quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Metade das cidades do Tocantins deixariam de existir com a PEC de Paulo Guedes; veja relação


A PEC do Pacto Federativo prevê a extinção de municípios com menos de 5.000 habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total. 

Esses municípios seriam incorporados pelo município vizinho.

A proposta do ministro da Economia Paulo Guedes foi entregue nesta terça-feira (5) pelo presidente Jair Bolsonaro ao Senado Federal.

Caso seja aprovada, a proposta levará à extinção de 69 cidades do Tocantins, praticamente a metade dos 139 municípios. 

A medida afetaria cerca de 700 prefeitos e vereadores com a perda de cargos públicos.

Comentário deste blogueiro

Vejo com bons olhos esta pretensa medida do governo federal, com o pacto federativo. 

Abaixo segue uma lista de municípios. Basta olhar para ser notar que mal conseguem arrecadar dinheiro para pagar a folha de pessoal e ainda tem que arcar com altos salários de prefeitos, vice-prefeitos, Câmara de Vereadores, secretários e assessores. 

Se quiserem investir mesmo, tem que contar com o dinheiro do estado ou do governo federal, por intermédio de fundos, por exemplo para fazer um asfaltamento de rua ou uma obra hospitalar. 

É hora mesmo de colocar um freio neste poço de desperdício e gasto de dinheiro público, que está aí apenas para satisfazer pequeno número de pessoas, que se tornam donas de prefeituras e Câmaras de Vereadores, enquanto a imensa maioria da população amarga péssimos serviços públicos, má gestão e corrupção. 

Veja os municípios do Tocantins com menos de 5 mil habitantes segundo estimativa de 2018 do IBGE.

Cidade/População

Combinado; 4 843
Pau d'Arco; 4 831
Santa Rosa do Tocantins; 4 811
Bom Jesus do Tocantins, 4 779
São Sebastião do Tocantins, 4 757
Aparecida do Rio Negro; 4 741
Dueré; 4 687
Sampaio; 4 627
Riachinho; 4 604
Ponte Alta do Bom Jesus; 4 601
Barra do Ouro; 4 549
Bernardo Sayão; 4 469
Pindorama do Tocantins; 4 464
Cariri do Tocantins; 4 321
Novo Acordo; 4 287
Recursolândia; 4 244
Lagoa do Tocantins;4 237
Nova Rosalândia; 4 215
Conceição do Tocantins; 4 124
Carrasco Bonito; 4 059
São Valério; 4 017
Nazaré; 3 959
Fátima; 3 841
Jaú do Tocantins;3 819
Itapiratins; 3 758
Lizarda; 3 748
Aurora do Tocantins; 3 731
Presidente Kennedy; 3 692
Muricilândia; 3 514
Bandeirantes do Tocantins; 3 512
Angico; 3 417
Maurilândia do Tocantins; 3 403
Santa Maria do Tocantins; 3 381
Sandolândia; 3 378
Chapada da Natividade;3 334
Porto Alegre do Tocantins;3 108
Lajeado;3 101
São Salvador do Tocantins;3 070
Luzinópolis; 3 060
Piraquê; 3 023
Centenário; 2 874
Santa Tereza do Tocantins; 2 834
Rio dos Bois; 2 811
Talismã; 2 773
Novo Jardim; 2 698
Pugmil; 2 660
Mateiros; 2 638
Tupiratins; 2 613
Tabocão; 2 576
Abreulândia; 2 564
Carmolândia; 2 556
Santa Terezinha do Tocantins; 2 528
Itaporã do Tocantins; 2 435
Santa Rita do Tocantins; 2 344
Novo Alegre; 2 332
Cachoeirinha; 2 266
Monte Santo do Tocantins; 2 263
Juarina; 2 202
Brasilândia do Tocantins; 2 191
Taipas do Tocantins; 2 131
Rio da Conceição; 2 088
Ipueiras; 1 977
Sucupira; 1 946
Lavandeira; 1 892
Tupirama; 1 860
Crixás do Tocantins; 1 708
São Félix do Tocantins; 1 572
Chapada de Areia; 1 401
Oliveira de Fátima 1 106

Um comentário:

  1. verdade mais vcs ja pararam pra pensar que dinheiro publico ele esta sendo despedicado a todos os dias com politicos corruptos ou nao, pelo amor de Deus o povo brasileiro tem q colocar na cabeça e agir e parar de ficar apontando pobres trabalhadores dizendo q o país ta do jeito que está por conta que migalhas de dinheiro público está sendo desperdiçado com o povo, temos eh que parar de apontar um ao outro falando q so ta sugando desperdiçando dinheiro com a população, vcs ja pararam pra pensar enquanto vcs ficam apontando a população mais carente os politicos que estao sugando despedicando o dinheiro q todos nos ja? pelo amor de Deus acorda povo e para de ficar de ficar apoiando os verdadeiros desperdiçadores do nosso dinheiro.

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.