quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Jalapão: os fervedouros do meu Tocantins


O “deserto das águas” lhe convida. E é difícil resistir. Encravado no meio do cerrado do Tocantins, mais parece uma miragem, porém não é ilusão. 

É Jalapão! O nome vem da planta jalapa que tem várias propriedades medicinais. Santo remédio (para o corpo e, principalmente, alma). 

São 34 mil km² de serras gigantescas, dunas alaranjadas, rios majestosos, lagoas deslumbrantes e cachoeiras com água verde esmeralda. 

Mas as principais atrações são os famosos fervedouros. 

São diversas nascentes de águas cristalinas que brotam da terra e com a pressão fazem os turistas flutuarem em outra dimensão. Impossível afundar. 

E não se apaixonar. Bem-vindos ao Jalapão.

Apesar de já ser considerado um dos melhores destinos do Brasil para os amantes do ecoturismo, o Jalapão ainda está sendo descoberto aos poucos pelos viajantes. 

O difícil acesso é um fato (mas que não chega a ser empecilho). 

Ele fica a mais de 300 quilômetros da capital Palmas e algumas atrações ficam relativamente distante uma das outras, exigindo uma certa dose de paciência e tempo em estradas de terra esburacadas. 

Justamente por ficar um pouco escondido, este paraíso ainda se encontra preservado. 

No entanto, todos os obstáculos, são facilmente vencidos e naturalmente recompensados quando se mergulha em um fervedouro e se deixa transbordar a alegria de conhecer o tal Jalapão.

Com o JC





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.