segunda-feira, 23 de março de 2020

Em virtude da crise do coronavirus, famílias começam a ficar sem alimentos e pedem ajuda

Imagem apenas ilustrativa e não é família da Edilene



Os impactos da pandemia do coronavirus vão muito além das questões de saúde; de se ser contagiado ou de mesmo de sofrer sem um leito de UTI.

A área mais afetada é a econômica. Com o país parado, não há produção, o dinheiro não gira e as pessoas empobrecem.

Em razão disso, depois de pouco menos de cinco dias de quarentena, começam a pipocar os resultados negativos junto à área social.

Há pessoas, principalmente as mais carentes, que já não tem o que comer em casa. 


"Me chamo Edilene, moro em Campos Belos (GO), tenho três filhos, estou desempregada. Eu e meu marido estamos desempregados.

Ele estava fazendo bico, mas com essa epidemia só estamos em casa, os alimentos acabaram. 
Temos três filhos pequenos e passando necessidade", escreveu uma moradora da cidade, em busca de ajuda e de doações de cestas básicas.

"Meu Deus e muito rui ver seus filhos querendo algo pra comer e não tem nada. Tenho duas filhas já estou ficado preocupada estou sem trabalhar. Tem minha irmã também sem trabalhar eu também estou precisando de ajuda. Gosto de ajudar também, mais agora eu estou precisando de ajuda," declarou uma outra moradora de Campos Belos. 

"Dinomar Miranda, meu filho também está precisando de uma cesta. Ele trabalha autônomo. Tem uma bebê de 2 anos e a esposa dele.

E sim tiver uma sobra para mim, também quero. Tenho duas filhas pequenas. Estou precisando muito. Eu prefiro pedir do que roubar. 

É muito ruim está sem trabalhar. Eu trabalho de faxina, mas não tem emprego", diz uma senhora. 

Amigos, é hora de união. 

É hora de todos darem os braços. Ninguém solta a mão de ninguém. Com o passar dos dias, a situação só tende a piorar.

É hora de quem tem mais distribuir para quem tem menos, principalmente alimentos, água, bens de primeira necessidade, muita compreensão e carinho com o próximo.

3 comentários:

  1. Dinomar, se estiver arrecadando fundos para auxiliar essas famílias, disponibilize uma conta bancária, pois muitos que gostam de Campos e acompanham seu blog, mas moram em outros lugares querem ajudar. Dói ver nosso povo daí e de todo Brasil passando por tanto sofrimento, o mínimo que podemos fazer é dividir o pouco que temos...

    ResponderExcluir
  2. Boa noite eu moro em Divinópolis de Góis eu quero ajudar essa família mas como posso ajudarpois estou em casa não posso sair esses filho tem que idade porque da pra saber como posso está ajudando essa família.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.