcino, Dora, (falecidos), Belarmino, Domingos, Lindomar da Garagem da Prefeitura. 


Era tio de Davi, Dalete, Dalila, Dalva, Dassira e Raquel, filhos do saudoso Josino, o primeiro mecânico de bicicleta de Campos Belos

Valdecino foi acometido por um câncer no esôfago há cerca de um ano e meio, fez tratamento no Araújo Jorge em Goiânia, passou por inúmeras sessões de quimioterapia e radioterapia. 


Foi um período de muita angústia, e por vezes quis parar, mas sempre era incentivado a continuar o tratamento pelos filhos, principalmente Alessandra, que cuidou dele por todo tempo.

O tratamento era apenas paliativo, o quadro foi se agravando e no final houve muito sofrimento, ele teve sérios problemas respiratórios e na manhã da segunda veio a falecer.

Ele era dos primeiros moradores do Setor Buritis, muito conhecido pela sua irreverência, brincava com todo mundo, era homem de sorriso fácil, e tinha um grande ciclo de amizade.

Adepto de forró, quando tinha festa dos idosos ele era assíduo, dançava o tempo todo era dos mais animados e ainda incentivava o grupo, dançava do começo ao fim, e ao término já procurava informar quando seria a próxima reunião.

Gostava também da Folia de Reis, quando mais novo tocava e participava assiduamente, mas ultimamente apenas seguia as comemorações.

Durante mais de 20 anos trabalhou no Hospital Municipal, onde exercia o cargo de porteiro, e era muito querido por funcionários e pacientes, gostava de ajudar pessoas necessitando de cuidados médicos, e as vezes até levava bronca por tentar ajudar no encaminhamento.

Fiin também era muito apreciador de moto, tinha uma bis que era sua marca registrada, por onde passava todo mundo mexia com ele, e se não tivesse com pressa parava para um dedo de prosa, e ai não tinha hora pra ir embora, era muito alegre e divertido.

É mais um caso em que o câncer venceu. Só nos últimos trinta dias imaginamos cerca de uma dezena de pessoas morreram em Campos Belos devido essa doença, a qual infelizmente ainda não tem tratamento para os casos mais graves.

Segundo um médico ganhador do Nobel de Medicina, “remédio que cura não dá lucro, e que a doença é lucrativa”, e isto deixa uma interrogação, será que essa doença já não poderia ter um tratamento definitivo?

O Ebola ameaçava dizimar a população da África, mas como matava em três dias logo acharam uma solução.

Doenças que normalmente vão matando aos poucos, tipo diabetes, hipertensão arterial, e o próprio câncer, sempre aparece remédios cada vez mais caros e acabam fazendo quase o mesmo efeito dos mais em conta, e no final o resultado acaba sendo a morte.

Externamos à família do Valdecino os nossos mais sinceros sentimentos, pedido ao senhor Deus que console a cada um neste momento tão difícil.

O velório ocorreu na Sala Velatória Pax Vida no Setor Aeroporto, e durante todo período, esteve cheia de amigos e parentes para prestar as últimas homenagens.

O sepultamento aconteceu às 17 h de ontem (10) no cemitério local.






Um comentário:

  1. Muito querido meu Tio fiim,vai deixar muitas saudades,mas também vai ser lembrado pelas suas brincadeiras,pois era um homem muito alegre e Feliz,eternas saudades🌟

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.