segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Homem suspeito de cometer estupro em Arraias (TO) é preso pela Polícia Civil do Distrito Federal. Estava em casa, "de boa", em Ceilândia


Foi preso em Brasília um homem acusado de ter estuprado uma prima, na zona rural de Arraias, sudeste do Tocantins. O crime ocorreu em outubro do ano passado, mas apenas neste fim de semana a polícia conseguiu prender o acusado. 


A Polícia Civil do Tocantins divulgou nesta segunda-feira (9) que foi preso e está recolhido na Cadeia Pública de Ceilândia (DF), um homem de iniciais D.P.S, de 45 anos de idade. 

Ele é o principal suspeito de ter estuprado a própria prima, fato ocorrido no dia 28 de outubro de 2018, na cidade de Arraias.

Segundo as autoridades policiais, ele foi capturado por policiais civis do Distrito Federal e também do Tocantins, através do cumprimento de um mandado de prisão preventiva.

Ele estava na maior tranquilidade, em sua uma residência, em Ceilândia.

De acordo com a delegada Vanusa Regina de Carvalho Nunes, titular da Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher (DEAM), após ter sido vítima do estupro, a vítima procurou à Delegacia Especializada no dia seguinte para que os fatos fossem devidamente apurados, bem como forneceu detalhes sobre o suspeito.

Imediatamente, autoridade policial instaurou inquérito policial e, após as investigações, foi possível apurar que D.P.S era de fato o autor do crime. 

A delegada concluiu o inquérito e representou pela prisão preventiva do autor. 

No dia 25 deste anos, o juízo de Direito da Comarca de Arraias expediu o mandado de prisão preventiva contra o acusado. A partir de então, as diligências se iniciaram com o objetivo de prendê-lo.

Por meio de uma ação conjunta dos policiais civis da DPC de Arraias e da 15ª DPI de Ceilandia/DF, e  ainda servidores do Hospital Regional, foi possível dar cumprimento ao mandado de prisão. 

Após ser preso, D.P.S foi encaminhado à Cadeia Pública de Ceilândia, onde aguardará recambiamento para Arraias, onde deverá responder pelo crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.