terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ministério Público do Tocantins cobra posicionamento da BRK Ambiental sobre falta de água em Arraias


O Ministério Público do Tocantins estabeleceu um prazo de 24 horas para que a BRK Ambiental esclareça sobre a interrupção repentina do abastecimento de água na cidade de Arraias, a 419 km da capital.

O pedido veio por meio de um requerimento enviado à empresa nesta segunda-feira, 12. 

O documento cobra esclarecimentos da concessionária sobre a causa da interrupção do abastecimento e uma previsão para o restabelecimento do serviço, além de medidas adotadas para minimizar a falta de água na cidade e garantir a manutenção do fornecimento em 2019.

A cidade está sem água desde o último sábado, 10. 

Anteriormente ao caso, a Promotoria de Justiça de Arraias ajuizou, em 2016, uma Ação Civil Pública cobrando providências da empresa quanto à construção de um reservatório de água adequado para a cidade, a fim de garantir um abastecimento contínuo.

BRK Ambiental

A BRK Ambiental informou através de nota que o motivo para interrupção do abastecimento de água em Arraias ocorreu devido a um problema no sistema de captação de água da cidade. 

Segundo a empresa, a manutenção do sistema já foi concluída e o abastecimento retomado. 

A concessionária informou ainda que o prazo para normalização total do serviço é para esta madrugada e recomendou que os moradores economizem água durante a recuperação do abastecimento.

Questionada sobre as frequentes faltas de água em Arraias e se há alguma medida sendo tomada para resolução do problema, a empresa não se posicionou sobre o assunto.

Fonte: Jornal do Tocantins 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.