segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

29 anos da cidade Novo Alegre (TO), com Markinhos Bahia e Stefane Sabel


Diretor da Rádio Atividade diz que fim do programa "A Cidade em Foco" não foi político, mas de falta de audiência


O Diretor da Rádio Comunitária Atividade FM, de Campos Belos, Carlos Henrique, disse hoje ao Blog que o fim do programa “A Cidade em Foco”, conduzido pelo radialista Hamilton Mendes, se deu por falta de audiência e renovação, e não por questões políticas. 

"E nem poderia ser, Dinomar Miranda. Não misturo minhas questões pessoais com a atividade da rádio. Sou apenas o gestor, o gerente. Investi muito nos últimos anos e o programa não estava rendendo audiência", disse ele. 

Ainda de acordo com Carlos Henrique, há meses, logo quando assumiu a direção da rádio, reuniu-se com a equipe do “Cidade em Foco” e falou que queria o “semanal” mais dinâmico, correndo atrás das informações, com mais reportagens e um certo padrão jornalístico. 

"Eu disse que a fórmula do programa tinha se esgotado. Não se poderia esperar a notícia chegar e ficar 20 ou 30 minutos repisando e remoendo aquele assunto de forma definitiva. E mais, que se ouvissem os dois lados da história. Criticar, mas com fundamento em fatos", fundamentou. 

O diretor informou também que a comunidade pode ficar tranquila, pois não iria cometer a insensatez de misturar o serviço público de uma rádio comunitária com as questões político-partidária e que um novo programa está por vir. 

"Não vou adiantar muita coisa, porque senão quebraria a surpresa. Mas estamos montando um programa bom para esse horário. Podem ter certeza. 

Mas reafirmo que a Rádio Atividade é da comunidade e a minha responsabilidade é unicamente de mantê-la funcionando com profissionalismo e qualidade", finalizou Carlos Henrique.

Tradicional Karetagem de Pouso Alto (GO) ocorre em 11 de abril


A tradicional festa cultural do Pouso Alto (GO), a Caretagem, neste ano acontece no dia 11 de abril.

A "bagunça" agora será organizada e contará até com Abadá. 

"Decidimos inovar e vamos entrar com a primeira edição do Caretagem, com Abadá, banda tocando 0800, som automotivo", avisa um dos organizadores. 

Dança de origem africana, a Caretada, também chamada de Caretagem, é uma tradição passada de geração em geração nas comunidades remanescentes de quilombos. 

A festa é realizada todo dia 23 para 24 de junho, coroando e precedendo a novena de São João Batista. 

Mas em Pouso Alto, a tradição é no sábado de Aleluia, que caiu, em 2020, no dia 11 de abril. 

Pedidos dos abadá até dia 15/03/2019, valor R$25,00. Agende aí.

Carnaval em Arraias (TO) começa no dia 21


Foi caçar tatu e morreu soterrado na Zona Rural de Formosa (GO)


Um homem teve uma morte inusitada, neste fim de semana.

João Amorim Paulino Filho, de 34 anos, era morador de Sobradinho (DF) e  morreu soterrado na manhã deste domingo (16/02), em uma fazenda, na Zona Rural de Formosa.

Em relatos à polícia, um amigo da vítima disse que ambos estavam caçando tatu e João 
Amorim decidiu cavar um buraco para procurar o animal. 

Em determinado momento, o barranco cedeu e veio a soterrá-lo.

A vítima foi resgatada pelo amigo que o conduziu ao Hospital Municipal de Formosa.

Mas ele não resistiu e morreu. 

Com texto do Portal Foca Lá e Terra FM

Retrocesso: Rádio Comunitária de Campos Belos (GO) acaba com programa crítico



Uma notícia, da semana passada, deixou muita gente com a pulga atrás da orelha e triste.

O radialista Hamilton Mendes foi às redes sociais para anunciar e denunciar que o programa que ele comandava teria sido extinto, sem qualquer aviso prévio. 

"Fomos comunicados ontem pelo Diretor da Rádio Atividade FM que o programa A Cidade em Foco não fará mais parte da grade de programação da emissora.

Um novo programa deve ir ao ar, do qual não faremos parte. Fica aqui o nosso agradecimento pelo espaço concedido nesses 400 programas que foi ao ar.

Agradecemos aos nossos apoiadores culturais e a toda comunidade que nos manteve sempre em primeiro lugar na audiência.

Foram 400 programas com total imparcialidade e compromissado sempre com a verdade, buscando dar voz ao nosso povo, na busca de soluções para os problemas que afetam a nossa cidade.

O nosso desejo de boa sorte e sucesso a emissora e aos colegas que lá permanecerá. A Cidade em Foco o programa do povo diz um até breve", publicou Hamilton Mendes.

Obviamente temos que colocar os "pingos nos ís".

É muito difícil se fazer um programa radiofônico crítico em qualquer cidade pequena.

Logo a turma que está no poder ou fora dele e que são alvos de críticas começa a reclamar e a torcer o nariz. A pressão é forte, principalmente daqueles que detém o poder.

Recentemente soube-se que um dos "diretores" da Rádio Comunitária da Associação dos Moradores do Setor Cruzeiro, chamada de Atividade FM, teria se aliado ao prefeito do município, Eduardo Terra.

Por si só, isso já seria um posicionamento muito ruim, em todos os sentidos.

É óbvio que mais cedo ou mais tarde essa aliança tenderia para uma ingerência deselegante e não aceitável no principal meio de comunicação da cidade e que chega a todos os lares.

Por essa e outras, este Blog não aceita e nem nunca aceitou qualquer publicidade do Poder Público, principalmente de municípios. E não foram poucas as vezes que tentaram.

Não minha opinião, salvo melhor juízo, a direção da Rádio Atividade deu um passo demasiadamente errado, inaceitável e fora de todos os padrões éticos.

Este é um ano de eleição e não se pode deixar que uma emissora de rádio, principalmente comunitária, seja usada por A ou por B em virtude do controle político ou de uma suposta ferramenta de propaganda.

Pessoalmente, este jornalista, que fez parte do início do rádio em Campos Belos, no início da década de 1990, e como locutor integrou a grade de programação de todas as outras emissoras precedentes, não poderia ficar calado neste episódio, que reputo de muito grave.

Assim sendo, é necessário que o promotor de Justiça da Comarca, Bernardo Monteiro Frayha, interceda e volte a rádio à sua normalidade e neutralidade política.

O que é um rádio Comunitária?

O Serviço de Radiodifusão Comunitária foi criado pela Lei 9.612, de 1998, regulamentada pelo Decreto 2.615 do mesmo ano.

Trata-se de radiodifusão sonora, em frequência modulada (FM), de baixa potência (25 Watts) e cobertura restrita a um raio de 1km a partir da antena transmissora.

Podem explorar esse serviço somente associações e fundações comunitárias sem fins lucrativos, com sede na localidade da prestação do serviço.

As estações de rádio comunitárias devem ter uma programação pluralista, sem qualquer tipo de censura, e devem ser abertas à expressão de todos os habitantes da região atendida.

