sábado, 12 de outubro de 2019

Tragédia e dor: em acidente de carro, morre Iara, estudante do Colégio Felismina e assídua festeira da Igreja Católica de Campos Belos (GO)


Fotografia feita momentos antes do acidente 

Por Jefferson Victor, 

Morreu nesta sexta-feira(11), em função de um acidente, Iara Rodrigues da Silva, de 16 anos, estudante do Colégio Estadual Felismina, da cidade de Campos Belos (GO).

Iara e parentes estavam passeando na Cachoeira da Pedra Bonita, no município de Colinas, e quando regressavam à cidade de Niquelândia, onde participariam dos festejos de Nossa Senhora Aparecida, o carro em que estavam capotou várias vezes, caindo em um precipício.

Segundo Carol, prima da vítima e uma das sobreviventes, o acidente ocorreu quando iniciava-se um trecho de terra, o qual não há sinalização do término do asfalto, começa uma subida, e quando desce, do nada surge a estrada de terra com bastante cascalho solto, o que segundo ela pode ter sido a causa principal do acidente.

O trecho é perigoso e sem sinalização, e que, inclusive, só esta semana foram quatro acidentes no trecho, envolvendo até mesmo uma viatura da polícia.

Eles viajavam em comboio, e ao cair no abismo, um dos carros passou, Carol ainda buzinou para ser socorrida, mas talvez devido a poeira, não foram vistos.

Diante disto, Carol mesmo machucada, subiu o barranco e neste momento ia passando uma ambulância a qual prestou socorro a Iara que estava consciente mas com dificuldades para respirar. 

Ao chegar ao hospital em Colinas, os médicos, diante da gravidade da paciente, tentavam ressuscitá-la, e uma ambulância estava sendo preparada para levá-la até Niquelândia, cidade mais próxima e com mais recursos, mas ela não resistiu e faleceu por volta das 17h30.

A morte de Iara causou muita comoção na cidade de Campos Belos, principalmente em seus colegas do Colégio Felismina, onde estudava o 2º ano do ensino médio. 

Também estavam no velório muitos componentes de grupos da igreja, muitos falavam da sua irreverência, era uma jovem alegre e que era muito querida por toda comunidade.

Iara ficou órfã de mãe aos 11 anos, daí pra frente foi criada por sua tia e madrinha Marinete, a qual a tinha como filha legítima, e lembrava com saudades o período em que conviveram juntas.

Suas amigas lembravam que ela dizia ter completada 16 anos, e que agora faria parte do grupo religioso Segue-me e também do JOSC.

Vale ressaltar que no mesmo veículo viajava Laila, uma criança de apenas 6 anos, e que por estar em sua cadeirinha no banco de trás, nada sofreu. 

Os demais ocupantes também estavam com cintos de segurança, ninguém saiu do veículo, e Iara foi quem mais machucou devido o lado em que estava ter sido o mais atingido no acidente.

O seu corpo foi velado na rua Sesquicentenário no Setor Bem bom, saída para pecuária, próximo ao Bar do Flamengo, e o sepultamento ocorreu às 17 h deste sábado.

Desde já externamos à família da Iara, os nossos sentimentos, pedindo a Deus que conforte a cada um neste momento de muita dor.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.