terça-feira, 19 de novembro de 2019

Foi premeditado: três são identificados por suspeita de matar mulher em Formosa (GO), após montagem de armadilha com arame liso



Em rápida reposta à população de Formosa, a Polícia Militar (PM) apreendeu, nesta segunda-feira (18), dois menores criminosos.

Eles confessaram a participação no crime de latrocínio, cometido contra a trabalhadora Rosemeire Brito do Nascimento, de 37 anos.

No último sábado, a mulher foi vítima fatal de uma emboscada, montada no alto da madrugada, no meio da cidade.

Ela foi praticamente degolada na armadilha instalada pelos criminosos, na avenida Senador Coimbra, próximo ao Córrego Josefa Gomes.

Rosemeire Brito estava conduzido uma motocicleta Honda Biz, 125, por volta das 3h da manhã, quando passou pelo local, onde havia sido colocado um arame liso - aqueles de cerca para gado. 

O arame estava estendido perpendicularmente à pista, amarrado em uma árvore e afixado do outro lado em um poste.

A mulher trabalhava com buffet e estava voltando de um evento, quando passou pelo local ao retornar para casa. No local da armadilha, chocou violentamente o pescoço contra o arame estendido na pista.

Segundo o serviço de inteligência da PM, denúncias levaram a equipe até a casa de um dos suspeitos, localizada no Jardim Planalto.

Na residência do acusado, um adolescente de 17 anos, o rapaz confessou participação no crime, apontando outros três comparsas.

Um deles também é adolescente, de 15 anos, que por sua vez confessou a participação. Ele reside no Setor Bela Vista, um bairro de Formosa.

Outros dois acusados, apesar de serem identificados, ainda não foram localizados.

Para não atrapalhar as investigações, a Polícia Militar ainda não divulgou o nome do último envolvido, um maior de idade, ainda foragido. 

Ainda de acordo com a PM, o crime foi premeditado, porque os acusados acreditavam que Rosemeire Brito poderia estar com cerca de R$ 6.000 em dinheiro e montaram a macabra emboscada contra a mulher.

Como os menores não foram presos em situação de flagrância, ambos foram ouvidos e liberados.

Com informações do Foca Lá 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.