O como deve ser a programação de uma rádio Comunitária?

A programação diária de uma rádio comunitária deve conter informação, lazer, manifestações culturais, artísticas, folclóricas e tudo aquilo que possa contribuir para o desenvolvimento da comunidade, sem discriminação de raça, religião, sexo, convicções político-partidárias e condições sociais.

A programação deve respeitar sempre os valores éticos e sociais da pessoa e da família, prestar serviços de utilidade pública e contribuir para o aperfeiçoamento profissional nas áreas de atuação dos jornalistas e radialistas.

Além disso, qualquer cidadão da comunidade beneficiada terá o direito de emitir opiniões sobre quaisquer assuntos abordados na programação da emissora, bem como manifestar ideias, propostas, sugestões, reclamações ou reivindicações.

Confira a programação de carnaval em 10 cidades do interior do Tocantins



A contagem regressiva para o Carnaval 2020 está quase no fim e para moradores de várias cidades do interior do Tocantins, a festa está garantida. 

Em Arraias, quase na divisa com Goiás, a tradição centenária do 'Entrudo' vai dividir espaço com duplas sertanejas e artistas locais.

A festa prevista em Tocantinópolis, região do Bico do Papagaio, será em período reduzido, com atrações apenas no sábado e domingo de carnaval. No sábado o evento será realizado no Alto Bonito e no domingo na Avenida Beira Rio.

Em Taguatinga, no sudeste tocantinense, uma das atrações mais esperadas é o cantor Alex Maxx, que já fez parte da banda Saiddy Bamba. 

Já em Cristalândia, a folia será em frente a feira coberta da cidade e também começa um pouco mais tarde, no sábado.

Silvanópolis, Babaçulândia, Campos Lindos e Filadélfia também decidiram começar a folia mais tarde. 

O contrário acontece em Peixe e Pium, onde a festa começa na sexta-feira, mas é encerrada um dia antes, na segunda.

Confira as programações

Taguatinga

Sexta-feira (21) - Som automotivo a partir das 19h
Sábado (22) - Banda Haue, Henrique & Cristiane e Banda Swing A+
Domingo (23) - Banda Swing A+, Alex Maxx (ex-Saiddy Bamba)
Segunda-feira (24) - Henrique & Cristiane, Banda Haue e Cristiane e Banda
Terça-feira (25) - Banda Swing A+, Henrique & Cristiane e Banda Haue

Tocantinópolis

Sábado (22) - DJ Jemmanoel, Vitor Henrik, Khrys França
Domingo (23) - DJ Jemmanoel, Dimensão, Wellington Tigrão

Arraias

Sexta-feira (21) - Lucas Santini e Black
Sábado (22) - Beto Costa e Thayla Costa
Domingo (23) - DF Music, Mauro & Edilson e Adriano Lima
Segunda-feira (24) - Squema 6, Mauro & Edilson e Adriano Lima
Terça-feira (25) - Mil Volts, Lois & banda, Os Caras

Babaçulândia

Sábado (22) - Taisa Marques, Retrô Beet e Neguim do Brega
Domingo (23) - Pedro Valoura, Renan Aguiar e Wanderley Show
Segunda-feira (24) - Forró Anjo Azul, Forró de Mel e Odilon Santos
Terça-feira (25) - Polyana Braga, Felipe & Matheus, Neguim do Brega e Flaguin Moral

Peixe

Sexta-feira (21) - ZDubai e DJ Luciano
Sábado (22) - Markinhos Bahia e DJ Nélio
Domingo (23) - Balança-I e DJ Luciano
Segunda-feira (24) - Nailson Lima e DJ Nélio

Cristalândia

Sábado (22) - Tonny Moreno e Luiz Burugudu e Banda
Domingo (23) - Matinê para as crianças, Juarez Falcão e Kaçula
Segunda-feira (24) - Capim do Cerrado e Jeito Muleke
Terça-feira (25) - Matinê para as crianças, Isabella Prado, Banda Êxtase e Z Dubai

Filadélfia

Sábado (22) - Caio Victor & Tinan
Domingo (23) - Retrô Beet e Pedro Valoura
Segunda-feira (24) - Felipe & Matheus
Terça-feira (25) -Felipe Nunes

Pium

Sexta-feira (21) - 3 Tons de Preto, Escolha da Rainha e do Rei Momo
Sábado (22) - Viola D'junior, Brisa.com e noite dos idosos
Domingo (23) - Banda Liberou Geral, Brisa.com e matinê.
Segunda-feira (24) - Leandro da Pisadinha

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Veja lista de serviços oferecidos pelo Vapt Vup de Campos Belos (GO)



A inauguração do Vapt Vupt em Campos Belos, em janeiro passado, trouxe mais facilidade ao cidadão que reside no nordeste goiano.

O governador Ronaldo Caiado foi feliz ao afirmar que a ação iria democratizar o acesso do cidadão aos serviços estaduais.
Nesta semana, portanto, fomos atrás para saber quais os serviços que realmente o Vap-Vupt de Campos Belos está oferecendo:

Em nota, a coordenação respondeu que estão funcionando os seguintes serviços:

No Condômino do atende TENDE+ os serviços realizados são:

· IPASGO
· DETRAN
· GOIÁS PREV
· SENHA PARA CONSIGNADO

No Condômino da SANEAGO, a partir do dia 03/02/2020

· Vazamento
· 2º via de fatura
· Entrega de certidões negativas
· Mudança de titularidade
· Religação
· Ligação Nova
· Desobstrução de Esgoto
· Mudança de Padrão (KIT cavalete)
· Revisão de leitura
· Revisão de Cadastro
· Parcelamento
· Recuperação de asfalto e passeios
· Levantamento da Caixa de PV
· Substituição da Tampa
· Verificação da Pressão de Água
· Reclamação de falta de Água

No Condômino da Prefeitura Municipal de Campos Belos são:

· Emissão de Boletos (DUAM)
· Emissão de Licença funcionamento
· Emissão de licença Sanitária
· Transferência de Imoveis (Rural/Urbano)
· Registro de Marca
· Atualização (Empresas/Imoveis)
· Emissão de CND Municipal
· Emissão de BIC (Boletim Informação Cadastral)
· Emissão de CAE (Cadastro Atividade Econômica)
· Baixa de Empresas
· Cadastro de Emissão de Nota Fiscal Eletrônica
· Liberação de AIDF
· Emissão de Notas Ficais Avulsas

SSP- Segurança Pública - Carteira de Identidade

Serviços previstos para um curto prazo:

· AGRODEFESA ( o servidor efetivo da AGRODEFESA já está em trâmite para ficar a disposição da SEAD)

· SINE (já foi solicitado 1 servidora para atender esse serviço)

· SEFAZ ( A servidora já tomou “Posse” e estar em treinamento na SEFAZ (são 15 dias de treinamento e a mesma iniciou no dia 30/01/2020)​


Ministério Público e instituições parceiras elaboram projeto para combate à violência sexual em Cavalcante (GO)


Os coordenadores das Áreas de Infância, Juventude e Educação e de Políticas Públicas e Direitos Humanos do Centro de Apoio Operacional do Ministério Público de Goiás reuniram-se nesta quinta-feira (13/2) com representantes de diversas instituições parceiras, para a definição de um projeto a ser desenvolvido no município de Cavalcante, no Nordeste goiano.

