segunda-feira, 23 de março de 2020

Campos Belos (GO) registra dois casos suspeitos de coronavirus. Isolamento social ainda é a melhor prevenção




A Secretaria de Saúde de Campos Belos, nordeste de Goiás, informou, ao meio-dia desta segunda-feira (23), que há dois casos suspeitos de coronavirus registrado na cidade, nas unidades que compõem a rede municipal de saúde. 

O coronavirus causa a doença Covid-19.

A informação não é para deixar ninguém alarmado. 


A recomendação do Ministério da Saúde é a de que qualquer tipo de gripe, com tosse, febre e secreção, deva ser tratado como caso suspeito.

Todavia, todos devem ficar muito atentos à pandemia. Como sabem, não há remédio para combater a infecção e ao menos vacina.

O método mais eficaz ainda é o isolamento social. 

Todos trancados em casa e usando os métodos de limpeza das mãos, roupas e objetos que podem conduzir o vírus.

Muita gente pensa que está de férias

Apesar dos apelos, muita gente ainda não levou fé de que a pandemia planetária é grave e vai matar muita gente, se não houver uma seriedade nas ações de prevenção. 

Em redes sociais, pode se ver diversas pessoas se divertindo, mesmo que em casa, tomando bebidas alcoólicas, fazendo churrasco, festinhas ou jogando baralho ou dominó. 

Isso demonstra total falta de responsabilidade com a sociedade, com os familiares e com a própria pessoa. É um individualismo deplorável. 

Passou da hora de muita gente tomar atitudes mais responsáveis. 

Não é justo muitas pessoas se privarem de qualquer coisa, se isolarem para a proteção de todos e outros, uma minoria, no entanto, não dar a mínima.

A previsão de especialistas é que o coronavirus vai contaminar 80% da população brasileira.

A corrida hoje é para que a contaminação não ocorra em curto período de tempo. Todos de uma vez, porque o sistema de saúde não vai suportar, principalmente quando chegar às pessoas mais carentes. 

Com o coronavirus, muita gente não vai ter nem um espirro após a contaminação.

Mas idosos, diabéticos, cardíacos e outros indivíduos vulneráveis podem precisar ser internados e de leitos de UTI.

Os números indicam que 80% dos idosos italianos que vão para a UTI não conseguem recuperar-se e morrem. 

A Itália ontem registrou mais de 800 mortes em um só dia. 

Os italianos no início não levaram fé e outros tantos até zombaram da situação.

Hoje estão todos desesperados e entregues à própria sorte. Não há remédios, leitos de UTI e até máscaras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.