quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Mais Arraias (TO): estudantes conquistam mais medalhas de prata na Olimpíada de Língua Portuguesa


Mais dois estudantes tocantinenses conquistam medalhas de prata nas etapas semifinais da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP), na categoria artigo de opinião, em São Paulo, SP. 

Foram premiados a estudante Ioneide Ferreira de Souza, do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, de Arraias, que escreveu sobre A poluição dos rios no Mimoso: tudo vale a pena em nome do progresso?, e Rafael Caxàpêj Krahô, da Escola Estadual Indígena 19 de Abril, de Goiatins, com o texto Meu lugar é um pulmão verde no meio da imensidão acinzentada. 

A professora Deuzanira Lima Pinheiro, da Escola Estadual Indígena 19 de abril, também recebeu medalha de prata pelo relato de experiências.

Eles retornarão a São Paulo, no dia 9 de dezembro, para participar da solenidade de premiação nacional e concorrer à medalha de ouro.

A professora Elaine Cardoso de Sousa, do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, também participou da etapa semifinal da olimpíada, realizada em São Paulo, no início da semana. Ela acompanhou a aluna Ioneide.

A professora Deuzanira contou que ficou muito feliz com o resultado. “Receber medalha de prata pelo relato de experiência foi maravilhoso. É uma recompensa pelo desempenho e esforço no caminho da aprendizagem”, frisou.

O estudante Rafael Krahô também ressaltou a alegria. “Estou muito feliz por levar duas medalhas, uma de bronze e outra de prata e por ter tido a chance de participar da fase presencial da olimpíada. Agradeço à comunidade, à escola e à professora que caminhou comigo”, comentou.

Avanços e conquistas

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, disse que está muito feliz com todas essas conquistas. “Esta é a primeira vez que temos um estudante indígena participando da olimpíada, e veja onde ele chegou. Está concorrendo à medalha de ouro. 

Esse resultado reflete o esforço, o empenho e a dedicação de professores compromissados com o sucesso do aluno. E também é a primeira vez que uma professora ganha medalha de prata com o relato de sua experiência; orgulho para o Tocantins”, destacou.

O diretor da Escola Estadual Indígena 19 de Abril, Renato Khahô, que esteve no I Seminário de Líderes Educacionais do Tocantins, falou sobre a experiência da equipe da unidade escolar para avançar no ensino e na aprendizagem. 

“O nosso objetivo na gestão da escola é que a comunidade compreenda a importância dos nossos alunos conquistarem a oportunidade de frequentarem universidades”, frisou.

Renato explicou que a comunidade indígena e a escola estão comemorando mais essa vitória.

Olimpíada

A Olimpíada de Língua Portuguesa tem o objetivo de melhorar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita e promover formação para professores que lecionam língua portuguesa. 

É uma realização do Itaú Social, com a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Programa Escrevendo o Futuro, com a parceria do Ministério da Educação.

Com informações da Seduc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.