A proposta, apresentada pelos coordenadores da Infância, Cristiane Marques, e dos Direitos Humanos, André Luís Ribeiro Duarte, terá enfoque no combate à violência sexual.

A ideia é a realização de palestras, a serem ministradas em escolas das comunidades quilombolas, com ênfase na prevenção e combate à violência sexual.

Pretende-se que duas palestras aconteçam de forma simultânea, uma voltada para os alunos e outra para pais e público externo. 

Previamente a cada visita, serão mapeadas as necessidades da comunidade e cadastrados os interessados para facilitar o direcionamento dos atendimentos, em um mutirão final que está sendo programado.

Integrarão o projeto o Tribunal de Justiça de Goiás, a Defensoria Pública do Estado, a Polícia Civil, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e o Conselho Estadual da Mulher (Conem).

Fonte: MPGO

Caravana do FCO estará em Campos Belos (GO) no próximo dia 19 de fevereiro


Produtores rurais e empresários do nordeste de Goiás e do sudeste do Tocantins têm uma grande oportunidade de tomar empréstimos para produção, com juros abaixo de 6% ao ano. Eu disse, ao ano. 

O crédito vem do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) e incentiva a produção nesta região do Brasil Central. 

Para quem tem interesse, a cidade de Campos Belos (GO) vai receber a Caravana do FCO.

A iniciativa é do Banco do Brasil.

O evento vai ocorrer na próxima quarta-feira, dia 19, às 19h, na Câmara de Vereadores.

Realização: Banco do Brasil
Apoio: CDL Campos Belos
Maiores informações procure a Agência e a CDL Campos Belos.

Corredor da Miséria: Relatório aponta segunda queda consecutiva no índice de pobreza das famílias goianas



Um encontro na última quarta-feira (12) marcou a apresentação do Índice Multidimensional de Carência das Famílias Goianas (IMCF), feito pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB).

Essa foi a primeira reunião geral do Gabinete de Políticas Públicas (GPS) do governo estadual de Goiás em 2020, que contou com a presença da coordenadora do GPS, primeira-dama Gracinha Caiado.

Os dados apresentados compara o índice de dezembro de 2019 com junho de 2019 e dezembro de 2018. 

De acordo com o cálculo, o IMCF geral do Estado é de 0,156, abaixo de junho (0,162) e dezembro (0,167). 

Os números apontam uma queda na pobreza e taxas médias e altas fluxos de desproteção em 15 dos 246 municípios goianos. Isso mostra que a maior parte do Estado a mobilidade é positiva.

O estudo também ajuda o governo a tratar a desigualdade e desproteção em Goiás de maneira técnica, direcionando melhor as políticas públicas e o combate à pobreza.

O relatório mostra que entre junho e dezembro de 2019, 16.580 famílias foram inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). Já entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019, foram 54,300 noas famílias inseridas no programa. No total, 829.774 famílias e 2,12 milhões de pessoas inscritas no CadÚnico.


Nordeste de Goiás é destaque em pobreza

O recorte ajudou a identificar também os municípios mais carentes. O cálculo do IMCF ranqueou os 12 municípios em pior situação de vulnerabilidade social. 

Em primeiro lugar está Cavalcante, seguido de Colinas do Sul, Teresina de Goiás, Amaralina, Montividiu do Norte, Heitoraí, Simolândia, Buritinópolis, Flores de Goiás, Matrinchã, Santa Terezinha de Goiás e Campinaçu.

Essas e outras 29 cidades da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride) estão no foco de ações prioritárias da GPS.

Reflexão

Após o encontro nesta tarde que apresentou os dados, o secretário de Cultura, Adriano Baldy, e a primeira-dama dona Gracinha, vão se reunir com secretários e dirigentes do governo para assisti ao filme sul-coreano Parasita, ganhador do Oscar de melhor filme internacional. 

A ideia é fazer um momento de reflexão já que o filme trata desses problemas vividos na área social em todo o mundo.

Fonte: Governo

Thiaguinho MT, cantor de "Tudo OK", se apresenta em Campos Belos/GO no dia 21 de fevereiro


Sucesso nacional com o grande candidato ao hit do verão, a canção "Tudo OK", o cantor Thiaguinho MT se apresenta no próximo dia 21 de fevereiro, em Campos Belos, no nordeste goiano.

O evento será no Centro Olímpico e o cantor promete levar para a cidade um pouco do brega funk, que ganhou o Brasil.

Além do grande hit "Tudo OK", o cantor deve apresentar algumas composições que marcaram sua carreira. 

Entre eles estão, "Moto Táxi", "Abre a Porta sua Malandra" e "Trenzão", compostos em 2015, quando o artista se consolidou no cenário nacional.

Os ingressos para o evento estão à venda nos seguintes pontos; Mais Conveniência, Pitanga Estética e Silvinha Ribeiro.

Cachoeira Santa Bárbara: a mais bonita da Chapada dos Veadeiros






Por Emerson Cesar, 

Cachoeira Santa Bárbara, localizada no município de Cavalcante/GO, na comunidade quilombola Kalunga, é o cartão-postal da Chapada dos Veadeiros.

Com águas cristalinas, em tons de azul e verde, essa é, sem dúvida, a mais bonita da região.

São 28 metros de queda d’água e uma incrível piscina natural de 3 metros de profundidade.

Para quem não sabe, os Kalungas (ou Calungas) são os descendentes de escravos fugidos ou libertos das minas de ouro que se fixaram na Chapada dos Veadeiros.

Eles formaram comunidades autossuficientes nos municípios de Cavalcante, Teresina de Goiás, Monte Alegre de Goiás, Arraias e Paranã.

Toda essa área foi reconhecida oficialmente pelo governo de Goiás como Sítio Histórico e Patrimônio Cultural Kalunga.

A Cachoeira é administrada pela Associação Kalunga Comunitária Engenho II, no povoado Engenho II, onde atualmente residem 120 famílias, cuja principal fonte de renda é a exploração do ecoturismo.

Neste artigo, falamos tudo o que você precisa saber para visitar a Cachoeira Santa Bárbara: como chegar, como comprar os ingressos, quais são os preços, o roteiro do passeio, os pontos positivos e negativos e as dicas essenciais para uma visitação tranquila e proveitosa. Confira!


Comprando os Ingressos

Os ingressos para visitar a Cachoeira Santa Bárbara são limitados a 300 por dia, sendo 200 para compra no local e 100 para compra pela internet. 

Para comprar no local, você deve chegar à Comunidade Quilombola, no máximo, às 7hs da manhã (o local é longe Alto Paraíso de Goiás).

Mesmo assim, você corre o risco de não conseguir a sua vaga. De fato, os ingressos esgotam-se rapidamente.

