quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Empresário é preso em Posse(GO). Ele é suspeito de matar modelo após briga, em Goiânia


Um empresário de 33 anos foi preso suspeito de matar o modelo e jogador de pôquer Saulo Pereira da Silva, de 26 anos, em Goiânia. 

De acordo com a Polícia Civil, Ridaj Souza Dias paquerou a namorada da vítima, o que gerou uma briga entre eles.

O empresário foi preso na casa dele, em Posse, na região nordeste do estado, na tarde de terça-feira (12) e encaminhado para a capital. 

O suspeito não foi apresentado à imprensa. A reportagem não conseguiu localizar a defesa de Ridaj até a última atualização dessa reportagem.

O delegado Elton Fonseca informou que o autuado confessou o crime no momento da prisão, sem mostrar resistência, e entregou a arma usada para matar a vítima. Ele é casado e tem um filho.

Investigação

A polícia chegou até Ridaj quando obteve um vídeo de circuito de segurança que gravou o momento em que ele entra no banco traseiro do carro da vítima, olha para os lados e fecha a porta. 

Em seguida, conforme o delegado, o empresário atirou na cabeça do modelo, que morreu no local, às 18h.

Os policiais identificaram a placa do carro em que homem que aparece na gravação estava. O automóvel tinha sido alugado em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Assim, os policiais conseguiram os dados pessoais de quem havia alugado o veículo junto à locadora.

O primo da vítima, Jorlan Pereira, que mora em Goiânia há cinco anos, compareceu à delegacia e contou que Saulo "era um homem de bem" e sonhava em continuar com a carreira de modelo, que começou em Redenção (PA).

Segundo ele, até que as propostas de trabalho aparecessem, Saulo trabalharia como motorista de aplicativo e guardaria o dinheiro ganho no torneio de poker, R$ 20 mil, para se manter.

"Meu primo deixou um filho de seis meses. Não merecia morrer de uma forma tão brutal e fútil", desabafa Jorlan.

Crime

Saulo foi encontrado morto dentro do carro no Parque Acalanto no dia 19 de outubro. 

Ele, que era do Pará, tinha se mudado para Goiânia há 10 dias e estava tentando trabalhar como motorista de aplicativo. Dias antes, ganhou R$ 20 mil em um torneio de pôquer, onde conheceu o suspeito.

De acordo com o delegado Elton Fonseca, após se conhecerem no torneio, eles passaram a sair juntos deste então. Em uma ocasião, em um bar, o empresário paquerou a namorada do modelo. Saulo o advertiu e eles acabaram brigando.

A partir de então, conforme o delegado, o empresário começou a seguiu Saulo para encontrar o melhor momento para matá-lo.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.