Conta-se que um grupo de aventureiros chegou a acampar ao lado da Cachoeira para conseguir chegar cedo ao local. Dormiram além da conta e, quando chegaram à sede da comunidade, já não havia mais vagas para o dia.

É essencial, portanto, que você faça as suas reservas pela Internet. Você pode utilizar o site www.ecobooking.com.br. No formulário à direita da página, selecione o Estado de Goiás e o município de Cavalcante e clique em “Pressione Aqui para Encontrar”.

Vão aparecer várias opções de Cachoeira, sendo a primeira a Cachoeira Santa Bárbara, clique nessa opção e vai aparecer uma tela com várias informações a respeito da atração: como chegar, regras de cancelamento e a obrigatoriedade de contratar um guia Kalunga. 

A partir daí, você pode verificar a disponibilidade de vaga nos dias desejados.

Para obter seu voucher, preencha um formulário com seus dados pessoais e, caso tenha algum guia Kalunga preferido, selecione-o na lista própria. Caso contrário, você poderá contratar um na hora.

O ingresso custa R$ 25,00 por pessoa e você pode pagar com cartões de crédito de várias bandeiras.

Neste mesmo site, você pode comprar os ingressos para as cachoeiras Candaru e Capivara, que custam R$ 15,00 cada.




Como chegar à Cachoeira Santa Bárbara?

Partindo de Alto Paraíso de Goiás/GO, você deve pegar a estrada GO-118/BR-110, sentido Teresina de Goiás/GO. Não tem erro! Se você chegou de Brasília em Alto Paraíso, é só continuar na mesma estrada por 68 km.

Ao chegar em Teresina de Goiás, você vai virar à esquerda e pegar a GO-241 sentido Cavalcante/GO. Também é difícil se perder. Chegando nesse povoado, passando uma rotatória, pegue a primeira a esquerda e continue por 22 km.

Em Cavalcante, você irá atravessar a cidade e continuar na GO-241. Entre em Cavalcante pela Rua Um; vire à direita na Av. Tiradentes (a principal da cidade); à esquerda na Rua Elias Jorge (4ª. rua à esquerda); e, por fim, à direita na Rua Dezoito (segunda à direita).

A partir daí, você pegará um trecho não pavimentado por 21 km. No caminho, não deixe de fazer uma parada no Mirante da Nova Aurora para apreciar a belíssima paisagem da Chapada.

Numa bifurcação, pegue à direita e continue por 6km até o Povoado Kalunga do Engenho II.

Fica a dica: se você for utilizar o Waze ou o Google Maps, lembre-se de “carregar” o trajeto, antecipadamente no aplicativo. Em vários pontos do percurso, você não consegue pegar a internet 3G/4G.

Como foi nossa experiência?Chegando ao povoado Kalunga, estacionamos o carro e procuramos o Centro de Atendimento ao Turismo (CAT). 

Por lá, apresentamos nosso voucher no guiché e contratamos uma guia, que nos acompanhou durante todo a nossa estadia na Comunidade Quilombola. Era hora de seguir para a famosa Cachoeira.

De início, ela perguntou se nós gostaríamos de almoçar na volta. Caso quiséssemos, deveríamos fazer uma reserva com antecedência. Como pensamos em voltar logo para Alto Paraíso de Goiás, decidimos não almoçar na comunidade. 

 A propósito, muitos visitantes elogiam a qualidade da comida local.

Do CAT, seguimos para um barracão, onde aguardamos em torno de um hora. Aparentemente, apenas 50 visitantes podem ir para a trilha por hora.

Há duas opções para chegar ao início da trilha: a pé, caminhando por 5 km, ou de veículo, chamado de “pau-de-arara”. 

Para ir de veículo, cada um deve pagar R$ 5 por trecho.Começamos, então, uma trilha de aprox. 2km de nível moderado. 

É importante manter-se nas trilhas e tomar cuidado para, em determinados trechos, não escorregar.Nesse momento, a trilha fica estreita, mas já estamos próximos à Cachoeira Santa Bárbara.

Enfim, chegamos à belíssima cachoeira de águas cristalinas de tom azulado. Deixamos nossas coisas e fomos mergulhar. 

Coloquei a minha máscara e peguei a minha GoPro. Uau!ava para enxergar tudo. 

A cachoeira é funda. Após aquela caminhada, não havia algo de mais refrescante. É possível subir nas pedras e se deliciar com a cachoeira.

Infelizmente, só podíamos ficar por lá durante 1h. Um monitor ficava controlando os horários de chegada e de saída.

A volta é feita por outro caminho: por uma trilha pela parte mais alta da mata que, à frente, se une à trilha original. Pegamos novamente o pau-de-arara para voltar à sede do povoado pagando R$ 5 por pessoa.

Pagamos a nossa guia (R$ 100,00) e nos despedimos.

Sinceramente, ela não agregou muito à nossa experiência. De informação útil, ela apenas indicou onde poderia estar chovendo e que, naquele momento, não haveria risco de tromba d’água na Cachoeira Santa Bárbara. 

Nada de explicações sobre a comunidade, sobre a sua história ou sobre a natureza. Em síntese, só foi uma companhia.

Numa loja de produtos feitos pela comunidade, compramos um doce de leite e umas cascas de laranja com gengibre, mas não valeram muito à pena.

Na volta, a fome bateu e acabamos parando para almoçar no centro de Cavalcante/GO. 

Foi no Restaurante da Rosa, que fica numa esquina na Av. Tiradentes. A refeição custa R$ 30 por pessoa com opções de carne, frango e peixe. A comida é bem servida, com vários acompanhamentos, mas a qualidade é só ok.

Quanto custa visitar a Cachoeira Santa Bárbara?

Como você pode ter percebido, não é barato visitar a Cachoeira Santa Bárbara.

Além dos gastos de transporte, você deverá desembolsar:

R$ 25,00 pelo ingresso por pessoa para a Cachoeira Santa Bárbara. Caso queira visitar as cachoeiras Candaru e Capivara, deverá pagar R$ 15 por cada.

R$ 100,00 pelo guia da comunidade para até 6 pessoas por 2 atrações. Para 3 atrações, o preço é de R$ 150,00.

R$ 10,00 de transporte de pau-de-arara (ida e volta até a trilha).

O pagamento do transporte e do guia deve ser feito em dinheiro. 

O ingresso pode ser comprado com cartão de crédito no site.




Vale a pena visitar a Cachoeira Santa Bárbara?

Após contar nossa experiência, você pode se questionar se vale a pena visitar a cachoeira. A maior parte das avaliações que você vai encontrar na internet diz que sim, mas essa não é a nossa opinião. Vamos ponderar os pontos positivos e negativos.

Pontos Positivos:

A cachoeira é muito bonita e, sem dúvida, a mais bonita da Chapada dos Veadeiros

A trilha é relativamente tranquila, com apenas alguns trechos complicados

Pontos Negativos:

A distância de Alto Paraíso de Goiás: a principal cidade da Chapada dos Veadeiros fica a 2 horas de carro;

A necessidade de contratar um guia, que, como falamos, não agregou muito ao nosso passeio.

A limitação do número de visitantes e do tempo na cachoeira.
A demora para iniciar a trilha: ficamos em torno de uma hora aguardando para pegar o pau-de-arara.

Preço: o gasto total foi alto demais para aproveitar apenas 1 hora na cachoeira.
No local, não há serviço de resgate em caso de acidentes.

Diante disso, eu, sinceramente, não acho que valha a pena colocar a Cachoeira Santa Bárbara como prioridade nas suas visitas à Chapada dos Veadeiros. Há várias outras atrações na região, mais próximas e com preços/custos mais em conta. 

Apesar de toda a sua beleza, a relação custo-benefício é muito ruim.
Dicas para visitar a Cachoeira Santa Bárbara

Caso você queria, mesmo assim, incluir a Cachoeira Santa Bárbara nos seus roteiros, confira as dicas para ter uma experiência tranquila e proveitosa:
Compre seu ingresso pela Internet: como eu falei, os tickets são limitados e esgotam-se rapidamente. 

Portanto, nada garante que você vá conseguir comprar os ingressos, mesmo chegando cedo ao local.

Evite feriados: nos feriados, a fila de espera para seguir para trilha pode demorar até 2 horas.

Chegue cedo: a cachoeira pega sol das 11 às 13hs.
Leve tênis confortável (ou sapatilha de caminhar nas pedras) e mantenha-se na trilha, evitando os animais peçonhentos e o contato com carrapatos. 

Cuidado para não escorregar em determinados trechos do percurso.

Leve uma GoPro ou outra Câmera à prova d’água, bem como máscaras de mergulho.

Evite o período chuvoso (de novembro a abril): a cachoeira está sujeita a trombas d’água, que levam tudo o que está no caminho.

Siga nas normas da comunidade: evite coletar plantas, animais, fazer fogueiras, trazer bebidas alcóolicas, etc.

Tire muitas fotos!

Por fim, se você pretende conhecer outras cachoeiras por em Cavalcante/GO, pode ser interessante hospedar-se na própria cidade. 

Lembro que, de Alto Paraíso de Goiás até o centro de Cavalcante, você leva, pelo menos, 1 hora de carro.

Informações Gerais


Horário de Funcionamento: das 7hs às 17hs
Última entrada permitida: até 15:30hs.
Maiores informações: Tel (62) 99652-7236 e e-mail: akce.org@gmail.com
Com texto de Classe Turística

Governo de Goiás vai construir ponte sobre o Rio Paranã, que liga Nova Roma (GO) a Monte Alegre Goiás


A construção da ponte sobre o Rio Paranã, na rodovia GO-112, que liga a cidade de Nova Roma (GO) a Monte Alegre de Goiás, ambas situadas no nordeste de Goiás, a região mais pobre do estado, está entre as demandas autorizadas pelo governador Ronaldo Caiado.

A Lei nº 20.754 - 
pela Assembleia Legislativa de Goiás - autorizou o Executivo do estado de Goiás a abrir crédito suplementar para o Orçamento de 2020,  no valor de R$ 633 milhões.

A quantia é para atender as demandas do nordeste goiano, segundo o governo.

A ponte terá extensão de 160 metros e custará cerca de R$ 8 milhões.

A travessia do Rio Paranã pela GO-112 é feita há mais de 40 anos por balsa, que chegou a ficar interditada pela Marinha, durante vários meses do ano passado, como bem denunciamos aqui no blog, após ser constatado irregularidades.

Com informações de Antônio Carlos 

Polícia Civil prende homem em Conceição do Tocantins por receptação e adulteração de veículo automotor


A Polícia Civil, por meio da 104ª Delegacia de Polícia, sediada em Conceição do Tocantins, sudeste do estado, prendeu em flagrante um homem acusado de receptação e adulteração de sinal de identificação de veículo automotor.

A prisão ocorreu durante a Operação Pacificação e contou com a organização da 
8ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) – Dianópolis - e da 104ª DP, com o apoio da 99ª Delegacia de Polícia (Paranã) e da 105ª Delegacia de Polícia (Arraias). 

Com isso, o homem, que estaria em atitude suspeita, foi abordado pela equipe de policiais civis, sendo constatado que ele estava de posse de uma motocicleta, cuja placa veicular estava sem lacre e que não correspondia ao veículo ciclomotor. 

Também havia também sinais de adulteração, sendo que a numeração do motor constava como inexistente.

Conforme a Polícia Civil, o autuado já respondia em liberdade e usava tornozeleira eletrônica pela prática dos crimes de tráfico de drogas, corrupção de menores e posse de arma de fogo, em Conceição do Tocantins.

O autuado foi encaminhado para a cadeia Pública de Arraias, onde ficará à disposição da Justiça.

Operação Pacificação

Segundo a delegada titular da 104ª DP, Melicia Resende Rocha Ganzaroli de Ávila, a Operação Pacificação visou à repressão à criminalidade por meio destas e outras ações que buscam manter a ordem pública e promover segurança pública às pessoas daquela região. 

"Operação teve um caráter preventivo, buscando também reprimir a ocorrência de novos delitos que estejam ou que venham a ocorrer naquela cidade", disse a delegada.

Prefeitura de Campos Belos (GO) e IEL firmam convênio para estágio remunerado


Na última quinta-feira (13), o prefeito de Campos Belos (GO), Eduardo Terra, esteve reunido com 
representante do IEL/GO ( Instituto Euvaldo Lodi), William Rodrigues.

A intenção foi firmar convênio para contratação de estágio remunerado nos órgão do Executivo local.

O convênio, em forma de Projeto de Lei, será agora enviado para Câmara de Vereadores, para apreciação dos parlamentares.


O programa IEL de Estágio aproxima estudantes universitários e de cursos técnicos do mercado de trabalho. 

A partir de um amplo cadastro e de critérios inovadores de seleção e acompanhamento, o IEL identifica e indica talentos para preencher as vagas de estágio oferecidas pelas empresas.

O sistema de seleção, que valoriza as competências, habilidades e atitudes do estudante, atende às necessidades específicas de cada empresa. 


A indicação do candidato ideal para a vaga de estágio facilita a descoberta de talentos e a formação de líderes empresariais.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Vídeo do Dia: deputado xinga Ministro Sérgio Moro, que rebate - "Desqualificado"


Inconcebível: "Matei minha filha", disse mãe ao lado do corpo da criança


A madrugada desta quinta-feira (13/02/2020) foi marcada por uma barbárie na região de Vicente Pires. 

Vizinhos escutaram, por volta das 5h, um homem gritando que sua filha tinha sido assassinada. 

A vítima, Júlia Félix de Moraes, 2 anos e dois meses, foi esfaqueada duas vezes — entre a região do pescoço e o peito — e não resistiu aos ferimentos. A mãe, Laryssa Yasmim Pires de Moraes, 21, acabou presa em flagrante pelo crime.

A Polícia Militar foi acionada via Copom. 

Quando chegou ao local, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estava no apartamento onde ocorreu o homicídio, mas não houve tempo para socorrer a pequena. 

A mãe, segundo a PM, encontrava-se sentada próximo ao corpo da filha, com a roupa suja de sangue.

Quando os policiais perguntaram o que tinha ocorrido, ela disse: “Não sei, não sei, não sei. Matei minha filha!”. 

E ainda teria emendado: 

“Tenho certeza que está num lugar melhor”. No local, também estava o pai da criança, Giuvan Félix, 26, que vestia apenas cueca. 

Ele também estava sujo de sangue. 

O rapaz contou que estava dormindo em um colchão no chão e acordou com a companheira golpeando seu rosto com uma faca.

Fonte: material especial do Metrópoles- DF

Socorro: UEG está passando por um desmonte sem precedentes, revela estudante



"Olá, Sr. Dinomar Miranda,

Venho através deste  solicitar sua ajudar na exposição da atual situação que a UEG campus Campos Belos e demais campus do estado de Goiás.

A universidade está passando por um momento turbulento, na verdade um verdadeiro desmonte e descaso com a educação superior, principalmente nos campus mais afastados como o da nossa região (que já não recebia muita atenção e suporte).

Estão implementando mudanças que incluem a transformação da maioria dos campus em unidades (não teremos autonomia) e a oferta de disciplinas que eram presenciais em EAD. (É um modelo totalmente diferente do que fizemos o vestibular).

No final de 2019 nossos professores foram demitidos, e segundo a Pro-Reitoria da UEG, a promessa era fazer as novas contratações a tempo de não prejudicar o andamento do período letivo, no entanto já estamos com o calendário acadêmico em atraso porque não temos professores.

As disciplinas estão com status de não (isso é um rompimento total com a responsabilidade da universidade).


Nós acadêmicos estamos com medo e de mãos atadas, não temos autonomia e nos sentimos lesados.

Pelo andar das coisas e declarações oficias da Pró-reitoria cursos como o meu (letras) que era oferecido na modalidade PRESENCIAL está sendo transformado em educação a distância, sem qualquer tipo de diálogo ou análise das condições específicas dos campus e dos acadêmicos.


Já estamos sendo prejudicados. E o intuito desse meu contato é pedir que através da visibilidade do seu canal de comunicação nos ajude a informar as pessoas o que realmente está acontecendo. Para que todos, comunidade e acadêmicos cobrem do governo e da própria reitoria o cumprimento das responsabilidades com a educação superior.

É um grito de socorro.

Muitos jovens não tem condições e oportunidades para cursarem um curso superior longe de casa e outros não possuem condições para terem seus cursos presenciais transformados em EAD.


Acredito na seriedade do seu trabalho e peço encarecidamente que nos ajude. Obrigada."

Professor Valter Campos é nomeado reitor interino da UEG



A Universidade Estadual de Goiás (UEG) tem um novo reitor interino: professor Valter Campos. 

Ele foi apresentado na tarde desta quinta-feira (13) durante uma coletiva de imprensa. O professor é doutor e mestre em Educação na Universidade Federal de Goiás (UFG) e pela Pontifícia pela Universidade Católica de Goiás (PUC-GO). Ele é professor efetivo na UEG desde 2010.

Além dele, também foram nomeados os pró-reitores Graduação, Suely Miranda Cavalcanti Bastos; de Extensão e Assuntos Estudantis, Adriana Aparecida Ribon Ogera; e os diretores dos Institutos Acadêmicos de Ciências da Saúde e Biológicas, Vanessa Cristiane de Santana Amaral; de Educação e Licenciaturas, Francisco Manoel Bezerra e Rocha; de Ciências Tecnológicas, Antônio Cruvinel Borges Neto e Ciências Agrárias e Sustentabilidade, Sueli Martins de Freitas Alves.

Valter vai substituir o procurador do Estado, Rafael Borges, nomeado em setembro de 2019. As eleições para a escolha de um novo reitor estão marcadas para novembro desse ano. 

O professor, entretanto, não poderá participar do novo pleito, pois isso é vetado no estatuto da instituição.

Rafael destaca que a nomeação do professor acontece após o encerramento da etapa administrativa da universidade – que focou em problemas de gestão, financeiro e de legalidade. 

Também foi iniciada a reforma acadêmica da instituição e um dos principais marcos desse processo foi a redução de 41 para oito campus da UEG.

“Agora, o professor seguirá dando sequência para passar por reforma acadêmica e pedagógica. Agora, por exemplo, será possível fazer a unificação de currículo dos cursos que oferecemos. Por exemplo, História estava presente em 11 campi com currículos distintos”, ressalta.

Ele sublinha que as demais 33 Unidades Universitárias ficarão subordinadas as oito unidades centrais que estão dividias por regiões no Estado. 

Agora, segundo ele, as principais unidades passarão a ter um contato mais direto com a reitoria da instituição “Antes, a gente notava que não havia coordenação e que as discussões eram focadas em interesses pessoais, não no coletivo. 

Vale ressaltar que as 33 unidades não serão fechadas e que não haverá nenhum prejuízo aos alunos”, destaca Rafael.

Dança das cadeiras


Rafael Borges destaca que mais de 1,4 mil contratos dos servidores temporários foram desligados da instituição. 

Eles deveriam ter um contrato vigente de um ano, mas, segundo o procurador, havia pessoas há 18 anos com contratos irregulares. Para evitar prejuízos, apenas 4% foram mantidos no quantitativo da administração até os que estão no cadastro de reserva tomarem posse.

Em março do ano passado, o reitor professor Haroldo Reimer pediu a o afastamento do cargo devido a investigações de possíveis irregularidades sobre contratos realizados de funcionários por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Em novembro do ano passado, o diretor do Campus Faculdade do Esporte (Eseffego), Marcus Jary Nascimento, foi exonerado do cargo. 

A justificativa é um processo interno que apurou transgressões na gestão do Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia. Estima-se que o prejuízo de R$ 480 mil para os cofres públicos.

Após ficar seis meses como reitor interino, o professor Ivano Devilla renunciou ao cargo por meio de carta pública. Foi quando o Governo de Ronaldo Caiado (DEM), interviu na instituição e nomeou o procurador do estado, Rafael Gonçalves, para assumir o cargo.

Fonte: Mais Goiás

Reforma administrativa da UEG reduz número de câmpus de 41 para apenas 8


O governador Ronaldo Caiado (DEM) e o reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Rafael Santana, anunciaram nesta sexta-feira (17) ampla reforma administra na instituição. 

A principal mudança é a redução do número de campus, que passa de 41 para 8. As demais serão transformadas em unidades universitárias que passarão a ser subordinadas a um dos oito câmpus.

A reforma prevê que os diretores dos câmpus vão se reportar ao reitor e os coordenadores locais se reportarão ao seu respectivo diretor regional. 

Nas justificativas para a reforma, o governo alega que a UEG era instrumento de “terrorismo político” e que as discussões nos câmpus giravam em torno de autopreservação, e não da qualidade de ensino. 

O governo garante que não haverá fechamento de nenhuma unidade universitária.

Confira os oito câmpus:

-Câmpus Metropolitano
- Câmpus Central
- Câmpus Norte
- Câmpus Nordeste
- Câmpus Cora Coralina
- Câmpus Leste
- Câmpus Sudoeste
- Câmpus Sudeste

Além disso, as discussões de caráter acadêmico serão realizadas em institutos acadêmicos, que serão criados: Instituto Acadêmico de Educação e Licenciaturas; Instituto Acadêmico de Ciências da Saúde e Biológicas; Instituto Acadêmico de Ciências Tecnológicas; Instituto Acadêmico de Ciências Sociais Aplicadas; Instituto Acadêmico de Ciências Agrárias e Sustentabilidade;

A intenção do governo com essa mudança é estruturar as universidades, melhorando a circulação de demandas, com um planejamento de situá-los na Administração Central. 

Os diretores do instituto serão professores efetivos da UEG, eleitos em lista tríplice e farão parte do Conselho Superior Universitário (CSU).

A partir das novas alterações haverá mais rigor na criação de novos cursos, com a instituição de uma Coordenação de Curso Central, para cada curso da universidade e o apoio de coordenadores de cursos setoriais, aos coordenadores de curso. 

Segundo o reitor Rafael Santana, entre 2015 a 2018, 30 cursos foram criados sem professores para dar aula.

Outras mudanças ocorrem na estrutura dos Conselhos Superiores (CSU), nas atribuições institucionais legais de gestão na Reitoria, valorização do profissional e da pesquisa na Universidade, com a remuneração do Coordenador de Programa Stricto Sensu. 

Não haverá, segundo o governador, Ronaldo Caiado, nenhuma redução nos investimentos.

Você pode conferir todas a mudanças no material disponibilizado pela UEG, clicando aqui.

De Campos Belos (GO): morre Gilmar, médico, advogado e Auditor Fiscal, filho de dona Joaquina e seu Mirô




Por Jefferson Victor,

Morreu na madrugada desta quinta-feira (13), em Goiânia, de causas naturais, Gilmar Rodrigues de Almeida, 62 anos.

Segundo familiares, no mês de junho de 2019, após sentir-se mal, Gilmar foi diagnosticado com um câncer no fígado, fez tratamento imediato e, por indicação dos médicos, foi submetido a uma cirurgia, porém a doença estava em estado avançado, não sendo possível a reversão através da intervenção cirúrgica.

Diante do quadro, Gilmar foi submetido a tratamentos de quimioterapia e radioterapia, porém não houve melhora do quadro e o mesmo veio a falecer por volta das cinco horas no Hospital Anis Rassi , onde permanecia internado há dias.

Gilmar era o filho mais velho de dona Joaquina Rodrigues de Almeida e de seu Valdimiro Augusto de Almeida, conhecido como seu Mirô.

Era irmão de Leiva Marcia do Sintego, Ivan Almeida, radialista, das professoras Regina, Heliene e Heliane, Silval Rodrigues e Zitão, funcionários do município ,todos moradores em Campos Belos.

Gilmar trabalhou no Banco do Brasil em Campos Belos e em Goiânia, era Médico e Advogado, mas exercia a função de Auditor Fiscal junto à Secretaria da Fazendo do estado de Goiás, onde ingressou em 1994.

Ele deixa deixa 2 filhos, Mauricio e Marília, os quais o acompanharam nesse período da doença, licenciaram dos seus trabalhos para acompanharem o pai, dando todo suporte necessário para amenizar um pouco o seu sofrimento.

Eny, sua esposa, com quem vivia há cerca de 35 anos, foi uma guerreira, esteve sempre ao seu lado. 


Ela também licenciou de seu emprego, permanecendo firme e forte, durante todo o tempo o acompanhando em sua residência ou em hospitais aos quais Gilmar fez tratamento.

Gilmar era uma das pessoas mais verdadeiras que já conheci, ele manifestava seu pensamento a qualquer custo, não importando com o resultado que isso pudesse causar.

Não mandava recado, era objetivo, sincero e defendia seus direitos com todo rigor. 

Muito inteligente, estudioso, passava no concurso que queira. Seu curso de medicina foi realizado na UFG, em uma época que passar no vestibular para ser médico era tarefa para os crânios.

Eu, particularmente, tinha Gilmar como um dos meus melhores amigos de todos os tempos, na época de estudantes moramos em Goiânia, dividíamos o mesmo apartamento até que ele se casou e passou a morar em um AP próprio.

Aos finais de semana sempre almoçava em sua casa, muita cerveja e uma oportunidade para atualizarmos nossas conversas.

Gilmar era um exemplo a ser seguido, foi o primeiro a se formar na família e serviu de espelho para os 7 irmãos, sendo esta família uma das poucas em nossa cidade em que todos se formaram.

É com muita tristeza que faço esse texto, gostaria de estar escrevendo o oposto, dizendo que ele fez tratamento e que estaria fora de perigo, mas infelizmente a realidade nos mostra um cenário triste, o passamento precoce desse nosso amigo que vai deixar muita saudade a todos nós.

Compartilho com a família esse momento de tristeza, mas devemos nessa hora mais que nunca lembrar da presença de Deus, pedir que ele console a cada um de nós nesse momento tão difícil.

Gilmar será velado na residência de sua mãe, dona Joaquina, localizada na rua Ciriaco Antônio Cardoso Qd L lote 04 no centro de Campos Belos – Go.

O corpo deve chegar no comecinho da noite de hoje, e seu sepultamento será no cemitério local amanhã em horário ainda não definido.

Prefeito denuncia que teve celular clonado por golpista que passou a pedir dinheiro a contatos dele


O prefeito de Aurora do Tocantins, Aloilson Tavares Cardoso (PTB), conhecido como Caçula, denunciou à Polícia Civil, na última quinta-feira (13), que teve o aparelho celular clonado por um golpista. 


O crime foi percebido pelo gestor municipal no início da manhã. De acordo com informações apuradas, outros prefeitos da região sudeste do estado também já foram alvos dos golpistas e tiveram seus celulares clonados.

Em entrevista, Caçula explicou que foi surpreendido na manhã da quinta-feira (13) com o alerta de amigos e secretários da gestão que começaram a receber mensagens via WhatsApp, pedindo para que eles fizessem depósitos transações bancárias.

Caçula disse que o golpista enviou mensagem para a gestora do fundo municipal de saúde do município se passando por ele e solicitando extratos da conta e que ela fizesse transferências bancárias. 

Ainda segundo o político, o golpista também enviou mensagem ao contador da prefeitura solicitando extratos bancários das contas do município.

O prefeito informou que mesmo com as tentativas de aplicar o golpe, o criminoso não teve sucesso.

“Graças a Deus que nenhum dos servidores que receberam as mensagens desse criminoso, caíram no golpe”, disse.

O prefeito lamentou o ato criminoso e informou que todas as “medidas cabíveis já estão sendo tomadas no intuito de tentar identificar a autoria”. 

Ainda segundo o prefeito, o número clonado já foi encaminhado para a operadora de telefonia fazer o cancelamento da linha.

O caso foi registrado na Polícia Civil, que deverá abrir um inquérito para investigar o caso.


Fonte: Agência Tocantinense de Notícias 

Gilmar Almeida: Perdemos um amigo e um grande campos-belense



Por Defilardes Barbosa Rocha, 

Faleceu hoje um dos seres humanos mais importante da nossa terra natal. Filho no nosso saudoso Mirô e Dona Joaquina. 

Nosso médico e advogado, nosso amigo Gilmar Almeida.

Gilmar, um dos principais componentes da primeira formatura, realizado no saudoso ginásio de Campos Belos, lá nos idos de um passado um tanto distante.


Não me lembro a data oficial, mas foi um dos primeiros.

Ele foi notoriamente, considerado um dos melhores alunos à época. 

Posteriormente, em poucos dias, nosso amigo partiu para outros grandes centros em maior potencial cultural e estrutural, para dar segmento aos seus estudos, passando no vestibular para medicina.

Na época em que precisava-se ter conhecimento profundo, para ser aprovado no vestibular. 

Ele passou, acendendo o orgulho da família e também de nossa comunidade Camposbelense.

Gilmar foi, na sua trajetória de vida, só sucesso. 
Passava em qualquer concurso que concorria. 

Lembro-me dele em Campos Belos, meu colega de festinha, dizendo que teria que ir para casa porque precisava estudar para o concurso do Banco do Brasil, que seria realizado em Arraias (TO).

Eu ficava observando sua dedicação admirado. Não deu outra, passou no concurso do banco, onde muitos sonhavam conseguir mas não chegavam lá. 

Quero salientar aqui que não vou poder me alongar nesse texto, por perceber que poderá ficar muito extenso.

Quero deixar aqui minha homenagem sincera de amor amigo, a você meu conterrâneo exemplar, que está se despedindo de nós, indo morar com Deus.

Seu amigo de sempre.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Vídeo do Dia: Distrito de Paranã (TO) reclama da conta e da qualidade da água distribuída à comunidade; Assista


Morcegos: municípios do sudeste recebem ações de controle da raiva dos herbívoros



Com o objetivo de atender demandas dos produtores rurais dos municípios de Ponte Alta do Bom Jesus, Novo Jardim e Natividade, uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) desenvolverá ações de controle da raiva dos herbívoros (bovinos, equídeos, suídeos, caprinos e ovinos), nestes municípios durante esta semana.

De acordo com o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle e Erradicação da Raiva dos Herbivoros, José Emerson Cavalcante, a equipe da Adapec atenderá nestes municípios, demandas dos produtores rurais para investigação de focos, além de realização de monitoramento e cadastramento de abrigos, captura de morcegos hematófagos, principal transmissor da raiva, visando o controle populacional desta espécie e promovendo orientação quanto aos riscos de transmissão da raiva dos herbívoros para o ser humano.

A Adapec reforça aos produtores rurais para vacinarem o rebanho contra a raiva, pois esta é a forma mais segura de prevenção contra a doença.

Em 2019, a Adapec atuou no controle da raiva dos herbívoros em 55 municípios, onde realizou 482 vigilâncias ativas, promovendo orientação sobre a zoonose para mais de mil pessoas e capacitação para outras 473 pessoas. 

Foram capturados 1.199 morcegos hematófagos, com monitoramento de 92 abrigos e cadastrado de 98 novos abrigos. Houve registro de 17 focos.

Sintomas

O animal que é infectado pelo morcego hematófago, apresenta alguns sintomas como isolamento do restante do rebanho, apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. 

Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares, ranger de dentes, decúbito lateral e morte.

A Agência alerta que o produtor deve evitar o contato direto com animais que apresentam sintomatologia nervosa. 

Qualquer dúvida ou denúncia em relação a defesa agropecuária, o produtor pode entrar em contato também, por meio do Disque Defesa no 0800 63 11 22.

Fonte: Governo 

De Posse (GO), Campos Belos a Paris: duas mulheres e uma nova história empresarial


A partir da presença na Missão Circuito Moda Paris, realizada em setembro de 2019 na capital da França, as empresárias e irmãs Lorayne e Loryene de Paula Medeiros resolveram reformular por completo a loja de roupas e acessórios que mantém em Posse, cidade da região nordeste de Goiás.

A Essencial Modas renasceu como um espaço inspirado nas lendárias lojas de rua de Paris, com peças exclusivas e em sintonia com os grandes lançamentos. 

Segundo Lorayne, estar presente em uma missão internacional foi um aprendizado único, além de lhe proporcionar uma rede de contatos importante para seu negócio.

A Missão Circuito Moda Paris foi uma parceria do Sebrae, Fieg (Federação das Indústrias do Estado de Goiás) e Sinvest (Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado de Goiás). 

Os participantes estiveram na Who’s Next, principal mostra internacional de moda feminina da Europa. 

Também foram feitas visitas técnicas a indústrias para benchmarking e acompanhamento das tendências do setor.

A empresária conta que a ida a Paris também foi importante do ponto de vista do marketing, criando uma imagem positiva para a empresa. 

O mesmo aconteceu quando a Essencial Modas esteve presente em outra feira promovida pelo Sebrae, esse um evento nacional. 

“É algo que tem nos ajudado muito. O Sebrae tem nos dado suporte. No início o consultor foi na loja e deu várias dicas, que seguimos até hoje”, ressalta Lorayne.

O investimento em conhecimento é consequência de um ramo de trabalho que as irmãs escolheram atuar por amor. 

“Decidimos trabalhar com esses produtos porque amamos. Também observamos que havia uma carência de algumas marcas e estilos em nossa cidade. aí percebemos que podíamos atuar bem nessa área, surpreender mesmo. E temos nos destacado”, conta Lorayne.

Na mesma proporção em que as empresárias investiram, o negócio ganhou em volume de vendas. Elas têm trabalhado bem focadas, investido, sobretudo, em marketing e treinamento de pessoal. 

Houve, inclusive, uma ampliação da loja para ampliar os produtos oferecidos e dar mais conforto às clientes. “As vendas estão boas, graças a Deus. Estamos sendo um diferencial no mercado”, ressalta Lorayne.

A Essencial Modas tem sua loja principal em Posse, mas também há uma unidade em Campos Belos. 

No Instagram da marca as irmãs empresárias provam as peças que vendem, em uma demonstração de proximidade com aquilo que estão oferecendo às clientes. Elas também trazem um slogan na bio da rede social: “comercializando moda com amor”.

Essencial Modas

Confecção feminina, calçados, acessórios e bolsas

Endereço: Rua Robson Ricardo Rodrigues Barbosa, Quadra 8, Lote 16, Centro, Posse (GO), CEP 73900-000

Telefone: (62) 98115-2330

Facebook: /essencialpcf

Instagram: @essencialcpf

Com informações do Sebrae Goiás